Seguidores

COM JESUS É POSSÍVEL SER FELIZ E VENCER TODO DIA

Quantas vezes nos sentimos sem rumo e pensamos não ter com quem contar. Jesus é o nosso melhor amigo.
Quando conhecemos a Jesus e a Ele nos entregamos descobrimos uma vida completamente nova que está
disponível a todas as pessoas.
Este espaço é um convite para conhecer e praticar o que a Palavra de Deus nos ensina durante todos os dias da nossa vida.

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

UM TRIO DE SUCESSO



Autoestima x Autoconhecimento


Autoestima x Autoconhecimento





Auto-conhecimento, auto-estima e você: um trio de sucesso!

Ouvi uma história e, embora desconheça o autor, vou recontá-la aqui.
 
Conta-se que um homem, morador do interior, já bem velho, e sem muita cultura,  foi certa vez à cidade. Lá chegando passou por uma vidraçaria, onde tinha um espelho de tamanho razoável na porta. Quando o interiorano viu o espelho, ficou boquiaberto e foi procurar o vendedor querendo tomar satisfações: O que é que o retrato do meu pai está fazendo aqui? De onde o senhor o conhecia? Nem mesmo eu, que sou filho tenho um!
 
O vendedor tentou explicar que aquilo era um espelho como qualquer outro, mas o sujeito não quis conversa. Comprou o espelho-retrato e saiu resmungando com o embrulho debaixo do braço. Chegou em casa e foi guardar o pacote na gaveta do armário, o que aguçou a curiosidade de sua mulher.
 
No outro dia, quando saiu para o trabalho na roça, a mulher foi até o armário, desembrulhou o pacote e deu um grito, desabando num choro incontrolável: Não é possível! Esse homem safado!
 
Arruma outra e ainda traz o retrato dela para casa!
 
 
O pior é que ela é linda!
 
É muito mais jovem e bonita do que eu, tem os cabelos lindos e uns dentes perfeitos, é magra e linda! Sua mãe, que ouvia o escândalo, veio socorrê-la e saber o que estava acontecendo. Depois de tudo explicado, pediu para ver a tal foto. Ao deparar-se com o espelho caiu na gargalhada dizendo: Minha filha, não se preocupe com esta história; seu marido deve estar louco em trocar você pela mulher deste retrato. Ela é a pessoa mais feia, velha, cacarenta, desdentada e enrugada que eu já vi.
 
Com certeza já está com os dois pés na cova...
 
Esta divertida história representa a realidade de muita gente: a falta de um profundo auto-conhecimento, de saber quem é, de compreender-se como pessoa. Costumo dizer que o auto-conhecimento é necessidade básica de todo ser humano, é imprescindível, vital!
 
Mas por que é tão necessário que alguém se conheça profundamente? Por que o auto-conhecimento é tão importante? Talvez você esteja no que chamo de Síndrome de Gabriela(falarei melhor sobre ela num próximo artigo): eu nasci assim, eu cresci assim, vou ser sempre assim...
 
A verdade é que se você morrer da forma que nasceu é porque não viveu. E viver é tudo! Todo mundo tem sede de viver. Você pode estar num deserto de tanta sede ou à beira de uma fonte.
 
Fato é que não basta ter ou não ter uma vida plena, é preciso tomar posse dela se você já tem ou ir em busca se está no deserto.
 
E auto-conhecimento é o primeiro passo na busca pela vida. Portanto, há pelo menos três motivos pelos quais você deve se esforçar para alcançar o auto-conhecimento:
 
1) porque você só ama a quem conhece;
 
2) porque enquanto não se conhecer você acreditará no que qualquer um disser ou pensar sobre você e
 
3) porque quando não se conhece você não cultiva o necessário para estar bem ajustado emocionalmente. Não vai poder tirar as ervas daninhas, porque não vai reconhecê-las; não vai replantar as mudas porque não vai percebê-las  não vai criar raízes em si mesmo porque não terá segurança na própria terra. É como cuidar de uma plantação!
 
Quem sabe neste momento você esteja dizendo: Ah, isso é muito fácil! Sou Fulano de Tal, filho de Beltrano e Cicrano, sou extrovertido e amo a vida... Este sou eu!
 
E eu te pergunto: Você é só isso?
Claro que não!!!
Você é mais, muito mais!
 
Eis o que é preciso conhecer - VOCÊ. E isso inclui descobrir o que/quem você é e deseja ser X o que os outros pensam ou desejam que você seja (se não conseguir diferenciar isso, então não se conhece). É necessário que o indivíduo perceba e compreenda o próprio jeito, o próprio comportamento, defeitos, qualidades e desejos, a própria essência. Isso é auto-conhecimento. Somente assim poderá se tornar uma pessoa melhor do que é. E ninguém é tão bom que não possa melhorar.
 
Aí vem a próxima etapa: Auto-aceitação/auto-estima, que é o sentimento de mais valia, que você nutre por si mesmo; o valor que dá ao que é e ao que descobre sobre você.
 
Auto-aceitação...
Auto-estima...
Já pensou nisso, seriamente, alguma vez?
Mas para quê?
Por que deveria se preocupar com isso?
 
Como já visto, o ser humano precisa estar ajustado emocionalmente com o ambiente em que vive, no qual está inserido. Isso, meu caro, não é uma convenção social, mas uma necessidade real. Não é estar na moda do ambiente, mas em harmonia com ele. E para que isso aconteça é preciso que comece dentro de você. Aí há, também, alguns motivos que tornam isso necessário:
 
1) você enxerga o mundo a partir do que você vê em você mesmo, do que tem dentro de si;
 
2) todo mundo recebe aquilo que dá. É a lei universal da ação e reação. Se você mostra AMOR PRÓPRIO ao mundo ele te devolve RESPEITO, mas se você mostra FRAQUEZA ou INSEGURANÇA ele te ATROPELA;
 
3) a auto-estima é quem vai ditar a forma como você vai encarar o mundo e
 
4) é ela quem vai fortalecer ou enfraquecer o teu emocional, as tuas emoções.
Às vezes, para se adaptar a alguém ou a alguma situação, o indivíduo deixa de ser ele mesmo e acaba sendo mais aquilo que o outro gostaria que ele fosse do que o que realmente deseja ser. Dessa forma, vai mutilando suas emoções.


FONTE:

Keli Arruda[ Keli Arruda ]   Veja o Perfil Completo deste Colunista
     
  Psicnalista. Professora e Supervisora de Estágio do Instituto Avançado de Psicanálise MiEsperanza, Analista Didata e Presidente da Sociedade Psicanalítica MiEsperanza.

Nenhum comentário: