Seguidores

COM JESUS É POSSÍVEL SER FELIZ E VENCER TODO DIA

Quantas vezes nos sentimos sem rumo e pensamos não ter com quem contar. Jesus é o nosso melhor amigo.
Quando conhecemos a Jesus e a Ele nos entregamos descobrimos uma vida completamente nova que está
disponível a todas as pessoas.
Este espaço é um convite para conhecer e praticar o que a Palavra de Deus nos ensina durante todos os dias da nossa vida.


ESCREVAM !!!!!!!!!!!!!!!!!

Estou abrindo espaço para você que deseja orientação através do e-mail: conhecerdeusnapratica@outlook.com;

que será respondido na publicação no blog zelando a identidade da pessoa que será chamada de amiga.

Com isso as pessoas poderão ter minha orientação e de todos que acompanham o blog, recebendo desta forma maior apoio para resolução de seus problemas.

ESCREVAM !!!!!!!!!!!!!!!!!

domingo, 14 de fevereiro de 2016

PRESSÃO & SOFRIMENTO




Se você sofre quando 

está pressionado, 

este estudo é para você



MEDOS


Cientistas dão conselhos sobre 
o que fazer sobre o medo do palco.

Um novo estudo lança luz sobre a ansiedade de ter um bom desempenho, e os cientistas oferecem conselhos sobre como combater o medo do palco.
Quem já passou por isso sabe o que é sofrer quando público acompanha todos os seus movimentos.
Em suma: é devastador.
Uma equipe internacional de pesquisadores identificou a rede do cérebro que nos deixa tensos quando somos observados.
Por causa dessa tensão, fazemos mais força do que o necessário, o que pode causar contratempos, diz ao The Huffington Post Hugo Critchley, chefe do departamento de psiquiatria da Escola de Medicina da Universidade Brighton and Sussex, na Inglaterra.
“Em última análise, estar preocupado com si mesmo pode afetar o desempenho não só de atletas e músicos, mas também de pessoas que têm outras ocupações”, disse ele. “Conhecer os fatores que ajudam ou atrapalham as habilidades motoras tem implicações educacionais e de reabilitação.”
Os pesquisadores monitoraram a atividade cerebral de 11 mulheres e 10 homens usando ressonância magnética enquanto os participantes cumpriam uma tarefa necessária que exigia uma certa quantidade de força para agarrar um objeto.
Os participantes completaram a tarefa enquanto assistiam imagens de vídeo de duas pessoas que avaliariam seu desempenho. Em seguida, os participantes repetiram a tarefa assistindo imagens de pessoas que pareciam estar avaliando uma outra pessoa.
O que os pesquisadores descobriram? Não só os participantes admitiram sentir mais ansiedade quando achavam que estavam sendo avaliados, mas também agarraram o objeto com muito mais força.
É importante acreditar que o público está te apoiando e torcendo para que você tenha sucesso. Michiko Yoshie, autora da pesquisa
Além disso, os exames de ressonância magnética mostraram que o lobo parietal inferior dos cérebros dos participantes estavam menos envolvidos quando eles acreditavam estar sendo avaliados.
“Essa área, no lobo parietal inferior, reúne informações do corpo, suas sensações e ações relacionados ao autoconhecimemto”, disse Critchley. Ela influencia as regiões do cérebro que controlam diretamente a tensão muscular e como os movimentos são realizados.”
Publicidade
Os pesquisadores concluíram que essa área do cérebro é parte do que os neurocientistas chamam de “rede de ação-observação” (AON, na sigla em inglês). Ela está envolvida em como processamos o que achamos que os outros estão pensando.
“Percebemos que a AON também pode estar relacionada com ansiedade de desempenho, porque, quando somos analisados, a tendência é que nos preocupemos com o que os outros estão pensando”, disse em comunicado Michiko Yoshie, autora principal da pesquisa.
Com base nas novas descobertas, os pesquisadores sugerem que visualizar um desempenho de sucesso, bem como a reação positiva do público, pode ajudar a aliviar a ansiedade, se você tende a ficar tenso sob pressão.
“É importante acreditar que o público está te apoiando torcendo para que você tenha sucesso”, disse Yoshie no comunicado. “Para fortalecer essa ideia, às vezes é bom se apresentar diante de pessoas que te apoiam.
Músicos, por exemplo, podem se apresentar para parentes ou amigos e receber um monte de aplausos. Isso ajudaria a induzir um padrão de ativação desejável no cérebro, aumentando a auto-confiança”.
A pesquisa foi publicada na quarta-feira na revista Scientific Reports.
Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.
LEIA MAIS:


FONTE:
 |  De

Publicado: Atualizado: 



Nenhum comentário: