Seguidores

COM JESUS É POSSÍVEL SER FELIZ E VENCER TODO DIA

Quantas vezes nos sentimos sem rumo e pensamos não ter com quem contar. Jesus é o nosso melhor amigo.
Quando conhecemos a Jesus e a Ele nos entregamos descobrimos uma vida completamente nova que está
disponível a todas as pessoas.
Este espaço é um convite para conhecer e praticar o que a Palavra de Deus nos ensina durante todos os dias da nossa vida.


ESCREVAM !!!!!!!!!!!!!!!!!

Estou abrindo espaço para você que deseja orientação através do e-mail: conhecerdeusnapratica@outlook.com;

que será respondido na publicação no blog zelando a identidade da pessoa que será chamada de amiga.

Com isso as pessoas poderão ter minha orientação e de todos que acompanham o blog, recebendo desta forma maior apoio para resolução de seus problemas.

ESCREVAM !!!!!!!!!!!!!!!!!

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

ORIGEM DA SUA PERSONALIDADE




A ORIGEM DO NASCIMENTO
INFLUENCIA NA
PERSONALIDADE ?



Foto: Thinkstock



VOCÊ JÁ DEVE TER OUVIDO FALAR QUE
OS FILHOS MAIS VELHOS SÃO
CÓPIA DO SUCESSO DOS PAIS E
QUE OS CAÇULAS SÃO
MAIS REBELDES.
 
 

 
ISSO NÃO É VERDADE !


Filhos primogênitos são cópias do sucesso de seus pais e os caçulas são mais rebeldes.
 
E os filhos do meio?
 
Eles fazem o que podem para ter um pouco de atenção.
 

image
(Foto: Getty Images)
Estas crenças sobre a ordem de nascimento, afetam a forma como os pais tratam seus filhos, da mesma maneira como agentes de saúde direcionam informações sobre prevenção, e até como oficiais de justiça determinam quem tem uma maior probabilidade de cometer crimes.

No entanto, uma nova pesquisa sugere que estes estereótipos não são capazes de resistir a uma análise crítica da ciência.

Em um novo estudo publicado na revista Journal of Research in Personality, uma equipe da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, encontrou variações insignificantes no quociente de inteligência (QI) e nos traços da personalidade de pessoas com ordens de nascimento diferentes. Segundo Rodica Damian, PhD e autora principal do estudo, o efeito foi tão próximo de zero que pode ser considerado praticamente irrelevante.

O enorme tamanho da amostra utilizada no estudo — quase 400 mil estudantes do ensino médio — contribui para a sua exatidão. Outras pesquisas recentes também têm tirado o crédito das convicções comuns sobre primogênitos conservadores, caçulas mimados e todos os filhos do meio que possam surgir entre eles.


Inteligência:

Alguns relatórios mais antigos pareciam sugerir que os primogênitos tinham QIs mais altos.

No entanto, de acordo com Brent Roberts, outro autor do estudo da Universidade de Illinois, até estes estudos parecem se alinhar com as pesquisas mais recentes quando analisados mais de perto.

Um exemplo: um estudo de 2012, feito com 17 mil crianças britânicas e publicado na revista Personality and Social Psychology descobriu que os mais velhos tendiam a ser um pouco mais espertos — mas o efeito desaparecia se os dados fossem ajustados com base no tamanho da família.


image
(Foto: Getty Images)


Delinquência:
 

A crença popular diz que filhos do meio cometem mais crimes, parcialmente como uma forma de se destacar de seus irmãos.

Por outro lado, os mais velhos se mantêm “na linha”, buscando carregar os valores familiares e ganhando o favoritismo dos pais.

Entretanto, um estudo de 2013 publicado na Personality and Social Psychology acabou com estas generalizações.

A pesquisa analisou o uso de maconha, o índice de crimes não violentos e o consumo excessivo de álcool em adolescentes.

Os resultados mostraram que qualquer influência exercida pela ordem de nascimento desaparece quando levamos em conta aspectos como a renda familiar, o nível de escolaridade e a idade dos pais.




Disposição para se arriscar: 
 

Faria sentido pensar que os caçulas seriam mais rebeldes e propensos a assumir riscos, já que eles precisam traçar seu próprio caminho para se diferenciar dos irmãos mais velhos.

No entanto, o fato de você conhecer alguém que se encaixa neste padrão, não o transforma em algo universal. É o que diz Philipp Sand, da Universidade de Regensburg, na Alemanha. Seu estudo, publicado ano passado no Journal of Health Psychology, comparou praticantes de esportes radicais (como BASE jumping e snowboard freestyle) a estudantes universitários “comuns”.

Ele descobriu que os primogênitos se arriscavam tanto quanto ou até mais do que seus irmãos e irmãs mais novos.


image
(Foto: Getty Images)
Com todos estes estudos você pode estar se perguntando: por que falsas crenças sobre a ordem de nascimento continuam existindo?


Como elas são sempre mencionadas, tendemos a notar apenas as famílias que se encaixam nestes padrões pré-concebidos. “Os dados sem fundamento científico e a experiência pessoal influenciam muito o nosso pensamento,” diz Roberts.

Outro fator a considerar — que pode ter atrapalhado pesquisas passadas sobre o tema — é o fato dos pais responderem às perguntas sobre a personalidade de seus filhos baseados em suas idades atuais, sem considerar como os mais velhos se comportaram no passado. “Pode ser que o primogênito sempre pareça mais responsável se não levarmos a idade em consideração,” Damian diz. Em outras palavras, o adolescente rebelde pode, em breve, se transformar em um adulto mais consciente — assim como seu irmão mais velho.

Seja você o mais velho, o mais novo ou o do meio, considere-se livre do fardo de carregar uma personalidade baseada na ordem de nascimento.

Este artigo ‘Saiba por que tudo que você ouviu sobre a ordem de nascimento dos filhos está errado’ foi originalmente publicado na Prevention.com
PreventionCindy Kuzma


FONTE:

YAHOO - VIDA E ESTILO INTERNACIONAK

Nenhum comentário: