Seguidores

COM JESUS É POSSÍVEL SER FELIZ E VENCER TODO DIA

Quantas vezes nos sentimos sem rumo e pensamos não ter com quem contar. Jesus é o nosso melhor amigo.
Quando conhecemos a Jesus e a Ele nos entregamos descobrimos uma vida completamente nova que está
disponível a todas as pessoas.
Este espaço é um convite para conhecer e praticar o que a Palavra de Deus nos ensina durante todos os dias da nossa vida.


ESCREVAM !!!!!!!!!!!!!!!!!

Estou abrindo espaço para você que deseja orientação através do e-mail: conhecerdeusnapratica@outlook.com;

que será respondido na publicação no blog zelando a identidade da pessoa que será chamada de amiga.

Com isso as pessoas poderão ter minha orientação e de todos que acompanham o blog, recebendo desta forma maior apoio para resolução de seus problemas.

ESCREVAM !!!!!!!!!!!!!!!!!

quinta-feira, 23 de julho de 2015

MENSAGENS ESSENCIAIS DE AMOR


5 regras sobre mensagens de texto

essenciais para sua vida amorosa

 
 
Casamenteira profissional e coach de namoro, ajuda outros a viver suas vidas e encontrar seus amores ideais.

             

TEXTING        
 
De todos os dilemas relacionados ao namoro que levam as pessoas a me procurar, o primeiro da lista é a troca de torpedos.
 
Não tenho a menor dúvida de que a etiqueta dos torpedos e os equívocos de interpretação de torpedos já afundaram incontáveis relacionamentos incipientes.

 Veja algumas regras simples a seguir quando você transita no campo minado da paquera e do namoro modernos


.
1. A troca de mensagens de texto significa coisas diferentes para pessoas diferentes. Não presuma que a outra pessoa pensa como você.

Ouço muitas mulheres reclamando de homens que mandam torpedos em vez de telefonar. O raciocínio delas é: Se ele realmente gostasse de mim, me telefonaria, não mandaria um torpedo.

A verdade é que, quando vocês estão apenas começando a se conhecer, você não faz ideia do que a troca de torpedos significa para ele (ou ela). Comunicar-se por mensagens de texto pode ser algo que você reserva para pessoas que não são prioritárias para você. Mas não é assim para todo o mundo.

Se você ainda não saiu com uma pessoa mais de cinco vezes, provavelmente não a conhece bem o suficiente para entender o significado emocional que a troca de torpedos pode ter para ela.

Eu me comunico com minha mãe muito mais por torpedos que pelo telefone, e isso não quer dizer que eu não a ame, e muito. Para mim, isso quer dizer que prefiro as mensagens de texto por serem um meio de comunicação rápido e fácil. Geralmente presumo que as outras pessoas também prefiram trocar torpedos. Quando vejo que me enganei, não me incomodo em fazer diferente.

Se você prefere falar ao telefone e não trocar torpedos, não há o menor problema. Mas não deixe de informar a outra pessoa disso. E agora, minha segunda dica:




2. Declare suas preferências, mas com gentileza.

 Se você realmente odeia mensagens de texto, ou se passa muito tempo dirigindo e por isso não tem como trocar mensagens de texto (com razão!), explique isso à outra pessoa.

Metade da arte dos relacionamentos consiste em transmitir seus desejos e necessidades ao outro. Encare isso como um exercício para vocês aprenderem a conhecer as preferências e os estilos de comunicação um do outro.

Para desencorajar uma pessoa de lhe mandar torpedos, responda simplesmente: "Não sou muito de trocar torpedos ou não posso escrever torpedos agora. Mas fique à vontade para me ligar, ou então eu ligo para você mais tarde."

Se uma pessoa quiser realmente se comunicar com você, ela encontrará um jeito. E as pessoas que estão apenas à procura de um "text buddy" - alguém com quem trocar torpedos - (sim, eles existem!) vão desaparecer do seu horizonte. Isso pode doer em um primeiro momento, mas no longo prazo o libertará para se conectar com pessoas que tenham as mesmas metas que você em matéria de relacionamentos.

Lembre-se apenas que para haver um relacionamento é preciso haver concessões. A pessoa que lhe manda uma mensagem de texto pode ter um motivo para precisar fazer isso - ou talvez simplesmente tenha uma preferência grande por esse meio de comunicação. Não dá para ter tudo como você quer o tempo todo, então prepare-se para fazer algumas concessões.



3. Se você não gosta disso, pare de aceitar.

Uma queixa que ouço muito é de solteiros que detestam receber torpedos de último minuto convidando-os para alguma coisa. Eu entendo. Eu mesma gosto de espontaneidade, mas se você vive sendo tratada como plano B, talvez esteja sendo vista como exatamente isso.

Se você se põe à disposição de alguém que só a contata no último instante, está sancionando o comportamento dessa pessoa, por mais que possa reclamar.

 Se você quer ser convidada para sair para um encontro de verdade, planejado de antemão, então se guarde para as pessoas que a convidarão para isso.

E lembre que esse cenário é mais uma oportunidade para transmitir ao outro o que você requer. Ao receber um convite de último minuto enviado por torpedo, você pode responder: "Não posso hoje, mas eu adoraria te ver se a gente planejar com mais antecedência. Vou estar livre na próxima ..."
Mostre às outras pessoas como você quer ser tratada. Aquelas que reagirem como você gostaria são as com quem vale a pena levar o contato adiante.



4. Sexting não é algo a ser feito com desconhecidos, a não ser que você só queira sexo, nada mais.

Não, você não está sendo pudica se fica incomodada quando um desconhecido virtual (por mais atraente possa parecer) começa a pôr as manguinhas de fora em mensagens de texto. Fico espantada ao ver quantas mulheres solteiras que querem um relacionamento sério se deixam levar e fazem sexting (troca de mensagens de teor sexual por via digital) com caras que acabam de conhecer. E essas mesmas mulheres parecem genuinamente perplexas e frustradas quando as coisas nunca vão além de um primeiro contato.

Se um homem gostar de você, sim, vai querer transar com você. Se ele gostar de você o suficiente para potencialmente ter um relacionamento com você, não vai lhe mandar mensagens de teor sexual antes de iniciar esse relacionamento.

A facilidade e informalidade dos torpedos propicia um tom casual que pode levar pessoas que jamais mostrariam partes de seu corpo a pessoas que mal conhecem a fazer fotos dessas mesmas partes do corpo e enviá-las por mensagens de texto. A mesma coisa se aplica aos bate-papos sexuais. Se você quiser mais que um encontro casual, se estiver à procura de um relacionamento de verdade, pare com isso!

Se ele (ou ela - com certeza há mulheres aí fora que fazem isso também) manda mensagens sexuais, não responda na mesma moeda. Não dê trela! Se a pessoa persiste, barre-a. Vocês dois não estão no mesmo comprimento de onda. É melhor que cada um siga seu próprio caminho.



5. Quanto menos você conhece uma pessoa, mais cuidado deve tomar.

 Pode parecer algo que nem seria preciso dizer. Mas, como já mencionei, vejo muitas pessoas que buscam um relacionamento jogar a prudência para longe quando se trata de trocar torpedos.

Quando você está começando a conhecer alguém, o melhor é que vocês se comuniquem principalmente cara a cara.

Quando você se comunica principalmente por torpedos com alguém que está só começando a conhecer, há o risco de grandes erros de interpretação. Vocês podem entrar em pânico por pensar "O que ele quer dizer com 'K'?" , ou , ou "Ele me mandou duas mensagens ontem mas nenhuma hoje - será que ele não gosta mais de mim?".

E pode ocorrer a ilusão: "Curto demais essa pessoa que eu mal conheço, porque ela me manda dez torpedos por dia! Estamos quase namorando!"
Ter acesso instantâneo a uma pessoa em quase todos os momentos gera uma falsa impressão de intimidade antes de essa intimidade ser conquistada na relação. E isso pode ter um efeito emocional negativo se e quando o relacionamento de verdade não chegar a acontecer ou se ele afundar em pouco tempo.

É especialmente perigoso com pessoas com quem você formou uma relação online mas que ainda não conheceu pessoalmente, ou com pessoas com quem você só saiu uma ou duas vezes. Ouço mulheres dizendo coisas como "A gente estava trocando torpedos o dia todo, todos os dias, até sair no sábado, e agora não tenho mais notícias dele" . Elas se decepcionam e se sentem rejeitadas, como se tivessem cometido algum erro com alguém com quem já tivessem formado um relacionamento.

O único jeito de se proteger contra essa decepção, que pode ser grande, é não praticar esse engodo, para começar. Por mais que possa ser tentador ter alguém que tenta constantemente se comunicar com você (logo, que está pensando em você a toda hora), e por mais que isso possa lhe parecer elogioso, deixe o relacionamento ser construído de um modo emocionalmente seguro.

A frequência das comunicações deve ser proporcional ao quanto vocês se conhecem. Não deve ser 24 horas por dia já desde o início. Se vocês começarem assim, não terão para onde prosseguir depois.
Trocar torpedos pode ser uma coisa delicada, mas seguindo estas diretrizes você vai poder minimizar os problemas. Boa sorte e feliz paquera!



FONTE:

Publicado: Atualizado:

Nenhum comentário: