Seguidores

COM JESUS É POSSÍVEL SER FELIZ E VENCER TODO DIA

Quantas vezes nos sentimos sem rumo e pensamos não ter com quem contar. Jesus é o nosso melhor amigo.
Quando conhecemos a Jesus e a Ele nos entregamos descobrimos uma vida completamente nova que está
disponível a todas as pessoas.
Este espaço é um convite para conhecer e praticar o que a Palavra de Deus nos ensina durante todos os dias da nossa vida.

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

CADA UM COM SEUS PECADOS !!!

 
 
NÃO SEJA RESPONSÁVEL
PELO PECADO ALHEIO
 
 

Quem consente com o pecado também é responsabilizado por ele.


A narrativa de Números 25 versículos 1 e 2 apresenta um clima pesado de erro e inconseqüência entre o próprio povo de Deus: “E Israel deteve-se em Sitim e o povo começou a prostituir-se com as filhas dos moabitas. Elas convidaram o povo aos sacrifícios dos seus deuses; e o povo comeu, e inclinou-se aos seus deuses.“

Houve ainda um homem daquele grupo que tomou atitudes terríveis diante de Moises apenas para provocá-lo. “E eis que veio um homem dos filhos de Israel, e trouxe a seus irmãos uma midianita, à vista de Moisés, e à vista de toda a congregação dos filhos de Israel,” Números 25:6a

O povo de Deus que presenciou o fato chorou, feriu-se intimamente com aquela atitude errada. “chorando eles diante da tenda da congregação.” Números 25:6b



O pecado fere a pessoa de Deus em seu coração, pois o erro incomoda.

Se você se diz de Deus e não se importa mais, não fica mais incomodado com o errado, a sua comunhão com Deus vai mal. Aprenda mais sobre a caminhada com Deus, QUEM PROCURA, ACHA !!.





Quem teme a Deus odeia o pecado, não o pecador, pois a nossa luta jamais é contra as pessoas, mas contra as forças demoníacas que atuam através delas induzindo-as ao erro e à perdição.


Tolerância zero quanto ao pecado revela boa comunhão com Deus.

Você tem perdido a sua alegria? Isso tem acontecido porque não está amando a justiça e nem aborrecendo a impiedade (Hebreus 1:9), ou seja, está vendo as situações ao seu redor e não tem feito a ponte entre Deus e os homens, não tem intercedido por aquelas pessoas conforme o que a palavra diz. Em outras palavras está sendo conivente com a ação do inferno.



Quando vemos o pecado e não o combatemos no mundo espiritual estamos sendo coniventes com ele.

O pecado não é natural. Revolte-se para com aquilo, denuncie o pecado, não seja mais omisso.

Esquivando-se de denunciar o pecado você acha que está isento, saiba que não existe neutralidade no mundo espiritual.




Fazer de conta que não viu o que não serve é ato que desagrada muito a Deus, é pecado de omissão.

Houve um membro do povo de Deus que incomodou-se com aquela situação terrível, tomou uma atitude para acabar com aquilo: pegou a lança e atacou o que estava afligindo o seu povo. “Vendo isso Finéias, filho de Eleazar, o filho de Arão, sacerdote, se levantou do meio da congregação, e tomou uma lança na sua mão” E foi após o homem israelita até à tenda, e os atravessou a ambos, ao homem israelita e à mulher, pelo ventre; então a praga cessou de sobre os filhos de Israel.“ Números 25:7 e 8

Hoje em dia as nossas armas são espirituais, não temos que agredir a ninguém nem física nem verbalmente.



A atitude espiritual que agrada a Deus contra o pecado é o combate espiritual, expulsando o demônio que está causando aquele distúrbio que você observou, em Nome de Jesus.

Você se enche de fé, se revolta contra aquela ação do diabo, ora e manda o mal embora naquela mesma hora.

 

Não suporte mais as coisas que ferem a palavra, ore e expulse-as imediatamente!
 

Pegue a sua lança espiritual e atravesse esses demônios para não receber a culpa daquela pessoa sobre você! (“E quando alguma pessoa pecar, ouvindo uma voz de blasfêmia, de que for testemunha, seja porque viu, ou porque soube, se o não denunciar, então levará a sua iniqüidade.” Levítico 5:1)




Não seja mais testemunha do pecado, denuncie-o. Não leve mais para si a iniqüidade dos outros, ore e repreenda o mal naquela mesma hora!

Ore, interceda, enfrente o mal: a hora é agora!

O que você viu, o que soube e que está fora da palavra de Deus, denuncie, fale para a pessoa com sabedoria. Não se exima para não ser culpado no lugar dela.



Cristão que vê o pecado e não o denuncia, leva sobre si aquela culpa, pois podia ter feito o bem e não o fez.
 

Pegue também as armas espirituais da oração e combata aquele mal para que a displicência não lhe custe muito caro.


Pare agora mesmo com o amor fingido!  (Leia artigo sobre o assunto na íntegra)

Sua vontade de amar ao próximo tem que estar dentro de você, ajude aos outros em oração, combata todo o pecado e perdição que presenciar ou souber: esta atitude trás uma grande recompensa de Deus, além de tornar as suas orações eficazes. Outro fator é a alegria de constatar o poder de Deus em ação, livrando a pessoa que foi alvo da sua oração de toda aquela sujeira.

Aquela praga imunda cessou de sobre os filhos de Israel após a atitude corajosa daquele homem em enfrentar o que afligia ao seu povo. “então a praga cessou de sobre os filhos de Israel” Números 25:8b

Este homem foi zeloso em Deus para que todo o povo não fosse consumido por aquela tragédia.

É dessa forma que a sua oração age no mundo espiritual: a pessoa pela qual você ora, se levanta. Ela é fruto da sua oração! É uma alegria muito grande no coração dos que amam a Deus ver que ela está bem, largando a fornicação e se casando, largando os vícios e a prostituição.


Eis as recompensas do Pai para aqueles que têm zelo por sua palavra e intercedem pelos outros: aliança de paz e sacerdócio perpétuo. (Números 25:11 e 12)
 

Jó orou por seus amigos e Deus mudou a sua história livrando-o do cativeiro e dando-lhe em dobro tudo o que antes possuiu. “O Senhor, pois, virou o cativeiro de Jó, quando este orava pelos seus amigos; e o Senhor deu a Jó o dobro do que antes possuía.” Jó 42:1

O Senhor Jesus é claro: O que eu não quero para mim também não quero para o meu próximo. Com a mesma medida que medirmos seremos medidos.



Das próximas vezes em que vir o pecado não ignore mais a situação, ore, derrube aquele mal e verá a benção de Deus naquela vida e também em seu caminho.

Lembre-se: nós somos os responsáveis por fazer a obra de Deus.

Em Nome de Jesus.

Mônica Gazzarrini.

Renascida em Cristo desde 2004, estudiosa do Evangelho, escritora, administradora de empresas, contabilista, especialista em marketing. 



"Jesus Cristo é o Senhor"

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

CURIOSIDADE CIENTIFICA: TEMOS CONSCIENCIA PÓS-MORTE ??



Ciência descobre

quanto tempo

permanecemos conscientes

após morrer

 
 
 leia:
 
            Quem procura, acha !!
 
 

ReproduçãoReprodução
 
É basicamente um consenso entre
os seres humanos o questionamento
da seguinte dúvida:
o que acontece quando morremos?
 
Pensando nisso, a ciência desenvolveu
vários tipos de pesquisa voltadas a essa área.
 


 
 leia:
 
 
STORE COSMETICS


E, agora, uma equipe de cientistas da Universidade de Southampton, no Reino Unido, confirma uma descoberta incrível.
 
Os pesquisadores dizem saber por quanto tempo funciona a consciência humana após a morte clínica.

O estudo em questão foi desenvolvido, segundo os pesquisadores, em larga escala.



leia:
 
 
 
Como ser ouvido no trabalho ?


 
 
 
Foram 2 mil pessoas que já atravessaram períodos de morte clínica e retornaram.
 
Mais de 40% dos entrevistados afirmam que estavam conscientes durante todo esse tempo.

Depois das pesquisas com essas pessoas, os médicos chegaram à conclusão de que há um período estimado de tempo em que as pessoas ficam conscientes.
 
Segundo eles, esse meio tempo teria a duração entre dois e três minutos.



leia:







No total, afirmam os pesquisadores, apenas 150 dos 2 mil entrevistados afirmaram que, no período, tiveram pela consciência e lembraram das técnicas e tratamentos que salvaram suas vidas naqueles momentos.
 
Já outros 330 afirmam que não tiveram ajuda médica para voltar à vida.
 
 
FONTE:
 
 
Por | Super Incrível – dom, 25 de out de 2015
 

terça-feira, 27 de outubro de 2015

IMPORTANTE: OMS ALERTA SOBRE CARNES PROCESSADAS !!



Carnes processadas

- salsicha, bacon e presunto -

podem causar câncer



BACON
Didriks | Flickr

                               
 
        
Se já era um consenso que carnes processadas - como bacon, presunto, salsicha e linguiça - faziam mal à saúde, agora a Organização Mundial da Saúde (OMS) coloca um ponto final na discussão: eles são cancerígenas.
 
 
 
 
leia ainda:
 
 
 
 
 
 
De acordo com um relatório realizado pela Agência Internacional para a Pesquisa do Câncer (IARC) e publicado nesta segunda-feira (26), no periódico científico The Lancet, a ingestão de cerca de 50 gramas desse tipo de alimento por dia aumenta em 18% a chance de desenvolvimento de câncer colorretal, neoplasia maligna que afeta o intestino grosso e/ou reto, podendo comprometer outros órgãos.
 
As carnes processadas são alimentos modificados por fumagem, adição de sal e conservantes, para que o sabor seja alterado e para que tenham maior prazo de validade.
 
De acordo com o relatório, essas modificações são as responsáveis pelo aumento do risco de câncer.
 
 
 
leia mais:
 
 
 
 
 
 
"Para um indivíduo, o risco de desenvolver câncer colorretal (intestino) por causa do consumo de carne processada permanece pequeno, mas este risco aumenta dependendo da quantidade de carne consumida," disse Kurt Straif, médico da OMS.
 
Além disso, os pesquisadores disseram que o consumo de carne vermelha em geral também pode causar câncer, embora ainda não tenham sido encontradas evidências sobre essa associação.


FONTE:

Veja.com

Publicado: Atualizado:

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

SANTIFICAR: QUAL É A ATITUDE QUE O CRISTÃO TEM DE TOMAR ?




Qual é a atitude que o cristão tem de
 tomar para se santificar?

 
 
 

Precisa chicotear-se até
sangrar ou ajoelhar-se no milho?
 
 


Santifica-os na tua verdade;
a tua palavra é a verdade.
João 17:17


 

É puro engano pensar que você precisa se ferir para conseguir santificação.

 
Não é se chicoteando até tirar sangue e tampouco nos ajoelhando no milho que podemos obter a santificação.

 


Em nenhuma passagem bíblica está indicado qualquer procedimento que traga dor física para que nós obtenhamos santidade, pois Jesus Cristo, filho unigênito de Deus, santo e sem nenhum pecado, levou todos os nossos pecados e dores em seu corpo, na cruz do Calvário.
 
 


 
 
Então como temos que fazer para nos santificarmos? 
 
É simples, mas é preciso coragem e determinação: é preciso que cada um de nós se purifique dos seus pecados.

A fórmula para a santidade é a Palavra de Deus, pois ela é a Verdade.
 
 
 
 
como compreender Deus ?

 
 
   
 




Então como fazer para obter santidade?
 

Em primeiro lugar, confesse sua fraqueza ao Senhor.

Em segundo lugar, após sua oração, abra as Sagradas Escrituras e segure a Palavra recebida por Deus, pois até o que se sente fraco perante o seu pecado, quando assume o que recebeu de Deus pela Palavra, vence o pecado e o mal, por mais forte que ele seja, não resiste !

Em terceiro lugar, determine-se a ter santidade a partir de hoje e por todos os seus dias: “Senhor Jesus eu quero mudar e eu preciso do Teu Santo amor presente em minha vida!”



LEIA AINDA:

SANTIFIQUE-SE



Em Nome de Jesus.



Mônica Gazzarrini



Renascida em Cristo desde 2004, estudiosa do Evangelho, escritora, administradora de empresas, contabilista, especialista em marketing.




“Jesus Cristo é o Senhor”

domingo, 25 de outubro de 2015

CURA REVOLUCIONARIA DA CEGUEIRA


POR ONDE IR ??


cura revolucionária
para cegueira
em comunidades pobres








Documentário revela cura revolucionária para cegueira em comunidades pobres


    
 
                                     
Embora passem todos os dias lado a lado,
 Durga e Manisara não se veem há mais de 15 anos.
 
Os dois, que são casados e vivem nas montanhas do Nepal, sofreram uma deterioração da visão nas últimas décadas e agora só conseguem distinguir mudanças na luz, mas não a presença de formas próximas.
 

“Eu antes sabia como eram os rostos dos meus filhos e netos. Mas, agora, não reconheço ninguém”, diz Manisara em um documentário intitulado Open Your Eyes (Abra Seus Olhos).

Ela aponta para a neta espevitada aninhada em seu colo. “Talvez os dedos de seus pés sejam iguais aos meus. Quando sinto seus dedos e a sola de seu pé, parecem com os meus. Em breve saberei.”


OFEREÇA SCERTO EUS SERVIÇOS






Manisara e seu marido, infelizmente, não casos anormais no vilarejo onde vivem, e em outros como esse espalhados pelo mundo. Quando vemos seus olhos de perto, é possível notar que sua íris colorida é coberta por uma capa branca leitosa.

A cegueira deles é causada pela catarata — uma doença curável que causa a perda de visão em comunidades pobres mundialmente.

Na verdade, de acordo com o documentário, dirigido pela cineasta Irene Taylor Brodsky, indicada uma vez ao Oscar, 90% dos afetados por catarata vivem nos países mais pobres do mundo.
Mas a enxurrada de fatos inquietantes listados no começo do filme não reflete apenas estatísticas desencorajadoras.

