Seguidores

COM JESUS É POSSÍVEL SER FELIZ E VENCER TODO DIA

Quantas vezes nos sentimos sem rumo e pensamos não ter com quem contar. Jesus é o nosso melhor amigo.
Quando conhecemos a Jesus e a Ele nos entregamos descobrimos uma vida completamente nova que está
disponível a todas as pessoas.
Este espaço é um convite para conhecer e praticar o que a Palavra de Deus nos ensina durante todos os dias da nossa vida.


ESCREVAM !!!!!!!!!!!!!!!!!

Estou abrindo espaço para você que deseja orientação através do e-mail: conhecerdeusnapratica@outlook.com;

que será respondido na publicação no blog zelando a identidade da pessoa que será chamada de amiga.

Com isso as pessoas poderão ter minha orientação e de todos que acompanham o blog, recebendo desta forma maior apoio para resolução de seus problemas.

ESCREVAM !!!!!!!!!!!!!!!!!

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

RIQUEZA É FATOR BIOLÓGICO ??


HABILIDADE PARA
GANHAR DINHEIRO
É GENÉTICA ?



Reprodução/Flickr


Ao comparar a riqueza dos pais adotivos e biológicos com
 as riquezas geradas por seus filhos,
os pesquisadores responderam esta questão.

Entenda melhor >>
                                                  


É uma verdade universal que os filhos de pais ricos tendem a tornarem-se adultos ricos. No entanto, ninguém sabe com clareza quais são as razões por trás desse fenômeno. Será que natureza incide nisso, ou seja, as crianças ricas podem ter nascido com habilidades genéticas para seguir acumulando riquezas? Ou o ambiente em que cresceram foi responsável por proporcionar essas habilidades, e digamos que “abriu-lhes o caminho” com chave de ouro?
image
(Foto: Getty Images)
Graças a um novo estudo feito na Suécia, agora temos uma resposta: O ambiente triunfa sobre a natureza no que se refere à determinação da futura situação financeira de uma criança.

Os pesquisadores combinaram dados administrativos de fontes diferentes, tais como os registros de cidadãos de várias gerações suecas, bem como do banco de dados que coleta informações sobre a riqueza dos suecos. Seu objetivo era determinar a riqueza líquida de 2.500 crianças suecas adotadas entre 1950 e 1970 e também a riqueza líquida dos seus pais adotivos e biológicos. Antigamente, a Suécia exigia o pagamento de um imposto sobre a riqueza (ele foi extinto em 2007); por isso, os números indicativos da situação financeira dos pais e filhos foram obtidos a partir de dados coletados pelo governo entre 1999 e 2007.

Ao comparar a riqueza dos pais adotivos e biológicos com as riquezas geradas (ou a falta delas) por seus filhos, os pesquisadores descobriram que o ambiente desempenha um papel muito mais decisivo na determinação da riqueza futura do que a biologia.

Este resultado se manteve antes que qualquer herança fosse passada de pai para filho. Mas nós podemos muito bem imaginar que o fato de que uma criança venha a herdar um império de seus pais ricos, não necessariamente prejudica suas possibilidades de ter sucesso financeiro. Essa é a opinião do Doutor Kaveh Majlesi, PhD, um professor assistente no Departamento de Economia do Knut Wicksell Centre for Financial Studies da Universidade de Lund, na Suécia. “[Durante o estudo], nós também avaliamos o papel desempenhado pelas heranças e descobrimos que, quando levado em conta, o papel da riqueza dos pais adotivos torna-se muito mais forte”, diz Majlesi a Yahoo Health.

A maioria das pessoas supõe que o ambiente exerce alguma influência sobre a futura situação financeira de uma criança, e esse estudo sugere que essa associação pode ser muito forte. “Eu não estou certo de que alguém possa especificar um número exato,” diz Majlesi. “Nós concluímos que mesmo antes de receber uma herança, cerca de 70 por cento das ligações observadas entre as gerações suecas se deve à forma como cada criança foi educada.”

Majlesi adverte que o estudo de sua equipe deve ser “interpretado com cautela,” já que os mecanismos de transmissão da riqueza são meramente sugestivos, e o estudo avaliou unicamente os cidadãos suecos. “Mas os nossos resultados apoiam a ideia de que as crianças desenvolvem os mesmos tipos de preferências que seus pais,” diz ele. Em outras palavras, as crianças são propensas a adotar os objetivos e comportamentos dos pais que as educam — quer seja no aspecto financeiro, quer em qualquer outro aspecto.

A lição que podemos aprender, diz Majlesi, é que “é possível afetar a habilidade das pessoas para acumular riquezas alterando o ambiente em que elas crescem.” Para concluir, ninguém tem um destino financeiro geneticamente selado. Os pais que desenvolvem uma forte ética de trabalho e acumulam riquezas, provavelmente estejam orientando subliminarmente seus filhos a fazer o mesmo.


fonte:
Yahoo Health
Jenna Birch
Redatora contribuinte

Nenhum comentário: