Seguidores

COM JESUS É POSSÍVEL SER FELIZ E VENCER TODO DIA

Quantas vezes nos sentimos sem rumo e pensamos não ter com quem contar. Jesus é o nosso melhor amigo.
Quando conhecemos a Jesus e a Ele nos entregamos descobrimos uma vida completamente nova que está
disponível a todas as pessoas.
Este espaço é um convite para conhecer e praticar o que a Palavra de Deus nos ensina durante todos os dias da nossa vida.


ESCREVAM !!!!!!!!!!!!!!!!!

Estou abrindo espaço para você que deseja orientação através do e-mail: conhecerdeusnapratica@outlook.com;

que será respondido na publicação no blog zelando a identidade da pessoa que será chamada de amiga.

Com isso as pessoas poderão ter minha orientação e de todos que acompanham o blog, recebendo desta forma maior apoio para resolução de seus problemas.

ESCREVAM !!!!!!!!!!!!!!!!!

sexta-feira, 28 de junho de 2013

OUSADO EM SERVIR AO SENHOR

"E exaltou-se o seu coração em seguir os caminhos do SENHOR e ainda tirou os altos e os bosques de Judá." 2 Crônicas 17.6
 
 
Logo que Josafá assumiu o reino de Judá, tratou de fortificar o seu país contra os revoltosos que mantiveram o nome de Israel. Isso nos ensina a fortalecer os nossos pontos fracos e fortes, a fim de não cairmos em tentações. Ele colocou guarnições nas cidades que seu pai havia tomado, pois não queria perder nada. A Bíblia nos manda guardar o que temos para que ninguém tome a nossa coroa (Ap 3.11).
 
Josafá começou a procurar o Deus de seus pais e andar nos Seus mandamentos. Ele não buscou a feitiçaria, como faziam os habitantes de Israel. O resultado não podia ser outro: o Senhor foi com ele. De que mais precisava esse governante? Ora, se você tiver o Onipotente do seu lado, ainda que haja partes fracas em sua vida, a tentação não irá vencê-lo. Os que forem fracos de saúde ou lentos para tomar decisões e resistir ao tentador devem fortificar-se em tudo.
 
Josafá viu que o Altíssimo havia confirmado o reino em suas mãos. Então, todo o povo de Judá levou-lhe presentes, acrescentando-lhe riquezas e glória em abundância. Busque, você também, essa experiência, pois fomos feitos para o nosso Deus como reis e sacerdotes (Ap 1.6; 5.10). Se o reino não for confirmado, haverá ataques do adversário, tanto no interior como no exterior; porém, quem tiver o reino confirmado receberá pleno domínio sobre o que lhe pertence.
 
Ao ver o seu governo estabelecido pelo Altíssimo, ao contrário de muita gente que O abandona quando as coisas vão bem, Josafá se tornou ousado em seguir o Senhor. Isso impressionou o escritor sagrado; afinal, que palavras mais bonitas poderiam ter sido usadas para definir a fé que aquele homem de bem possuía? Deus tem procurado esse tipo de filho que fará o mesmo em nossos dias, para o qual não haverá limites.
 
Quando a fé vai bem, os sonhos voltam a aparecer, as determinações se cumprem, e todos se beneficiam. O rei providenciou mestres para irem a todas as cidades ensinar a Lei do Senhor, os quais levavam consigo o Livro Santo. Se não tiver o Livro de Deus, você não conseguirá transmitir a verdade aos seus e, com isso, não irá levá-los a ser pessoas de bem. Isso porque é a Palavra que desperta, dá vitória e impede a degeneração das virtudes.
 
O resultado foi que o temor do Senhor veio a todos os reinos que havia ao derredor. O mesmo precisa acontecer com a sua pessoa. Nenhum daqueles reinos fez guerras contra Josafá, e até os arábios e os filisteus, eternos inimigos do povo do Senhor, levavam-lhe presentes como tributos. Além disso, só havia boas notícias para ele, que se engrandeceu em extremo e edificou fortalezas e cidades-armazéns em Judá.
 
 
Em Cristo, com amor,
 
R. R. Soares

quinta-feira, 27 de junho de 2013

O Que Você Foi Fazer na Igreja?

“Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito sobre toda a criação; porque nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam poderes; tudo foi criado por ele e para ele. Ele existe antes de todas as coisas, e nele tudo subsiste; ele também é a cabeça do corpo, que é a igreja; é o princípio, o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha o primeiro lugar. Porque foi da vontade de Deus que nele habitasse toda a plenitude” Colossenses 1:15-19 - AS211
Deus criou todas as coisas para a sua glória e com o tabernáculo não foi diferente. Quando Deus ordenou a construção do tabernáculo por intermédio de Moisés, o objetivo era construir um local dedicado à Sua adoração e glória. Sabemos que Deus é glorificado no Filho e todos os elementos constitutivos do tabernáculo, tanto os utensílios quanto a liturgia, apontavam para Cristo.

Hoje, não pode ser diferente. Todos os elementos que compõem o culto que prestamos a Deus deve ter esse valor cristocêntrico, a começar pela pregação. Quero destacar o elemento pregação, porque algumas pessoas se enganam quando acham que o sermão deveria estar focado nelas e em suas necessidades.


Já ouvi por aí alguém afirmar que tudo no culto é para Deus com exceção da pregação; pois, sendo o sermão evangelístico ou doutrinário, estará sempre focado nos não-convertidos ou membros da igreja. Não é bem por aí. A pregação tem o único objetivo de fazer Cristo brilhar intensamente e nossa conversão ou edificação é consequência, não o objetivo.

Charles H. Spurgeon deixou bem claro qual era o seu objetivo ao preparar seus sermões. Posso fazer duas citações para demonstrar que Spurgeon buscava sempre apontar para Cristo. A primeira, foi extraída do livro Lições aos Meus Alunos onde afirma: “Ouvir corretamente o evangelho é uma das partes mais nobres da adoração ao Altíssimo.”2 A segunda, extraída do livro Como ler a Bíblia3, é ainda mais clara!


Você já ouviu um sermão do tipo que, se Jesus tivesse se aproximado do púlpito enquanto o pregador falava, Ele teria dito: "Desça daí, saia do púlpito; o que você está fazendo aqui? Mandei você pregar a Meu respeito, e você prega a respeito de uma dúzia de outras coisas. Vá para casa e aprenda de Mim, e depois venha falar". O sermão que não conduz a Cristo, ou do qual Jesus Cristo não é a essência, é o sermão que faz rir os demônios no inferno, mas que faria os anjos de Deus chorarem, se pudessem ter tais emoções.

Você se lembra da história do gaulês que ouviu um jovem pregar um sermão magnífico, grandioso, pretensioso e bombástico; e, depois de chegar ao fim, perguntou ao gaulês o que achava a respeito. O homem respondeu que não dava nenhum valor a ele. "E por que não?" "Porque não havia nele nada de Jesus Cristo." "Ora", disse o pregador, "mas meu texto não apontava naquela direção". "Não importa", disse o gaulês, "seu sermão deve seguir naquela direção". "Não vejo o assunto assim", disse o jovem. "Então", disse o outro, "você ainda não vê como deve pregar. O modo certo de pregar é o seguinte: De cada aldeia minúscula na Inglaterra — não importa em que região — sempre sai, com toda a certeza, uma estrada para Londres. Embora talvez não haja estrada para outros lugares, certamente haverá uma estrada para Londres. Da mesma forma, de cada texto na Bíblia há uma estrada que leva a Jesus Cristo, e o modo certo de pregar é, simplesmente, dizendo: 'Como posso, tomando esse texto como ponto de partida, chegar até Jesus Cristo?' e, então, ir pregando pela estrada afora". "Mas", disse o jovem, "suponhamos que descubro um texto que não tem uma estrada que leva a Jesus Cristo?" "Faz quarenta anos que estou pregando", disse o velho, "e nunca achei um texto bíblico assim; mas se chegar a achar um, passarei por sebes e cercas, e chegarei até Ele, porque nunca termino sem introduzir meu Mestre no sermão".


[...] Se você não descobrir Jesus nas Escrituras, elas terão pouca utilidade para você, pois o nosso Senhor disse: "Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim. Contudo, não quereis vir a mim para terdes vida" (Jo 5.39-40); e, por isso, suas buscas não dão em nada; você não acha a vida, e permanece morto nos seus pecados. Que isto não aconteça conosco!

Um solo musical ou peça teatral para nada de bom servirá se não apontar para Cristo; da mesma forma que um sermão antropocêntrico perde completamente o seu objetivo, valor e poder. O culto, portanto, deve ser cristocêntrico em tudo, tal como era no tabernáculo nos dias de Moisés, no templo de Salomão e em toda a Bíblia.

Você já consegue ver a importância de manter um culto sempre cristocêntrico nos mínimos elementos que o constitui? Então por que você bate palmas no fim de alguns momentos do culto como se o que foi oferecido ao Senhor tivesse sido endereçado a você para o seu entretenimento?

Por favor, não venha com aquela clássica desculpa dizendo que as palmas são para Jesus, porque seus decibéis estão sempre na mesma intensidade das emoções! Por acaso Jesus só merece suas palmas quando o cantor é bom e a peça teatral digna do showbiz?

O que você vai fazer na igreja? Espero que não vá para assistir ao culto, porque esse não é nosso lugar. Na igreja, aqueles assentados nos bancos não podem ser chamados ou tratados como plateia. O que é realizado no altar não é espetáculo; ministros não são estrelas, são apenas servos da mesma sorte daqueles assentados nos bancos do templo. Todos, na condição de servos inúteis (Lc 17. 7-10), devem  compartilhar o único desejo de prestar culto.

Soli Deo Gloria

________________________________
1 Versão Almeida Século 21 | © Copyright 2008 Edições Vida Nova
2 Charles H. Spurgeon, Lições aos Meus Alunos, São Paulo, PES., 1982, Vol. 2, p. 64.
3 Charles H. Spurgeon, Como ler a Bíblia, Editora Fiel.


Autor: André R. Fonseca
www.andreRfonseca.com

sexta-feira, 21 de junho de 2013

SERVIR A DEUS: PROVA DA FÉ

"Para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória, na revelação de Jesus Cristo." I Pedro 1:7



Pensamento: Muitas vezes servimos ao Senhor, porém não percebemos que o mais importante não é que façamos coisas e atividades para Ele, mas é que, enquanto fazemos coisas e atividades para Ele, nossa fé está sendo provada. Ela sim, provada, é muito mais preciosa que o ouro perecível! Em nenhum lugar é dito que a nossa obra é mais preciosa que o ouro. Não percamos a visão que enquanto o servimos é a nossa fé que tem sido provada. Com isso o nome do Senhor é glorificado.
 
 
Oração: Pai querido, obrigado pela fé que o Senhor colocou em mim, ensina-me a crer cada dia mais no Senhor. Ajuda-me a rejeitar toda dúvida, medo, incredulidade e ansiedade. Eu oro em nome de Jesus. Amém.





Pedido de oração pela igreja perseguida. Oferte ao Senhor 2 minutos de uma oração silenciosa pelos cristãos que não têm liberdade de culto como você:
 
Tunísia (30º) - Ore por uma jovem cristã que tem se mostrado bastante firme em sua fé. (Não podemos revelar seu nome por motivos de segurança.) Sua família tem feito o possível para trazê-la de volta ao islamismo, mas ela continua fiel a Jesus. Ore para que ela persevere e seja sal e luz em sua casa.

Deus o abençoe

Pr. Paulo
 
fonte: Grupo Cristocentro3 - Google

segunda-feira, 17 de junho de 2013

A Descida Pelo Telhado do Paralítico de Cafarnaum

“ E deixando Nazaré, Jesus foi habitar em Cafarnaum, cidade marítima, nos confins de Zebulon e Naftali, para que se cumprisse a profecia de Isaías”.

Cafarnaum localizava-se na costa ocidental do mar da Galileia, na fronteira entre duas tribos antigas: Zebulon e Naftali. Uma profecia de Isaías dizia que a chegada de Jesus no local iria trazer libertação dos inimigos. Isaías 9:1,2 “Mas para a terra que estava aflita não continuará a obscuridade. Deus, nos primeiros tempos, tornou desprezível a terra de Zebulon e a terra de Naftali; mas nos últimos dias, tornará glorioso o caminho do mar, além do Jordão, a Galileia dos gentios. O povo que andava em trevas viu uma grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte, resplandeceu-lhes a luz”. Assim, em Cafarnaum Jesus opera muitos milagres, dentre os quais destacarei a cura de um paralitico descrita nos Evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas.

"A ti te digo:Levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa.E levantou-se e, tomando logo o leito, saiu em presença de todos, de sorte que todos se admiraram e glorificaram a Deus, dizendo: Nunca tal vimos." Marcos 2:11-12

Aconteceu na casa de Simão Pedro. Jesus estava reunido ali com os fariseus quando as pessoas ficaram sabendo e se aproximaram para ouvi-Lo. Era tanta gente que a porta principal da casa ficou lotada, interditada, ninguém podia mais entrar ou sair, a não ser quando a reunião terminasse. E eis que quatro homens apressados e decididos a falar com Jesus surgem entre a multidão, carregavam uma maca e nela estava deitado um paralitico, impossibilitado de movimentar pernas, braços e de voz prejudicada. Seus amigos eram as “mãos, pés e voz” do homem escravizado pela doença. Eles queriam falar com Jesus, precisavam falar com Ele. Só que , apesar da urgência e do estado, ninguém deu passagem. Todos e cada um, estavam ocupados demais com seus próprios problemas e a solução deles, o paralitico, era apenas mais um que buscava desesperadamente a cura.

Nem todos têm sensibilidade para perceber as necessidades do outro e encará-las com a mesma dor de quem a vive e ainda que o problema seja visível, poucos se dispõem a ajudar. No caso do paralitico de Cafarnaum, entre 100, 200, mais ou menos, quatro amigos foram sensíveis e determinados na busca pela felicidade do semelhante. De forma admirável, eles empreenderam tempo e esforço em busca de algo que parecia difícil de se realizar, e quem sabe, por esse motivo, as pessoas não tenham aberto o caminho, dado passagem para a maca e o doente. Para eles, aquele era um caso perdido. Mas, no coração dos amigos do paralitico, a fé já havia brotado, criado raízes, e agora, eles estavam ali, em busca do fruto da fé. Tinham certeza que estavam na hora e no lugar certo e nada poderia lhes impedir de ver o milagre.

Fico imaginando esses homens, enquanto carregavam a maca, conversando entre eles sobre o que Jesus já havia feito nas redondezas: ressuscitado mortos, curado leprosos, expulsado demônios. Apressados, cambaleando a maca de um lado para outro, mas tão designados que despertaram admiração no Filho de Deus: “Vendo a fé deles, Jesus disse ao paralitico: Filho, os teus pecados te são perdoados” Marcos 2:4. A maneira como chegam até Jesus, é no mínimo extraordinária! Já que ninguém lhes dá passagem, eles sobem até o telhado da casa, abrem um buraco no teto e descem o amigo paralitico até o centro da sala, onde Jesus estava. Quanta fé! As casas da antiga palestina, tinham abertura no telhado, pois, era comum espalhar trigo ou outros cereais na eira para que o vento carregasse a palha, limpando o grão (Rute 3). Também era costume manter uma escada fixa ou móvel ao lado da casa para possibilitar a subida ao telhado. Os amigos do paralitico de Cafarnaum certamente usaram a escada, e não deve ter sido nada fácil chegar ao cume da casa carregando a maca sob olhares curiosos, incrédulos e as dificuldades próprias da missão.

Essa é uma grande lição para todos nós. A fé, exige ação. Os homens buscaram o milagre, foram ao encontro de Jesus e por mais que houvessem obstáculos, eles não desistiram. Não sentiram vergonha ou desanimo. Não esmoreceram diante da passividade das pessoas. Eles não buscavam aprovação dos homens, não estavam interessados sobre o que iam falar deles, mas buscaram Jesus. Os fariseus estavam sentados dentro do recinto e quando viram o homem descer pelo telhado e Jesus o perdoar dos pecados, não deram glória, nem se compadeceram, mas ficaram furiosos e julgaram ser Jesus um enganador arrogante se fazendo passar por Messias: “ “Por que fala desse modo? Isto é blasfêmia!Quem pode perdoar pecados senão um que é Deus?” Marcos 2:7. Os fariseus estavam entre os mais importantes religiosos de Israel e não tinham discernimento espiritual, porque eram orgulhosos, cheios de si mesmos. Mas os humildes homens que carregavam a maca, eram simples moradores de Cafarnaum. Pequenos diante dos homens, mas grandes diante de Deus. Não tiveram receio de se humilharem por uma boa causa, de amor ao próximo.

E de repente, o desprezível cortejo da maca que até pouco tempo implorava por entrar na casa pela porta, sem ser ouvido, recebe a atenção do Mestre da vida e se torna o centro da atenção de todos. O paralitico de Cafarnaum, estava doente por causa do pecado e foi primeiramente perdoado, em seguida curado da paralisia. Foi quando desceu pelo telhado, como um grão de trigo caindo em terra, morrendo para o mundo e escolhendo viver para Deus que recebeu libertação. E como profetizou Isaías: o homem que estava assentado sobre as trevas, viu uma grande Luz, chamada Jesus! Nem toda enfermidade é ocasionada pelo pecado, mas a desse homem era e deve ter ocorrido de maneira progressiva, privando-lhe de felicidade. O paralitico de Cafarnaum era prisioneiro duas vezes: do pecado e da doença. Não bastaria devolver-lhe a saúde física se sua condição espiritual era a causa de todos os seus males. E aqui cabe a nós compreendermos que Jesus veio para libertar o homem por inteiro (Isaías 54). Em que outro lugar o paralitico Galileu encontraria tamanho favor? Em que outro lugar nós encontraríamos tamanho favor? Somente em Jesus.

É louvável a fé desses homens que carregaram o amigo sob a maca. Eles demonstram a importância da intercessão. O comportamento do doente também contribuiu para a realização do milagre: apesar de seu estado critico, era um homem que exercia certa influência em seu meio social. Sua presença era querida. E como não devem ter saído daquele lugar felizes, saltitando, glorificando a Deus. Um testemunho que aproximou muitas outras vidas de Jesus. Aquele buraco no teto testemunha também a nosso favor. Se são muitos os obstáculos, por mais que digam que é impossível, improvável, se o Caminho é Jesus a Luz haverá de raiar. Assim como raiou nos confins de Zebulon e Naftali.
Deus o abençoe


| Autor: Wilma Rejane | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR |

domingo, 16 de junho de 2013

FAMOSOS QUE VIRARAM EVANGELICOS ( PARTE 2)

famosos evangelicos

Após fazer filmes pornôs e namorar Thammy Miranda, Júlia Paes diz que retornou aos caminhos de Deus e voltou a ser evangélica. "Sou evangélica, mas é uma coisa entre Deus e eu. Não preciso necessariamente trabalhar com isso para ser evangélica. Até porque eu já era, só que agora retornei aos caminhos", disse ela em entrevista ao site Ego. (Foto: Divulgação)

famosos evangelicos


Íris Abravanel, autora de novelas e mulher do apresentador e empresário Silvio Santos, se converteu em 1998. Em entrevista para a revista 'IstoÉ', a Íris contou que foi convertida dentro de casa, pelo copeiro. "Em 8 de outubro de 1998, decepcionada com todas as outras religiões que havia experimentado, pedi para Deus que, se ele existisse, desse uma prova de sua existência. Estava em casa e pedi um café. O José me trouxe e logo foi dizendo: “Olha, dona Íris, ainda bem que a senhora me chamou. Eu estava lá no seu jardim e o meu Deus mandou eu te dizer que a senhora é muito amada por Jesus”. Comecei a chorar", contou. (Foto: Divulgação)


famosos evangelicos


Sarah Sheeva, a filha mais velha do casal Baby Consuelo e Pepeu Gomes, frequenta a igreja evangélica e contou ao site 'Ego' sobre sua conversão. Segundo a cantora, tudo aconteceu logo depois de ter visto um músico tendo um surto que, segundo ela, era a possessão de um espírito maligno. “Comecei a rezar, a falar com Deus. Na minha ignorância, dentro do meu quarto, de repente, senti uma presença forte, que era Deus. Cai no chão, me prostei e ali me converti”, lembra ela. Desde então, Sarah passou a freqüentar uma igreja evangélica em Copacabana, no Rio. Estudou as escrituras, leu e releu a Bíblia, e virou missionária. (Foto: Divulgação)


famosos evangelicos


Valéria Valenssa, ex-globeleza, engordou 10 kg depois de engravidar. Foi aí que a mulata ficou preocupada, fez lipoaspiração, colocou próteses e perdeu os 10 quilos em apenas dois meses. Tudo para não perder o posto de globeleza do Carnaval. Os esforços foram em vão e não teve jeito. Foi aí que a bela caiu em profunda depressão. Logo após, Valéria procurou uma igreja e tornou-se evangélica. Hoje, a ex-globeleza costuma dar seu testemunho em um templo da Igreja Universal do Reino de Deus no Rio de Janeiro. (Foto: Divulgação)


famosos evangelicos


Veridiana Freitas, ex-affair do sertanejo Gusttavo Lima, divulgou recentemente que agora é evangélica. Em entrevista ao jornal 'Extra', a gata, que acabou de fazer um ensaio sensual, ressalta que mesmo sendo da igreja, ela não vai deixar de ser sexy. “Entrei na igreja para evoluir como ser humano, e não para seguir à risca o que falam. Vou continuar fazendo minhas fotos de modelo quando me chamarem, porque o que me envergonha é maltratar o próximo, matar, roubar e fazer mal as pessoas. Não será uma roupa comportada ou casar com um evangélico que definirá o meu caráter”, esclareceu. (Foto: Reprodução / Facebook)


famosos evangelicos


Sula Miranda lançou o seu primeiro disco em 1986 e, em poucos dias, vendeu mais de 250 mil cópias, ganhando aí o título de Rainha dos Caminhoneiros. Convertida na Igreja Universal do Reino de Deus, ela resistia fortemente à decisão de nunca mais voltar a cantar mas, ‘por um pedido de Deus’, ela voltou atrás e lançou o seu primeiro CD gospel. Algum tempo depois, Sula decidiu voltar a cantar sertanejo, mas em seu site oficial, a irmã de Gretchen mostra que a religião ainda é muito presente em sua vida. Ela dá dicas de orações, de como viver bem e de como ser uma mulher virtuosa. “Sou uma cantora sertaneja que vive a fé cristã e quero compartilhar. A conversão aconteceu porque houve um arrependimento geral, a vontade de ser outra pessoa”, disse Sula em entrevista ao site 'EGO'. (Foto: Divulgação)


FONTE: YAHOO

Você está ouvindo a voz de quem na sua vida?

"A seguir apareceu uma nuvem e os envolveu, e dela saiu uma voz, que disse: Este é o meu Filho amado. Ouçam-no!" Marcos 9:7


Pensamento: Você está ouvindo a voz de quem na sua vida? Podemos ouvir toda espécie de "vozes", mas só podemos seguir uma. Então, quem você vai ouvir na hora de tomar suas decisões sobre moralidade, valores, ética e caráter? Quem tem o direito de ser ouvido sobre a vida, morte, salvação e pecado? Deus deixa claro; temos de ouvir seu Filho Jesus!
 
 
Oração: Todo Poderoso Deus, por favor, ajude-me a silenciar as vozes de dúvida, engano e demagogia que me rodam. Ajude-me a ouvir a voz de Jesus, segui-lo e obedecer a Sua vontade em tudo, independente do que as pessoas ao meu redor estejam escolhendo fazer. No nome de Jesus eu oro. Amém.
Pedido de oração pela igreja perseguida. Oferte ao Senhor 2 minutos de uma oração silenciosa pelos cristãos que não têm liberdade de culto como você:
 
Bangladesh - O pastor Badsha, de 36 anos, foi sequestrado em 2012. Badsha estava pregando sobre Cristo Jesus, pouco antes de seu sequestro. Dias depois e com a ajuda da polícia local, Badsha foi liberto, tendo múltiplas lesões em seu corpo, o que indica que ele foi torturado. Traumatizado, ele interrompeu seu ministério. Ore para que o Senhor o cure física, emocional e espiritualmente.
 
Deus o abençoe
 
Pr. Paulo
 
fonte: Grupo Cristocentro3 - Google

segunda-feira, 10 de junho de 2013

PERSONAGEM PRINCIPAL DA BÍBLIA

O personagem principal da Bíblia é Deus. O maior mandamento da Bíblia é amar a Deus. O mais alto privilégio que um homem pode ter é conhecer a Deus. Os homens, por outro lado, tendem a ficar preocupados com "religião", mas raramente pensam naquele que deveria ser a fonte e a meta da religião. É impossível ressaltar demais a importância de conhecer a Deus. Jesus disse: "E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste" (João 17:3). O conhecimento de Deus é o começo da sabedoria (Provérbios 9:10). Numerosos textos salientam a importância de conhecer a Deus: Oséias 4:1; 6:6; Jeremias 9:23-24; Colossenses 1:9-10; 1 Coríntios 15:34; 2 Tessalonicenses 1:7-8; etc.

Há limitações em nosso esforço para conhecer a Deus. Os homens não podem ver a face de Deus (Êxodo 33:18-23). Isto significa que o homem não somente não pode enxergar a aparência física de Deus, mas significa também que nesta vida jamais poderemos totalmente conhecer a Deus. "Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria, como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos e quão inescrutáveis os seus caminhos!" (Romanos 11:33). Nossas limitações, contudo, não deverão impedir-nos de conhecer a Deus o quanto pudermos.

"Exaltar-te-ei, ó Deus meu, e Rei; bendirei o teu nome para todo o sempre. Todos os dias te bendirei, e louvarei o teu nome para todo o sempre. Grande é o Senhor e mui digno de ser louvado; a sua grandeza é insondável. Uma geração louvará a outra geração as tuas obras, e anunciará os teus poderosos feitos. Meditarei no glorioso esplendor da tua majestade, e nas tuas maravilhas" (Salmo 145:1-5).

A Natureza de Deus

Deus nos contou, nas Escrituras, suas muitas qualidades: 1. Deus é eterno. "Antes que os montes nascessem e se formassem a terra e o mundo, de eternidade a eternidade, tu és Deus" (Salmo 90:2). "Ao único Deus, nosso Salvador, mediante Jesus Cristo, Senhor nosso, glória, majestade, império e soberania, antes de todas as eras, e agora, e por todos os séculos. Amém" (Judas 25). É difícil até mesmo imaginar um ser que sempre existiu e sempre existirá, eterno e imutável. Tudo o mais teve um começo, terá um fim e sempre está mudando. 2. Deus tudo sabe. As perguntas de Deus a Jó, em Jó 38-39, mostraram a imensa diferença entre o entendimento dos homens e sua própria infinita sabedoria. Às vezes, a sabedoria de Deus é tão mais alta do que a nossa que, realmente, ela parece-nos loucura (1 Coríntios 1). Nestes casos é essencial confiar na sabedoria de Deus. Nós, como meras criaturas, não temos nenhum direito de desafiar a vontade de Deus. 3. Deus tem todo o poder. Ele é, freqüentemente, descrito como "Todo-poderoso". Que grande e espantoso Deus! Deus impera sobre tudo. "Sabei que o Senhor é Deus: foi ele quem nos fez e dele somos; somos o seu povo, e rebanho do seu pastoreio" (Salmo 100:3). Esta é a razão mais fundamental para obedecer a Deus. Ele nos possui; ele tem o direito de mandar e imperar. Foi-nos dada por Deus a capacidade, porém não o direito, de desobedecer.
Deus revelou-se por suas ações. A própria criação mostra a grandeza e a magnificência de Deus. Nosso sol é um dos 100 bilhões de estrelas em nossa galáxia da Via Láctea. Há cerca de 100 bilhões de galáxias, de acordo com as estimativas recentes. Nossa galáxia tem a largura de cerca de 100 mil anos-luz. Um ano-luz mede cerca de 9 trilhões de quilômetros. A distância média entre galáxias vizinhas é de 10 milhões de anos-luz. A magnitude da criação está absolutamente além de nossa compreensão. A libertação, por Deus, de seu povo do Egito também o revelou. Quando Moisés e Arão se aproximaram, pela primeira vez, do Faraó, que era provavelmente o mais poderoso homem do mundo, com a ordem de Deus para que deixasse os israelitas saírem, ele reagiu com desprezo: "Quem é o Senhor para que lhe ouça eu a voz, e deixe ir a Israel?" (Êxodo 5:2). Deus respondeu à pergunta do Faraó com um curso em dez lições. Quando se completou a décima praga, os egípcios imploraram aos israelitas que saíssem. O poder do monarca da mais poderosa nação da terra era nada diante de Deus.

Deus nos deu retratos seus nas Escrituras. João, por exemplo, viu o Cristo glorificado. Ele então registrou o que viu, para ajudar-nos a ver Cristo em nossas próprias mentes. Tente imaginar o que João viu: "Voltei-me para quem falava comigo, e voltado, vi sete candeeiros de ouro, e, no meio dos candeeiros, um semelhante a filho de homem, com vestes talares, e cingido à altura do peito com uma cinta de ouro. A sua cabeça e cabelos eram brancos como alva lã, como neve; os olhos, como chama de fogo; os pés, semelhantes ao bronze polido, como que refinado numa fornalha; a voz como a voz de muitas águas. Tinha na mão direita sete estrelas, e da boca saia-lhe uma afiada espada de dois gumes. O seu rosto brilhava como o sol na sua força. Quando o vi, caí a seus pés como morto. Porém ele pôs sobre mim a sua mão direita, dizendo: Não temas; eu sou o primeiro e o último, e aquele que vive; estive morto, mas eis que estou vivo pelos séculos dos séculos, e tenho as chaves da morte e do inferno" (Apocalipse 1:12-18). Pense no efeito que esta visão teve sobre o resto da vida de João. Ele, provavelmente, nunca passou nem mesmo um dia sem ser profundamente influenciado pelo Cristo exaltado que ele havia visto. Medite neste ser com olhos de fogo, com uma voz como o estrondo de uma cachoeira, com os pés como se fossem de bronze em brasa, com poder para reduzir a cinzas tudo no seu caminho. Imagine um ser gigantesco para segurar 7 estrelas com uma só mão! Veja o brilho de sua face, que luzia como o sol! Não admira que João caiu como morto; quem poderia ter força para ficar em pé, depois de ver tal ser esmagador? Se pelo menos pudéssemos ver Cristo deste modo, nossas vidas também seriam profundamente afetadas.

Nossa Resposta a Deus

Cada vez que as Escrituras mencionam que homens encontraram a Deus, lemos que eles caíram diante dele em temor e reverência (veja Isaías 6). Aqueles que chegam a entender a natureza de Deus, como é apresentada nas Escrituras, também o respeitarão e se humilharão diante dele. "Por isso, recebendo nós um reino inabalável, retenhamos a graça, pela qual sirvamos a Deus de modo agradável, com reverência e santo temor; porque o nosso Deus é fogo consumidor" (Hebreus 12:28-29). Um olhar de Deus nos faz ver nossa pequenez, nossa fraqueza, e nosso pecado, e chegamos a respeitar e temer a Deus de muitos modos.

1. Temos que ser reverentes quando falamos sobre Deus. Deus é o maior, o mais espantoso, e o mais santo ser no universo. Jamais devemos falar de Deus por brincadeira; não devemos sequer falar dele negligentemente; e não devemos nunca tomar seu santo nome em vão. Freqüentemente pessoas dizem, "Ó meu Deus" ou "Ó meu Deus do céu", sem pensar. Quando pessoas tratam o nome de Deus irreverentemente é porque nunca perceberam a grandeza do Deus cujo nome elas usam tão levianamente. 2. Temos que ser reverentes quando falamos a Deus. A magnificência de Deus deverá certamente levar-nos a adorá-lo. Mas as experiências infelizes de homens como Nadabe e Abiú, Saul, Davi e outros (Levítico 10; 1 Samuel 13; 15; 2 Samuel 6) deverão nos advertir da necessidade de adorar a Deus da maneira exata como ele ensina. Adorar a Deus com os lábios, enquanto a mente se distrai, e adorar a Deus de acordo com fórmulas e modelos inventados pelos homens é expressamente proibido (Mateus 15:8-9). 3. Temos que ser reverentes quando ouvimos as palavras de Deus. Em Neemias 8, Esdras lia a lei desde manhã cedo até o meio dia, enquanto todo o povo, de pé, ouvia atentamente. Eles, então, estavam querendo obedecer, em cada detalhe, a palavra que lhes era lida. Quando eles descobriram o modelo de Deus para a festa dos tabernáculos, eles o seguiram, ainda que a festa tivesse sido negligenciada pelos judeus por mil anos. Por causa da grandeza de Deus, sua palavra é mais importante do que centenas de anos de tradição religiosa. Onde estão aqueles que respeitam a Deus o bastante para seguir cuidadosamente suas instruções, ainda mesmo que elas pareçam estranhas ou fora de moda?

Ver nosso grande Deus, pela fé, deverá mudar nosso ponto de vista sobre a importância das coisas nesta vida. Abraão viveu sua vida inteira como um peregrino, porque ele considerava que seu verdadeiro lar era no céu (Hebreus 11:8-16). Moisés sacrificou a posição, as riquezas e os prazeres do Egito por uma vida de escárnio, pobreza e sofrimento, porque ele viu o Rei invisível (Hebreus 11:23-27). Grandes homens de Deus, através da Bíblia, sofreram horrores inenarráveis com alegria, porque eles estavam ancorados pela sua fé no Senhor: "Outros, por sua vez, passaram pela prova de escárnios e açoites, sim até de algemas e prisões. Foram apedrejados, provados, serrados pelo meio, mortos ao fio da espada; andaram peregrinos, vestidos de peles de ovelhas e de cabras, necessitados, afligidos, maltratados (homens dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos, pelos montes, pelas covas, pelos antros da terra" (Hebreus 11:35-38). Nós, também, temos que ver o céu como nosso lar, nossa vida como dedicada a Cristo, e nossos desejos como inclinados para as coisas lá de cima (Filipenses 3:20-21; 1:20-21; Colossenses 3:1-4). As promessas populares que muitas igrejas fazem de prosperidade material e boa saúde soam ocas depois que experimentamos, pela fé, a verdadeira glória do Senhor.

A verdadeira religião não é seguir as vazias formas de adoração nem a mera bondade para com os próprios vizinhos. A verdadeira religião começa e termina com o conhecimento de Deus. A verdadeira religião é a vida profundamente moldada pela reverência ao grande e glorioso Deus do céu. Que possamos conhecê-lo e temê-lo!

 

|  Autor: Gary Fisher  |  Divulgação: estudosgospel.com.br
 

sábado, 1 de junho de 2013

CONSOLO EM MEIO A TRIBULAÇÃO

"Porque, assim como os sofrimentos de Cristo se manifestam em grande medida a nosso favor, assim também a nossa consolação transborda por meio de Cristo." II Coríntios 1:5




Pensamento:

Quem de nós nunca precisou de um consolo em meio a tribulações? É um momento para desabafar e reanimar. Mas o verdadeiro consolo é aquele que vem de Deus, que nos enche de paz, e permanece em todo o tempo, nos vivifica, nos dá forças e alegria mesmo na tribulação, faz-nos sentir seguros, não temos medo seja qual for o inimigo. Que nunca percamos a esperança em nosso Deus, que estejamos sempre buscando de seu consolo através de Jesus nosso Salvador.


Oração:

Senhor Deus, obrigado por estar presente em todos os momentos da minha vida, obrigado porque nas horas mais difíceis eu sinto que o Senhor está mais próximo, me sustentando, me consolando, me guardando, me livrando do mal, trazendo a paz mesmo em meio às dificuldades, a paz que só Jesus pode trazer aos nossos corações. Obrigado Senhor, porque eu sei que minha luta é passageira.

Eu oro em nome de Jesus.
Amém.


Pedido de oração pela igreja perseguida. Oferte ao Senhor 2 minutos de uma oração silenciosa pelos cristãos que não têm liberdade de culto como você:
 
Vietnã (21º) - A Portas Abertas tem fortalecido os filhos de cristãos das igrejas no Vietnã através da produção e distribuição de Bíblias infantis e por treinamentos para professores da escola dominical. Milhares de crianças vietnamitas têm sido alcançadas e ensinadas. Ore para que Deus continue a usar esses programas para ajudar essas crianças, especialmente nas regiões do centro e norte do país.

Deus o abençoe

Pr. Paulo
 
 
fonte: Grupo Cristocentro3 - Google