Embora o custo da cura da cegueira causada pela catarata girasse em torno de US$ 500 (cerca de R$ 2 mil), agora está disponível pelo preço de uma xícara de café.


casal

“Pode soar como clichê, mas realmente acontece”, disse Brodsky em uma entrevista ao The Huffington Post. “Aqui temos um problema que podemos resolver!

Muitas vezes os documentários jogam luz sobre questões prementes de nosso tempo, mas as respostas nem sempre são óbvias. Meu filme mostra como uma cirurgia relativamente simples de seis minutos [...] pode trazer a vida de alguém de volta.”

Brodsky tomou conhecimento pela primeira vez sobre o poder da cirurgia para a cura da cegueira nos anos 90, quando passou a maior parte do tempo morando no Nepal.

Lá, conheceu um cirurgião nepalês a quem ela acompanhou pelos Himalaias enquanto ele realizava as cirurgias documentadas no filme.

Na época, a cineasta já estava interessada em saber como a ausência de um sentido impactava a vida de um indivíduo: tanto seu pai quanto sua mãe são surdos, assim como seu filho; por isso havia sentido o problema na pele.



MODA NA DECORAÇÃO




A CASA AGORA É RISTICA: VEJA !!














“Fazer um filme sobre a cegueira me inspirou, porque é tão incapacitante e, ainda assim, pode ser curada muito facilmente”, disse Brodsky.

“Há 39 milhões de pessoas cegas no mundo todo, mas que não deveriam ser. Focando em uma única família, encontrei enorme sofrimento e bondade.”

Antes de encontrar o casal que seria protagonista de Open Your Eyes, a cineasta teve contato com uma série de potenciais pacientes que não tinham oportunidade de fazer a cirurgia.

“Estavam muito frágeis para sair de casa, ou simplesmente não tinham ninguém que pudesse levá-los ao hospital”, disse.

E, sem sombra de dúvidas, a caminhada que os pacientes precisam enfrentar ao sair de suas cidades montanhosas até Palpa, onde a cirurgia é realizada, é árdua.

O procedimento, criado pelo médico Larry Brilliant, é comparado à substituição de papel fotográfico amarelado e gratuito para os que não podem pagar, mas nem todos se sentem preparados para fazer a viagem.


ALERTA: BIJUTERIAS QUE VEM DA CHINA PREJUDICAM A SAUDE

Brodsky acompanhou Durga e Manisara por caminhos estreitos e estradas sinuosas, onde Manisara olhava distraidamente pela janela do carro.

“Ficarei feliz em ver o mundo outra vez”, disse Manisara antes da cirurgia grátis.

Observá-la reunindo-se com a família e com o marido, o qual ela sentia, mas não tocava por mais de uma década, é uma cena que corta o coração.

“Meus filmes sempre foram motivados pelos personagens”, disse Brodsky. “Acho que vemos filmes com nossa cabeça e nosso coração, mas personagens fortes levam a história direto ao nosso coração.”


Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.



FONTE:

The Huffington Post  |  De
Publicado: Atualizado:

sábado, 24 de outubro de 2015

RUAS = ABANDONO & FOME !!



VEJA: REMEDIO POLEMICO 
É DISTRIBUIDO PELA USP



'Consultório na Rua'

leva assistência médica a

 quem mora nas vias

públicas do Brasil



MORADOR RUA
Impressões ruins da sociedade sobre moradores de rua estão longe da realidade
| EDUARDO VALENTE/FRAME/ESTADÃO CONTEÚDO

 
                                     
Uma separação dolorosa, seguida do abuso de álcool, acabou levando Crélio Leite, 55 anos, a viver nas ruas do Rio de Janeiro por cerca de dez anos.
 
Pedreiro de profissão, nunca deixou de trabalhar, fazendo biscates e trabalhando em obras, mas o dinheiro não dava para pagar aluguel. Há três anos, a tuberculose e o vício o levaram ao fundo do poço.



CONFIRA AGORA: UMA ATLETA SURPREENDENTE


“Estava quase morto, dava para tocar violão com minhas costelas”, lembra ele. Foi nessa época que Crélio recebeu assistência de uma das equipes do programa Consultório na Rua, criado em 2011 pelo Ministério da Saúde. O programa visa a ampliar o acesso da população em situação de rua ao Sistema Único de Saúde (SUS). Em todo o Brasil, há 148 equipes de consultórios na rua, localizadas em 83 municípios, com um crescimento de 85% em relação a 2012, quando havia 80 equipes.

As atividades são itinerantes e, quando necessário, utilizam as instalações das Unidades Básicas de Saúde. Crélio, que está há nove meses sem beber e há dez vivendo em um abrigo da prefeitura, já não é mais atendido na rua e vai voluntariamente à Clínica da Família Victor Valla, em Manguinhos, zona norte do Rio, onde recebe atendimento de uma das sete equipes que atuam na capital fluminense.

“Aqui, eles me deram tudo. São uns anjos. Me encaminharam para a fisioterapia, ortopedia, dentista. Hoje, sou um homem feliz. Consegui a aposentadoria, porque eles me ajudaram. Tudo o que tenho agradeço a eles”, conta Crélio.


CONFIRA: PESQUISA SOBRE SUPERPOPULAÇÃO


Preconceito

Com quase dois mil cadastrados, a equipe tem uma média de 40 atendimentos por dia e atua em uma região extremamente carente, que engloba os bairros de Manguinhos, Bonsucesso, Penha, Ilha do Governador, Maré e Vigário Geral, todos na zona norte.

Para a médica da equipe, Valeska Antunes, a invisibilidade e o preconceito são os maiores obstáculos dessas pessoas para acessarem serviços e direitos.

“A gente olha, mas não enxerga. Muitos também têm ideia de que essas pessoas são perigosas ou sem vergonha, descompromissadas, e não adianta investir, não adianta passar remédio, porque vão perder ou vender para comprar droga. A experiência que temos é que são pessoas que fazem vínculo com muita facilidade e tivemos vários pacientes que terminaram o tratamento da tuberculose, mesmo vivendo na rua”, diz Valeska ao mencionar casos de pessoas que deram a volta por cima quando pareciam casos perdidos. “Não dá para prejulgar, determinar quem merece ou não investimento e esforços”, pensa a médica.



Valeska relata que a parceria com outras equipes das Clínicas da Família tem ajudado a diminuir o preconceito: “O contato faz com que a gente mude o olhar. O projeto é relativamente novo, está amadurecendo em direção a cada vez mais parcerias com as equipes de Saúde da Família que possam acolher essas pessoas no seu território e dividir um pouco esse cuidado”.

O DITO POPULAR É CORRETO ?

A médica conta que, nos quase quatro anos trabalhando com essa população, aprendeu a tratar da maneira mais saudável possível as pessoas que escolheram a rua como moradia: “Tem muita gente que não deseja sair da rua. Há pacientes que já levamos para casa várias vezes e, por vários motivos, preferiram voltar. As pessoas têm o seu tempo, não podemos esperar que elas mudem no momento que a gente quer”.

Venceslau Gonçalves, 54 anos, mora na rua há 15 anos e está tratando uma tuberculose com a equipe. “Tomo os remédios certinhos”, garante. O próximo passo é cuidar dos dentes. A rua, para ele, não é uma opção, mas uma necessidade: “Trabalho com faxina na Feira de São Cristóvão e faço outros serviços, catando latinha, mas não dá para pagar um aluguel. Morar na rua é muito perigoso. Se tivesse condições, já tinha saído há muito tempo”.


Emoção

O dentista da equipe, José Delaney da Silveira, se emociona ao lembrar de uma das primeiras visitas que fez na rua, há três anos: “Estávamos debaixo de um viaduto e vi pessoas disputando restos de comida com animais. Voltei para a clínica e chorei muito. Foi aí que comecei a ter o respeito que deveria ter tido antes por essas pessoas. Passei realmente a enxergá-las e a me preocupar com elas. Aqui, tem histórias fantásticas”.

Uma parte do dia da equipe é dedicada às saídas na rua para divulgar o trabalho e cuidar de alguns pacientes que não querem ir à unidade de saúde. “Muitas dessas pessoas sofrem muita discriminação em alguns equipamentos de saúde”, comenta o enfermeiro da equipe, Marcelo Soares Costa.
“Fizemos o pré-natal de uma menina todo na rua, pois ela se recusava a vir até a clínica. Levávamos sonar, fita métrica e fazíamos o pré-natal em um sofá velho”, conta Marcelo. O bebê nasceu saudável e com ajuda da equipe e de parentes. A jovem mãe vive atualmente com a filha e está sem usar crack há quase um ano.



FIQUE ESPERTO COM OS CONSELHOR QUE RECEBE



Marcelo se orgulha do trabalho que faz, não apenas em cuidar desse público, como também de informar e conscientizar essas pessoas de seus direitos:

“Um paciente nosso estava muito debilitado na rua, mas não queria ir à clínica, pois dizia que não era para pessoas como ele. Ver esses usuários continuarem tratamentos e passarem a frequentar a clínica já é uma enorme vitória para mim”, conta.

Segundo o enfermeiro, as chances de as pessoas saírem da situação de rua aumentam quando há uma rede de apoio envolvida: “É uma crueldade achar que uma pessoa em situação de rua, em total desorganização, vai conseguir, sozinha, atingir o nível de organização que a gente tem. As políticas públicas precisam conversar mais, para olhar essas pessoas com mais cuidado e ajudá-las a se estruturar”.


FONTE

Agência Brasil

Publicado: Atualizado:

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

SERÁ QUE O DITO POPULAR É CORRETO ??


 
 

TODOS OS CAMINHOS LEVAM A DEUS?

 


 

Existe um dito popular que diz que
“Todos os caminhos levam a Deus”,

será que este ditado é biblicamente válido?

Será que ele é verdade sob a luz da Palavra de Deus?


Deus, nosso criador é único e Ele quer permanecer assim.





CONFIRA OS FATOS QUE NOS LEVAM A DEUS, AQUI:




 

 

O Pai abomina quando nós buscamos outros “Deuses” fora dEle e por isso nos ordena que unicamente O obedeçamos: “entre ti não se achará adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro, nem encantador, nem quem consulte um espírito adivinhante, nem quem consulte os mortos, pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor, e por estas abominações o Senhor teu Deus os lança fora de diante dele..." (Deuteronômio 18:10 a 12).

 

Deus espera de nós o reconhecimento de Sua soberania, poder, amor, misericórdia e justiça.

 

Quem anda com Deus não precisa de nenhum outro artifício fora dEle.


Ao olharmos um pouco mais de perto o tema percebemos que este adágio representa um grande engano, pois a Palavra diz que “Jesus é O caminho, a verdade e a vida e que ninguém vai ao Pai a não ser por Ele” (João 14:6).

 

A palavra é clara: Jesus Cristo não é “um” caminho, Ele é “O” caminho, portanto não há outro que nos leve a Deus.

 


CONHEÇA, É SUA OPORTUNIDADE, AQUI:




 

Nenhum outro morreu por nós para nos libertar das garras do inferno e mesmo que outros o quisessem fazer não poderiam, porque não tinham a prerrogativa de filho unigênito de Deus (nascido diretamente de Deus) e com essa atribuição dada pelo Pai.

 

Jesus Cristo era puro, sem pecado e foi enviado por Deus para nos salvar e nos libertar. Como poderíamos desprezar essa realidade que envolve o amor de Deus para conosco?
 
 
 


Saiba que Jesus Cristo foi o primeiro a ressuscitar, que Ele está vivo à direita de Deus intercedendo por todos nós. Aqueles que ficarem com Jesus Cristo até o fim também viverão eternamente como Ele, ao lado do Pai, desfrutando de tudo aquilo que já está preparado para nós desde a criação.

Muitos, após inúmeras tentativas frustradas aqui e acolá, já sabem que Jesus é o único caminho que leva a Deus, mas ficam protelando para usufruir as bênçãos recebidas na cruz do calvário. Existem algumas desculpas freqüentes do tipo “eu busco a Deus do meu jeito” ou “eu tenho tantas coisas erradas em mim para arrumar antes de me entregar a Deus”. Essas atitudes servem apenas para retardar o verdadeiro encontro de bênçãos e vitórias com o Senhor Jesus.

Todas as coisas de Deus são simples e descomplicadas. A entrega a Cristo é um ato sincero de arrependimento, vamos de coração inteiro a Ele como estamos, pois Ele nos ama, nos perdoa e nos traz uma vida completamente nova. Quem busca a Jesus jamais é lançado fora.
O Evangelho de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo não é propriedade de nenhuma denominação. O Novo Testamento contém as boas novas trazidas pelo Senhor Jesus a toda a humanidade e ele é superior a qualquer religião.
 
Pare e pense: não foi à toa que esta mensagem chegou às suas mãos. Jesus Cristo quer apenas o seu coração!
 
Não são todos os caminhos que levam a Deus! Todos os outros caminhos são para morte e perdição eternas.
 
Não seja mais enganado, nem se iluda mais, porque Deus é único e o caminho para estar com Ele também o é: Jesus Cristo. Não houve, há ou haverá outro.
 
Portanto tome uma posição hoje diante de Deus: entregue agora mesmo sua vida a Jesus Cristo, conheça-o lendo a Bíblia, pondo em prática os seus ensinos e indo a uma igreja evangélica.



CHANCE REAL & SEGURA, VEJA AGORA:




 

Assim como tem sido na vida de milhares de pessoas, este também será o seu encontro definitivo com o Senhor, aquela sua busca a tantos lugares sem respostas vai acabar e uma inconfundível sensação de alegria e de paz irá invadir a sua vida e a vida da sua família.

Todos os que entregam a sua vida a Cristo jamais se arrependem, pode perguntar a qualquer pessoa que já o fez, nada substitui a sua comunhão com Ele, confira por si mesmo e constate a maravilhosa diferença em sua vida.



Em Nome de Jesus.



Monica Gazzarrini



fonte:

Livro: Conheça a Deus na Prática - Volume 1

 

SUPERPOPULAÇÃO: ESTAMOS PREPARADOS ??




Em 35 anos,
a Terra terá 9 bilhões de pessoas.
 
Estamos preparados?
 
 
Líderes do mundo todo estão alertando sobre a urgente necessidade de investirmos mais energia, recursos e atenção em pessoas, grupos e organizações que trabalham para solucionar os mais complexos problemas da sociedade


LEIA AGORA & TIRE SUAS DÚVIDAS: AQUI

Preparando a Terra para 9 bilhões de pessoas




De acordo com a ONU, faltam 35 anos para chegarmos a uma população global de 9 bilhões de habitantes. Por isso, cada vez mais, líderes do mundo todo estão alertando sobre a urgente necessidade de investirmos mais energia, recursos e atenção em pessoas, grupos e organizações que trabalham para solucionar os mais complexos problemas da sociedade.

Não à toda, Desmond Tutu, Prêmio Nobel da Paz, declarou aos membros do SOLVE, uma iniciativa inédita do MIT - Massachusetts Institute of Technology que conectou líderes de diversos países comprometidos com a busca de soluções concretas para os desafios do século XXI que "mostrar que a ciência e a tecnologia devem servir para resolver os problemas das pessoas (e não do mercado) é essencial, corajoso, oportuno e influenciará a maneira como governos abordam os mais diversos problemas como acesso à educação de qualidade, sistemas de saúde eficientes, segurança alimentar, sustentabilidade ambiental, energia limpa e o futuro do trabalho ao redor do mundo".
2015-10-08-1444328982-2792486-10592238__1__819463b.jpg
Com essa tom de convocação, os últimos dias do encontro que reuniu pessoas de 38 países em Cambridge durante a HUBweek, nos EUA, tratou de assuntos como o futuro da educação e novos modelos de produção e trabalho baseado na tecnologia e na inovação.
Afinal, com a expectativa de que muito deste crescimento populacional ocorra em regiões que ainda sofrem com a pobreza e a inexistência de infraestrutura de qualidade, é fundamental que iniciativas inovadoras baseadas em modelos digitais como ensino e trabalho à distância e baseados em projetos possam garantir a entrega de serviços básicos para milhões de pessoas.

Não à toa, uma nova onda de inovação baseada em tecnologia limpa, robótica e conectividade são essenciais para criar valor ao longo deste século. Para isso, assuntos como acessibilidade à internet para todos em qualquer lugar do mundo, novas tecnologias para a construção civil criar as cidades do futuro, a expansão do movimento "maker" e dos "makerspaces" como ferramenta para a inovação e estratégias de fomento para uma nova era de inovação no mundo dos negócios foram tratados por algumas das pessoas mais influentes nesses campos como Eric Schimdt, chairman da Alphabet (ex-CEO do Google), Carl Bass, CEO da Autodesk e Robert Metcalfe, criador da Ethernet e professo de Inovação da Universidade do Texas.
2015-10-08-1444329021-6979131-12112372_543639725784039_3930629298589728500_n.jpg
Quando o assunto é educação, ninguém mais do que Anant Agarwal, CEO do edX, principal plataforma de cursos online das melhores universidades do mundo com Harvard e MIT é que liderou os paineis. Os dados da UNESCO mostram que ter acesso à educação desde cedo tem um impacto decisivo no desenvolvimento econômico e social de país. Se todas as crianças tivessem acesso à educação, o crescimento não seria apenas delas como indivíduos, mas a sociedade como um todo se beneficiaria. A receita per capita, por exemplo, cresceria em 25% em algumas décadas.

Para resolver esse desafio, é fundamental imaginar e prototipar novos modelos de educação e aprendizagem para atingir todos aqueles que ainda não tem pouco ou nenhum acesso à educação. Para isso, foram abordados assuntos como políticas públicas, tecnologia, infraestrutura, e práticas inovadoras para oferecer ferramentas e programas de desenvolvimento para educadores que proporcionem um pensamento crítico e métodos que mantenham educadores continuamente curiosos e engajados em suas missões.
Assuntos como as mudanças radicais na dinâmica em sala de aula, como apoiar professores na mudança do conceito de ensinar e como ampliar os benefícios dos programas de ensino digitais foram os principais pontos.
2015-10-08-1444329068-5054679-CQzXdLnUcAAiFOU.jpg
O SOLVE encerra nesta quinta-feira, mas já tem data marcada para sua segunda edição. Vai acontecer de 26 a 29 de setembro de 2016 no MIT.
*Direto de Boston (EUA)


FONTE:

Publicado: Atualizado:

Lucas Foster Headshot

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

REMÉDIO POLEMICO CONTRA O CANCER !!!



USP vai entregar

pílula contra câncer

pelo correio



PILLS BLUE
enggul | Flickr
                                                                  
 

Com o aumento da procura e a correria ao câmpus de São Carlos (SP), a Universidade de São Paulo (USP) resolveu enviar pelo correio a partir de agora a fosfoetanolamina sintética, substância que muitos pacientes acreditam ser capaz de combater o câncer.
 
Com isso, os doentes beneficiados até agora por 742 liminares terão de aguardar a fórmula em casa.
 
A Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica pretende apelar ao Supremo Tribunal Federal (STF) para barrar a distribuição.
 


A procura ocorre no Instituto de Química de São Carlos (IQSC), que ontem divulgou um comunicado e uma cartilha com perguntas e respostas para orientar as pessoas.
 
O material diz que ninguém deve ir buscar a substância no campus, mesmo quem obteve autorização judicial.
 
 
 
leia ainda:
 
 
 
 
 
 
"O IQSC será notificado da liminar por oficial de Justiça e encaminhará a substância via Sedex/AR no endereço constante na petição inicial. O serviço do correio será cobrado do destinatário", diz a nota.
 
 
O instituto informa ainda que a encomenda "não é acompanhada de bula ou informações sobre eventuais contraindicações e efeitos colaterais".
 
E ressalta que "não dispõe de médico e não pode orientar nem prescrever a utilização da referida substância".
 
Também garante não ter "dados sobre a eficácia no tratamento dos diferentes tipos de câncer em seres humanos".
 
 
Presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica, Evanius Wiermann diz que a entidade pretende procurar o STF para tentar reverter a distribuição.
 
"Estamos nos movimentando para tentar sensibilizar o Supremo Tribunal Federal (STF).
 
O que nos preocupa é o uso de uma droga sem segurança comprovada. Essa situação está criando uma jurisprudência para que qualquer pessoa use uma substância que não tem comprovação científica."
 
 
leia:
 
 
 
 
 
Polêmica
 
A fosfoetanolamina foi estudada pelo professor aposentado Gilberto Orivaldo Chierice, que era ligado ao Grupo de Química Analítica e Tecnologia de Polímeros.
 
Na ocasião, segundo o IQSC, algumas pessoas chegaram a usar a substância como medicamento, o que era permitido pela legislação. Daí teriam surgido as primeiras informações de que a fórmula combateria o câncer.
 
Desde o ano passado, qualquer droga experimental somente pode ser testada com o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Um homem chegou a fabricar a substância em casa e acabou preso.
 
O instituto informou ainda que não distribui a fosfoetanolamina, porque a USP não assumiu a titularidade das pesquisas de Chierice. Entretanto, como tem capacidade de produção, o IQSC tem sido obrigado pela Justiça a fazer a droga sintética.
 
A substância não foi testada clinicamente. O criador diz que chegou a acionar a Anvisa e não obteve retorno. Já o órgão divulgou nota nesta semana para garantir que nunca foi procurado para qualquer análise.
 
Segundo Chierice, o organismo produz a fosfoetanolamina. "O que fizemos foi sintetizar isso, em alto nível de pureza e em grande concentração." Ele tem a patente da fórmula no Brasil.
 
Diretor-geral do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, Paulo Hoff afirma que os estudos clínicos são essenciais para que a vida dos pacientes não seja colocada em risco.
 
"O estudo determina os efeitos colaterais, a melhor administração e as indicações de medicação. Isso vale para um antibiótico e para um remédio contra o câncer. É o que dá noção de eficácia e segurança para ser usado."
 
De acordo com Felipe Ades, oncologista do Hospital Israelita Albert Einstein, uma substância não pode ser considerada um medicamento sem que estudos em seres humanos sejam feitos. "Isso não é uma burocracia, ou uma exigência legal, isso faz parte do processo científico que visa a produzir medicamentos verdadeiramente eficazes", disse Ades.
 
"A fosfoetanolamina não é, atualmente, uma opção de tratamento contra o câncer", concluiu.
 
 
leia agora:
 
 
 
 
 
 
Justiça
 
O assunto também chegou ao governo.
 
Uma paciente de câncer abordou o governador Geraldo Alckmin durante visita ao interior pedindo para que liberasse a substância. Nas redes sociais, advogados se colocam à disposição de quem quer pedir uma liminar.
 
O Tribunal de Justiça de São Paulo havia suspendido as liminares favoráveis à retirada da substância, a pedido da USP, mas depois liberou a distribuição, pois um paciente derrubou o veto no Supremo.
 
O Estado procurou o Ministério Público Estadual, que informou não ter nenhum processo sobre o caso.
 

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

leia ainda:


INVENTOR JOVEM, DÁ SHOW !!


FONTE:

Estadão Conteúdo

Publicado: Atualizado: