Seguidores

COM JESUS É POSSÍVEL SER FELIZ E VENCER TODO DIA

Quantas vezes nos sentimos sem rumo e pensamos não ter com quem contar. Jesus é o nosso melhor amigo.
Quando conhecemos a Jesus e a Ele nos entregamos descobrimos uma vida completamente nova que está
disponível a todas as pessoas.
Este espaço é um convite para conhecer e praticar o que a Palavra de Deus nos ensina durante todos os dias da nossa vida.

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

VIVENDO SEM CONDENAÇÃO

Eis que o Senhor JEOVÁ me ajuda; quem há que me condene? Eis que todos eles, como vestes, se envelhecerão, e a traça os comerá.” Isaías 50.9



Quem recebe a ajuda de Deus tem tudo. Além disso, mesmo que ele tenha sido muitíssimo usado quando estava em pecado, com o Senhor ao seu lado, não será condenado, pois Cristo pagou o preço do seu resgate. Todos os que se levantarem contra você, em breve, mostrarão sinais de envelhecimento, como uma roupa que se gasta pelo tempo. De fato, as reservas dos ímpios serão corroídas pelas traças espirituais; já os que confiarem no Senhor jamais serão abalados (Sl 125.1).



A maior realização que alguém pode ter é nascer na família de Deus. Com isso, ele se torna membro do Corpo de Cristo e, pela Palavra do Senhor, recebe todas as bênçãos concernentes à vida e à piedade. Então, se você é de Jesus, não tem de pedir ao Senhor que lhe dê algo, pois já está à sua disposição aquilo de que precisa ou necessitará algum dia. Basta crer de modo correto!



Mesmo que você tenha caído em pecado, a ponto de sentir que não há perdão para seu erro, não deixe esse sentimento entrar em seu coração, pois, em Cristo, ao nascer de novo, sua vida foi recriada. A obra de Deus para fazê-lo nova criatura foi grandiosa e perfeita. Por esse motivo, não aceite que o pecado o domine, mas viva como alguém justificado; afinal, não existe nenhuma condenação para você (Rm 8.1).



Jesus não somente morreu para salvá-lo, mas também recebeu, no próprio corpo, seus pecados, suas doenças e todos os seus males (Is 53). O preço que Ele pagou para resgatá-lo foi alto demais. Por isso, não aceite sofrimento algum. A sua redenção – a qual foi conquistada mediante o sacrifício do Filho de Deus na cruz do Calvário – é um fato consumado! Por ser puro e santo, Ele era o Único que podia fazer isso pela humanidade (Rm 3.23,24; 1 Co 15.22).



As forças das trevas que se levantarem contra a sua vida logo mostrarão sinais de envelhecimento. Esses demônios serão como roupas velhas, pois, ao menor exercício de sua autoridade, eles se rasgarão; afinal, não há como continuarem firmes as “cordas” que o diabo usou para amarrá-lo espiritualmente. De fato, por maior que tenha sido a sua queda, as cordas do mal, usadas para prendê-lo no erro, serão desfeitas ante seu retorno a Deus (Sl 124.7).



Todas as artimanhas dos espíritos do mal contra a sua vida serão desfeitas completamente. O que permanece para sempre é somente o que vem de Deus. Sim, aquilo que você ganhou do Senhor por dar ouvidos à Sua Palavra nunca lhe será tirado ou destruído. As traças e as ferrugens espirituais jamais poderão causar qualquer mal a quem se encontra no esconderijo do Altíssimo (Sl 91.1).



Creia que sua vitória já está garantida, pois os que depositarem a confiança no Altíssimo nunca serão abalados. Não há, nunca houve nem jamais haverá qualquer oscilação no local onde o Senhor habita. Tenha certeza de que todas as forças do Inferno que vierem contra sua vida falharão, pois o Todo-Poderoso sempre o ajuda (Sl 121.5). Creia nisso e assuma sua posição de vitória na batalha contra os principados e as potestades (Ef 6.12), vivendo sem condenação!



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

DEUS DÁ SALVAÇÃO

O nosso Deus é o Deus da salvação; e a JEOVÁ, o Senhor, pertencem as saídas para escapar da morte.” Salmo 68.20



Com o nosso Deus, não há como pensarmos se haverá ou não a possibilidade de Ele nos salvar ou abençoar a nossa vida. NEle, sempre há sim e sim; afinal, Ele já operou o que precisava para nos dar Sua bênção e resgatar-nos das garras do inimigo – independentemente de quão forte seja a pressão de Satanás sobre nós. O Todo-Poderoso é o Único em quem podemos confiar e que possui as saídas para escaparmos da morte. Quando Ele opera, não há quem O possa impedir ou atrapalhar.



Em sua mente, que quadro você faz do Altíssimo? Ele é onisciente, onipotente e onipresente? A fim de lhe ajudar, Ele tem de Se esforçar para saber o que se passa com a sua vida? Ora, o nosso Deus é o único Senhor em todas as situações! Isso significa que, quando Ele opera, não há como a obra não ser feita. Portanto, está a meio caminho de ser abençoado aquele que recebe a revelação de Quem é o Todo-Poderoso e do que Ele pode fazer.



No Senhor, há sempre sim e sim. Na verdade, o que Ele promete já foi providenciado, e nada falta de Sua parte. Portanto, se crermos no que Ele nos fala, também não nos faltará nada. Ainda que você esteja passando pelo maior problema – para o qual, aparentemente, não há saída –, se a Palavra visita o seu coração e você sente que, pela fé, pode conseguir a vitória, no mesmo instante creia e tome posse da sua bênção, pois ela só depende da sua ação.



Não há outro meio de o homem escapar dos poderes das trevas, a não ser com as saídas que Deus criou para que ele fuja da morte – a natureza de Satanás. Quando alguém é vencido pela tentação, mas cai em pecado, só consegue livrar-se da escravidão infernal por meio das divinas revelações, as quais ele obtém pela santa Palavra. O bom é que, além de ter Consigo o que liberta o homem do cativeiro, Ele jamais Se esconderá de alguém.

Não há como não confiar no Altíssimo! De todas as promessas que nos fez, não houve uma sequer que não tenha sido cumprida (Nm 23.19); afinal, Ele honra o que Seus lábios têm proferido. Em Sua Palavra, nunca se achou alguma afirmação alegando que o Senhor tenha errado ou Se equivocado. Tudo está claro e exposto diante de Seus olhos! Portanto, quem crer no que Ele diz verá que, de fato, Suas promessas serão confirmadas em sua vida. Também não houve uma ocasião em que Ele tenha sido impedido de concluir Seus planos. Na realidade, foi removido aquele que se opôs às realizações do que Ele intentava fazer.



O melhor é entregar-se totalmente à obra divina e realizar o que o Pai lhe mostra; pois, se você se calar, Ele terá outros que Lhe obedecerão. As bênçãos que Deus lhe tem planejado não dependem do fato de haver muita ou pouca pressão do adversário. Quando o Altíssimo decide entrar em ação, é melhor submeter-se aos planos dEle, pois o que Ele determinou se realizará, ainda que os Céus e a Terra passem (Lc 21.33). Ele decidiu conceder-lhe a salvação!



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares


segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

CONFIAR FAZ VOCÊ SER SOCORRIDO

O SENHOR é a minha força e o meu escudo; nele confiou o meu coração, e fui socorrido; pelo que o meu coração salta de prazer, e com o meu canto o louvarei.” Salmo 28.7



Há coisas que muitos perdem por não saberem o que a Palavra diz sobre determinado assunto. Já Davi entendeu que Deus era a sua Força e o seu Escudo; consequentemente, pelo fato de seu coração ter confiado no Altíssimo, foi socorrido. Independentemente do tamanho do inimigo e das adversidades pelas quais passava, aquele servo do Senhor vivia alegre e nunca louvava o Todo-Poderoso com o cântico de outrem. Você confiará em Deus quando entender que Ele também é a sua Força e o seu Escudo.



Sem conhecermos o que a santa Palavra nos fala, não devemos esperar que sejamos socorridos nas nossas dificuldades. Perde muito quem não sabe o que as Escrituras dizem sobre os seus direitos em Cristo. De fato, quando vem a provação, os que param de buscar o que lhes pertence não têm sequer noção de qual atitude tomar. O pior é que, nas horas cruciais, esse tipo de pessoa é suscetível a aceitar, de alguém, uma orientação que não seja a de Deus.



Parece simples, mas, se você não entender que a sua Força e o seu Escudo são o próprio Deus, perderá muito. Apesar de o Senhor ser majestoso e habitar em um alto refúgio, Ele Se declara como a nossa Fortaleza. Veja bem, Ele não somente nos fortalece, mas também é a própria Força. Então, como podemos confessar que não venceremos se Ele está em nós para nos fazer mais fortes que o adversário?



Além de ser a nossa Força, Ele é o nosso Escudo. Se você tiver esse entendimento e, acreditando no que lhe foi ministrado, confiar que nenhuma seta do Inferno irá atingi-lo, viverá tranquilo e passará pela vida ileso. Foi por isso que Davi declarou: Mil cairão ao teu lado, e dez mil, à tua direita, mas tu não serás atingido (Sl 91.7). A Palavra divina tem de ser aceita tal como foi escrita.



Davi nos revela um grande segredo: ele foi socorrido porque confiou. Se o seu coração não confia no que o Senhor lhe fala pela pregação, pela leitura bíblica ou pela meditação no que chamou a atenção na Bíblia, você não conseguirá crer. Depositar a sua confiança no Senhor não é algo que fazemos com muito esforço; simplesmente, deixamos de acreditar na ameaça do maligno e passamos a confiar no que o Pai nos diz ao coração.



Para Davi, não importava o tamanho do inimigo; ele estava sempre alegre, mesmo em apuros e em meio às adversidades (Sl 119.92). O coração que confia não perde a alegria que lhe é dada pela revelação da Palavra. Até o louvor de Davi vinha direto do Senhor na grande congregação. Ele louvava a Deus com seu cântico, e não com o de outros.



Ao entender que o Senhor também é a sua Força e Escudo, você confiará. Isso é o que você deve buscar; afinal, “comer pelas mãos dos outros” nunca produzirá a fé verdadeira que move o poder divino. Quando você for ensinado por Deus, seu coração se alegrará, e, então, sabendo o que é em Cristo e o que pode fazer no Senhor, você vencerá.



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares


domingo, 26 de fevereiro de 2012

POSIÇÃO PREDETERMINADA

Pelo que não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares. Ainda que as águas rujam e se perturbem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza. 

Salmo 46.2,3

Davi disse, no primeiro versículo do Salmo 40, que Deus Se inclinou para ele e ouviu o seu clamor. Em nossos dias, não é mais preciso esperar pacientemente, e, não importa o que aconteça, não devemos temer. Ainda que um tsunami surja, chegando a abalar montanhas, não seremos atingidos, pois o Senhor já nos deu tudo o que diz respeito à vida e à piedade. É tempo de possuir, de avançar e de não temer o que vem por aí!

Davi representava o ser humano antes da vinda de Jesus. Por milênios, a humanidade  gemeu e suplicou pela libertação, mas, aparentemente, nada ocorria em seu favor. Então, um dia, o Filho de Deus veio, derrubou o “muro” que nos separava do Pai, fez-nos povo do Senhor, e, com a obra que Ele realizou no Calvário, fomos aceitos como filhos do Altíssimo. Agora, não há nada que possa tirar-nos dessa bendita posição.

O Todo-Poderoso já nos ouviu. Por isso, não precisamos esperar pacientemente até que a obra seja feita, pois ela já foi concluída. De fato, já foi realizado tudo aquilo que precisava ser feito para que fôssemos libertos das forças malignas, curados de nossas enfermidades e perdoados de nossos pecados. Compete a mim e a você não mais aceitar a opressão, a tentação ou qualquer outra obra infernal, pois, em Cristo, somos eternamente libertos do mal.

Por que temer o que virá sobre a humanidade? A nossa posição em Jesus é de supremacia completa sobre todo tipo de opressão. Quem teme prova que não confia no Onipotente. Por outro lado, os que realmente acreditam nEle não se deixam levar pelo pessimismo nem por nenhuma mentira do inimigo; ao contrário, eles se levantam com fé e determinação, exigindo que o vento e o mar cessem. É desse tipo de pessoa que o mundo precisa.

Deus nos quer ver como viu Elias, o qual, diante dos 850 profetas de Baal e do poste-ídolo, não tremeu nem se desesperou, pensando no que aconteceria se o Senhor não atendesse ao seu clamor ou se o fogo não viesse do Céu. Não! Ele estava 100% convicto de que o seu Deus jamais falharia, e, com isso, todo o Israel soube que o Altíssimo o amava (1 Rs 18). A nossa geração tem o direito de saber o mesmo!

Filho de Deus, acorde! Tudo o que diz respeito à vida e à piedade já nos foi dado. É questão de você depositar ou não a sua confiança no Todo-Poderoso: quem crê vê a glória divina (Jo 11.40); quem não crê está condenado. Que tipo de pessoa você será a partir de agora? Não é bom frustrar os planos divinos.

Estamos na era de avançar, no tempo de possuir a nossa terra; por isso, não devemos temer nem tremer. As pessoas irão procurar o Senhor Deus se virem, em nós, as Suas maravilhosas bênçãos. Por isso, temos obrigação de ter sucesso; afinal, de outro modo, o nosso testemunho a respeito do Senhor será falso. O Altíssimo quer que você vença sempre.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

QUE DEUS MARAVILHOSO É O NOSSO!

Tu o viste, porque atentas para o trabalho e enfado, para os tomares sob tuas mãos; a ti o pobre se encomenda; tu és o auxílio do órfão.” Salmo 10.14



Quem não tem o temor do Senhor no coração, ao ver alguém ou a si mesmo em necessidade, condena o Criador por esse infortúnio. Até mesmo no ministério de outras  denominações vemos esse tipo de queixa. Os ímpios nem se dão ao trabalho de pesquisar o porquê de haver pessoas que se dizem de Deus e sofrem. Com Jó, isso aconteceu, apesar de ter sido dito a seu respeito que era íntegro e temente a Deus (Jó 1.8).



A verdade é que o Senhor vê o pobre, o necessitado, o perturbado pelo demônio, e atenta para o seu sofrimento. Mesmo nas nações onde a luz do Evangelho ainda não brilhou, o Todo-Poderoso protege as pessoas e as guarda das investidas fatais do maligno. Caso contrário, muitos povos já não existiriam mais. Cabe a nós, portanto, levar a esses “esquecidos” pela Igreja a Boa Notícia daquilo que o Pai celestial pode fazer por eles.



Se a Igreja tomasse a decisão de cumprir a missão que lhe foi dada, em pouco tempo o Senhor libertaria todos que padecem. Entretanto, há quem se investiu de autoridade ministerial, mas que não tem como objetivo alcançar os perdidos. Grande parte do povo de Deus sequer ora por eles, ou envia ofertas para que os que jazem nas mais densas trevas recebam, pelo menos, um folheto evangelístico.



Nós, cristãos, somos instrumentos do Senhor para fazer com que os desamparados se entreguem a Ele, mas a vaidade do homem o impede de contribuir para um trabalho que não seja o de sua denominação, por exemplo. A maioria sequer ora a fim de que os trabalhos de outras igrejas prosperem; ao contrário, no coração, desejam que tais ministérios fracassem. Loucura! Pois Aquele que vê as intenções do coração, um dia, dará o pago a quem se deixou usar pelo demônio.



O Senhor é o Auxílio desses órfãos espirituais, os quais vivem debaixo do pesado fardo do diabo, pagando um preço tremendo para sobreviver. O fato é que não há quem se ofereça para levar a eles as Boas-Novas. Porém, ai daquele que enterrar o seu talento, pois será lançado fora da presença do Altíssimo (Mt 25.14-30). É tempo de a maioria dos filhos de Deus despertar para a Verdade!



Não é necessária tamanha fé para fazer a mão do Senhor se mover em favor de quem precisa de ajuda. Os perdidos são iguais a nós, porém, pelo fato de nunca terem ouvido o Evangelho, adoram falsos deuses. O que você fará a respeito disso? Você não terá outra chance de fazer o bem, a não ser agora. Então, por que não começar a fazê-lo neste momento?



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

A IMPORTÂNCIA DE CLAMAR

Porque ele livrará ao necessitado quando clamar, como também ao aflito e ao que não tem quem o ajude.” Salmo 72.12



Bom seria que todos aprendessem o direito que temos em Cristo. Há pessoas que não se dão conta do fato de que temos um inimigo que luta sem parar para nos tirar do plano perfeito da salvação. No entanto, aqueles que conhecem seus direitos e os exercem têm vida abundante – e os que já caíram também podem fazer uso dessa revelação, pois o Senhor atende e livra o caído, se ele clamar.



O desconhecimento do que todo cristão pode fazer em Cristo leva muitos a agirem como se não tivessem sido aceitos no Corpo de Cristo. Quem conhece seus direitos como membro da divina família vive como Jesus vivia. Então, é bom examinar-se, pois foi isso o que Deus planejou para todos que nascem de novo. As coisas velhas, como o pecado e os sofrimentos, não devem fazer parte do nosso dia a dia (2 Co 5.17).



De acordo com as Escrituras, temos de ser simples como a pomba, mas prudentes como a serpente (Mt 10.16b). Não podemos ser néscios na fé e achar que tudo nos correrá às “mil maravilhas”, pois o diabo, nosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar (1 Pe 5.8). Assim, ao menor sinal de sua presença, ou de suas tentações, cumpre-nos assumir a posição de recriados em Jesus e não dar lugar a ele.



A fé não socorre quem não exerce seus direitos em Cristo. Você foi chamado para servir ao Senhor, fazendo a obra em Nome de Jesus do mesmo modo que Ele faria se estivesse em seu lugar. Ter uma vida limpa, santa e que agrada a Deus é sua obrigação. Além disso, deixar de viver como vencedor em todas as coisas é falhar por completo; afinal, você é uma carta viva (2 Co 3.3), a qual deve se lida por todos que ainda não servem ao Senhor.



Se você está prostrado por ter caído em alguma transgressão, aproveite essa revelação e faça uso do que ela lhe garante. Ninguém deveria ter falta de nada, mas o fato de não dar ao Senhor a devida atenção faz com que muitos passem necessidades. Porém, o que Deus lhe está mostrando é o que falta para você conseguir mudar qualquer situação adversa. Para que isso ocorra, basta clamar, abrir a boca com fé, e você será atendido!



Há uma condicional nessa promessa: é necessário fazer um clamor – uma oração forte e decidida. Se não agir assim, ela não funcionará; só depende de você fazer com que a Palavra entre em operação. Agora, para quem já se conformou com a derrota e, por isso, acha que o plano de Deus não o inclui, nada lhe será feito.



Quem estiver com qualquer problema – seja uma dor física ou emocional, ou qualquer outro sofrimento – será atendido se também clamar. Então, abra seu coração e faça valer o que acabou de aprender, pois isso já se constitui em direito seu. Não adie sua libertação. Agora mesmo, clame, e Deus lhe dará a saída!



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

A RAZÃO DE JESUS TER SIDO TENTADO

Porque, naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados.” Hebreus 2.18



Não se pode descrever a extensão e a essência do amor de Deus, que deu o Seu Filho para nos livrar da morte. Jesus – o qual foi tentado em tudo com o objetivo de nos ajudar – é o Único que pode socorrer os que são tentados. Não se curve diante de nenhuma tentação nem se desespere ao ser tentado. Tenha cuidado, pois, após a tentação, o diabo lança o seu segundo plano: convencer o homem de que ele não tem nenhum valor pelo fato de ter sofrido a tentação de Satanás.



O que o Senhor Deus fez para nos salvar e livrar de cair em tentação vai além do que a mente humana é capaz de compreender. De fato, a Bíblia diz que Deus amou o mundo de um modo inexplicável, afinal, tendo ciência daquilo em que seríamos tentados, Ele fez com que o Seu Filho fosse tentado em tudo e moído por causa das nossas fraquezas e dos nossos desejos ilícitos, para sermos socorridos por Ele em tempo oportuno (Is 53).



A grande obra que Jesus fez foi livrar-nos da perdição eterna, mas, se Ele tivesse parado por aí no Seu socorro, no decorrer dos dias, quando as tentações viessem, poderíamos cair, e de nada nos teria adiantado a salvação. Mas o que Deus está revelando-nos é que Ele providenciou saída para todas as vezes em que o inimigo tentar-nos: Ele fez Jesus aprender na carne o que fazer para nos livrar das tentações.



Por ter sido tentado e não ter caído, o Senhor Jesus é o Único que nos pode ajudar nos nossos momentos de fraqueza. Enquanto estivermos neste mundo, seremos tentados. Como o diabo não se converterá jamais, ele não muda o seu propósito maligno de tentar tirar o homem da presença divina. De fato, o adversário usa tudo o que estiver ao seu alcance para tentar separar-nos de Deus, mas Jesus pode socorrer-nos se a Ele clamarmos.



Portanto, fique atento! Não aceite nenhuma proposta do diabo, porque nem sempre é perceptível que uma proposta procede dele. O importante é estarmos ligados na Palavra e, toda vez que algo surgir à nossa frente, logo comparar tal coisa ao que diz a Escritura. Se aquilo for condenado pelo Livro Santo, o melhor é não fazer, pois, se nos curvarmos diante de qualquer tentação, estaremos colocando-nos debaixo das mãos do maligno.



Como podemos obter o socorro de Jesus? Não permitindo que as propostas imorais do falso amigo continuem diante dos nossos olhos. Basta uma oração com fé, um pedido de coração, para que tal armadilha caia por terra. Não há por que aceitarmos ser tentados nem precisamos desesperar-nos diante da tentação, pois quem passa pela oferta e não a assume sai mais forte espiritualmente do que era antes.



O diabo não desiste de induzir-nos ao erro. Após Jesus ter exigido que ele saísse, diz a Palavra que o maligno O abandonou até o momento oportuno (Lc 4.13). Mesmo que você não tenha caído, nem aceitado nenhuma de suas propostas indecorosas, ele tudo fará para que você creia que tem parcela de culpa pela tentação que sofreu. Ser tentado não nos faz culpados, mas cair no erro sim. Portanto, esteja sempre vigilante para não aderir à proposta do enganador. Fique firme na Palavra, resista ao diabo, e ele fugirá de você, pois esta é uma promessa bíblica (Tg 4.7).



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

AI DE QUEM TOCAR NO UNGIDO DO SENHOR

Porque o SENHOR defenderá a sua causa em juízo, e aos que os roubam lhes tirará a vida.” Provérbios 22.23



Não é bom tocar em um ungido do Senhor (Sl 105.15; 1 Sm 24.6,7). Ai de quem ousa tocar em alguém que tenha recebido a unção divina, mesmo que, aos olhos do homem, aquela pessoa seja tida como insignificante. Deus – o nosso Defensor – não faz nada fora da Sua Palavra, ainda que aquilo pareça necessário. O Senhor é varão valoroso e perfeito nas batalhas, e, uma vez a guerra tendo-se iniciado, não haverá tréguas.



O erro de muitos é não conhecer os termos das alianças que o Senhor firmou com o Seu povo. Quando Golias, pelos seus deuses, amaldiçoou Davi (1 Sm 17.43), o filisteu cavou sua própria cova, pois, naquele momento, mesmo sem saber, colocou o poder divino operando contra si mesmo. Davi, por conhecer o que o Todo-Poderoso havia prometido a Abraão – e, por extensão, aos seus herdeiros –, sorriu e gritou que, naquele mesmo dia, Deus poria aquele adversário em suas mãos (v. 46).



O cristão não é alguém que anda desprotegido. Por motivos que ainda não entendemos, há casos em que, aparentemente, as pessoas que não temem a Deus obtêm sucesso contra nós. No entanto, isso é só questão de tempo; breve o período de oportunidades daquela pessoa passará, e ela verá o quanto o Senhor ama e defende os que depositam a sua confiança nEle. Deus é e sempre será o Guarda de quem verdadeiramente Lhe serve (Sl 91, 121).



Contudo, para experimentarmos essa proteção, temos de saber que o Senhor nunca agirá fora do que está registrado em Sua Palavra, ainda que, algumas vezes, julguemos necessário que Ele faça algo diferente. Ora, o Altíssimo sempre respeita os Seus preceitos e espera que nós também os respeitemos. Ademais, Ele não é injusto nem para com os maus, mas, quando provocamos a Sua ira e Ele passa a agir, ninguém e nada O detêm. Portanto, tenha sempre mãos e vestes limpas (Ec 9.8).



Ai de quem intenta fazer mal contra um dos que creem no Senhor, ainda que, humanamente, aquela pessoa seja taxada como insignificante. Deus proíbe que toquem em Seus profetas e que maltratem os Seus ungidos. Quem agir assim descobrirá que cometeu um erro grave. Antes de tirar Israel do Egito, o Senhor vingou o Seu povo, e Faraó viu o que a ira divina pode fazer contra quem não respeita o povo santo.



Não tenha receio de obedecer ao Senhor. Nada, absolutamente nada, sucederá a você por dar ouvido ao que Ele fala. O demônio ameaça, e, por incrível que pareça, há quem o respeite, mas, se essa pessoa soubesse o que sofrerá nas mãos do inimigo, ela jamais teria desobedecido ao Varão valoroso e perfeito nas batalhas (Is 42.13).



Veja bem, Deus é tardio em irar-Se (Na 1.3a), mas, tendo-Se irado, não há como detê-lO. Com o Senhor em ação, nunca haverá tréguas para o adversário, e, sim, vitória completa para quem serve ao Altíssimo. Ele não para de edificar a torre por falta de recursos, pois estes Lhe são ilimitados. Portanto, quando você entender que algo é seu e orar tomando posse disso, o Senhor Deus operará em seu viver até a vitória total. Assuma sua posição nesta batalha!



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

domingo, 19 de fevereiro de 2012

DEIXE O SENHOR DIRIGIR

O coração do homem considera o seu caminho, mas o SENHOR lhe dirige os passos.” Provérbios 16.9



Parceria boa é ter o Senhor dirigindo-nos. De fato, não importa aonde somos levados, desde que o Pai esteja na direção; afinal, não há inconveniências no que o Criador faz. Portanto, se Ele escolheu levá-lo pelo meio do mar, por exemplo, saiba que esse é o melhor caminho para a sua vida, pois Deus nunca erra nem Se equivoca. Bom, também, é sermos sábios e obedientes, observando se estamos ou não sendo reprovados em nossa caminhada, pois Quem nos conduz conhece tudo.



Não entre em alguma aventura comercial ou em uma batalha de qualquer natureza sem ter o Senhor na direção, pois, com Ele, a vitória é inevitável. Você O tem na direção quando sente, pela Sua Palavra, que deve fazer aquilo; sem essa revelação divina, basta lançar-se em seu propósito para ser derrotado. Se não tem certeza de que, de fato, tem direito ao que pleiteia, mesmo que a lei esteja a seu favor, não vá. Sem o Senhor, não podemos nada.



A cada passo, observe se você está ou não se reprovando com o que faz. Muitas vezes, as pessoas que são de Deus não vigiam, e, assim, o inimigo coloca diante dos olhos delas alguma coisa errada, a qual elas assumem. Então, tais pessoas perdem a presença divina e, por isso, não têm sucesso em sua empreitada. A origem e o término de qualquer obra devem estar no Senhor – e não há como ter a companhia dEle se você abraçar coisas erradas.



Todos podem dizer que você está na rota certa, mas, se no seu coração não há paz, ou se há algo errado no fundo da sua alma, se abriga algum desejo maligno e não faz o que é reto aos olhos do Senhor, esqueça o que você está pleiteando. Antes de tudo, é necessário se acertar com Deus, pois Ele não caminhará onde o demônio estiver presente. Estando na fé e sem pecado, você terá o Todo-Poderoso ao seu lado.



Não há inconveniência nem erro em tudo o que o Senhor realiza. Ele é completo, Seus caminhos são perfeitos (2 Sm 22.31), e Sua direção não é diferente. No entanto, se você sentiu que deve fazer algo que a Palavra proíbe e que há uma permissão dos Céus para essa atitude, afaste-se disso. Sem dúvida, não haverá uma vez em que o Senhor usará o Seu povo de modo contrário ao que está registrado nas Escrituras.



Não importa o caminho que o Altíssimo escolheu para você trilhar, porque Ele sempre tem razão no que faz. Para alguns, o aprendizado precisa ter algum tipo de sofrimento, ou, então, eles não trilhariam aquele caminho; para outros, se as coisas fossem fáceis demais, eles se desviariam e se perderiam eternamente. Entretanto, Deus sabe o que faz sempre.



A verdade é que o Senhor nunca erra nem Se equivoca (Sl 119.137). Ele o escolheu porque o amou (Jo 3.16). Então, cumpra o seu chamado com dedicação total e, no final da caminhada, verá que Ele, de fato, dirigiu os seus passos. O alvo do Senhor é levá-lo a ser bem-sucedido em todo o tempo e, depois, na eternidade, ter você com Ele.



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

sábado, 18 de fevereiro de 2012

DOIS MANDAMENTOS

Jesus, porém, lhes falou logo, dizendo: Tende bom ânimo, sou eu; não temais.” Mateus 14.27



Os que servem a Deus devem esperar bons ensinamentos. Jesus, por exemplo, forçou os discípulos a entrar no mar, e, quando estavam com sérios problemas, Ele mesmo lhes ensinou mais coisas importantes. Isso nos mostra que o Senhor sempre tem lições novas de que precisaremos mais tarde. O segredo é duplo: ter bom ânimo e não temer. Não temos direito a nenhuma opção diferente, pois ela é uma mentira do diabo. De fato, devemos ficar somente com o que o Todo-Poderoso nos concede.



Deus sempre há de dar boas instruções aos que Lhe servem de verdade. Isso não quer dizer que eles viverão continuamente em um mar de rosas, mas que, às vezes, o Altíssimo os conduzirá a algumas provações que lhes serão muito úteis. Logo após o Senhor Jesus ter sido batizado por João no rio Jordão, o Espírito Santo O levou ao deserto para ser tentado pelo diabo (Mt 4). Ser tentado não é nada agradável, mas é algo necessário para o nosso crescimento espiritual.



Foi o Senhor Jesus quem impeliu os Seus discípulos a entrar no barco e remar para o outro lado. Por certo, Ele sabia que bateria um vento contrário e que eles teriam dificuldades durante a navegação. O mesmo também pode acontecer conosco, pois isso faz parte do Seu ensinamento. Se a situação não está como você esperava, não se desespere nem se acovarde. O melhor a fazer é buscar o Senhor e esperar pelo que Ele fará.



Após concluir o que tinha de fazer, Jesus veio socorrer Seus discípulos. Eles deveriam ter confiado que Ele não os deixaria sozinhos ali; afinal, se Deus permite que problemas surjam à frente do homem, Ele não deixará de lhe dar a solução. Depois de ter orado, Ele foi encontrá-los. No entanto, eles pensaram ser um fantasma. Às vezes, também, entendemos tudo errado e comparamos a aparição do Mestre a coisas que não fazem sentido algum.



Deixe o Senhor ensiná-lo. Sempre observe o que dizem as Escrituras, pois, assim, você não errará. Todas as lições que o nosso Deus nos dá devem ser recebidas como verdadeiros tesouros. Se Ele nos coloca frente a um vento adverso, quando for a hora de mudar a direção do vento, Ele mesmo virá fazê-lo. Nunca deixe o desespero entrar em seu coração, caso contrário, você também verá fantasmas.



Para que aqueles homens se acalmassem, o Senhor gritou os dois segredos da vitória: ter bom ânimo e não temer. Quem assim proceder nunca perderá batalha alguma. A pessoa que confia no que o Senhor disse ao seu coração jamais deve perder o ânimo. Quem teme, em outras palavras, confessa que não confia em quem nunca mentiu – o nosso Pai.



Não aceite nenhuma opção que lhe for oferecida. Espere tão somente pelo cumprimento da divina Palavra, ainda que isso implique algum desconforto ou aparente prejuízo. Fique sempre com a Palavra do Senhor e, depois, quando a tempestade passar, você verá que foi melhor o que lhe aconteceu, pois saiu mais forte e abençoado.



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

NUNCA PERCA O BOM ÂNIMO!

Tenho-vos dito isso, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.” João 16.33



Não há nada mais importante para o cristão fazer do que ter sempre bom ânimo. No entanto, o diabo utiliza a mentira como estratégia para paralisar o progresso dos filhos de Deus, que, como membros da família divina, tornaram-se herdeiros do Senhor. Os que acham que não conseguirão ir adiante foram enganados pelo inimigo. Ora, perder o ânimo é uma maneira de se desviar da Verdade; no entanto, ter bom ânimo leva o servo do Altíssimo à vitória.



O bom ânimo é uma das características básicas de um filho de Deus. Quem crê no que o Altíssimo declara sempre é corajoso, tem um brilho na face e parte para a luta com confiança. Já aquele que se deixa levar pela conversa do inimigo mostra um olhar sombrio, seu rosto possui a aparência de alguém que viu um monstro e está sempre desconfiado de todos. A Palavra de Deus garante que nada será negado a quem confia no Senhor se o pedir em Nome de Jesus.



Não importa sua origem nem a escola que você frequentou; o fato de ter aceitado Jesus como Salvador o faz herdeiro de Deus, coerdeiro com Cristo (Gl 4.7). Isso significa que, se Jesus pode lançar mão do poder que tem o Pai, também o podemos. A luta pela qual passa um cristão não surpreende o Senhor, uma vez que Ele já colocou em Sua Palavra a direção certa e a autoridade para lhe dar a vitória.



O diabo conhece o poder destruidor do engano mais do que ninguém. Quando era um querubim de Deus, cheio de glória, ele concebeu a mentira e, com isso, tornou-se o ser imundo e acusador dos filhos do Altíssimo. Satanás sabe que, se ele conseguir fazê-lo crer naquilo que é falso, você não mais será uma ameaça para o reino das trevas, mas, sim, uma massa de manobra em suas sujas mãos. Por isso, não acredite em nada que contrarie a Palavra do Senhor.



Nunca confesse que você não conseguirá receber ou ter o que Deus declara pertencer aos Seus. Quem crê no que o Pai diz descobre que Ele não somente mandou a informação, mas também, junto dela, enviou o poder necessário para executar a obra. Se disser que não conseguirá, você terá acreditado nas mentiras do maligno e, um dia, haverá de prestar contas disso.



De modo positivo, fixe seus olhos no que o Todo-Poderoso afirma. Se Ele falou, você tem ou terá algo. Vá com ânimo buscar o que é seu. Jamais aceite nenhum pensamento de derrota, pois o nosso Pai só nos conduz em triunfo (2 Co 2.14). Sendo Deus a nossa Luz, a quem temeremos? Se Ele é a Força da nossa vida, de quem nos recearemos? (Sl 27.1). Os cristãos são o que o Senhor declara a respeito deles.



Não permita que o medo tome conta do seu coração. Ao se sentir fraco, creia e confesse que pode todas as coisas em Deus, o qual o fortalece. Tendo o Altíssimo como sua Força, você não perderá batalha alguma. Entretanto, não se esqueça de um fato simples: o bom ânimo é a condição básica para o cristão ter o Senhor à sua frente, levando-o à vitória.



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

BOA LISTA DE COISAS A SEREM FEITAS

Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.

Filipenses 4.8

Somos responsáveis pelo que pensamos; portanto, não devemos ter em mente assuntos que nos afastam de Deus. Escrevendo aos irmãos filipenses, o apóstolo Paulo listou alguns itens nos quais temos de colocar nosso pensamento. Se seguirmos a direção certa, eles nos farão um grande bem. Ao nos transformar pela renovação do nosso entendimento, experimentaremos a boa, agradável e perfeita vontade de Deus (Rm 12.2), a qual nos leva a uma vida feliz e próspera.

Jamais procure meditar no que não é verdadeiro. Ora, algo é genuíno quando é originado ou endossado pela Palavra do Senhor. Por isso, fuja de qualquer tema que, ainda que pareça legítimo, não tenha base bíblica, pois, sem dúvida, será pernicioso. O que não provém do Altíssimo nos afasta da Verdade e nos leva ao engano; por isso, jamais analise, examine ou pense nisso.

O que vem de Deus é justo, mas aquilo que não procede dEle vem do maligno. Tudo o que existe no mundo real, ou no imaginário, tem sua origem na luz ou nas trevas. Do Pai celeste jamais virá algum mal, pois Ele é a Luz (1 Jo 1.5). Por outro lado, do inimigo, nunca procederá algo bom, pois ele é mau. As coisas justas têm sua origem em Deus, ou na aplicação da Sua justiça. Nisso devemos pensar, pois há bênção em meditar nelas.

O Senhor é a Fonte pura na qual não há nada que nos possa fazer mal. Então, o que for impuro não deve sequer ser cogitado. Aquilo a respeito do qual Ele não fala diretamente pode ser bom, desde que não tenha sido proibido por analogia. Por exemplo, a Palavra declara que os alcoólatras não herdarão o Reino dos Céus, pois estão destruindo o próprio corpo, o qual é templo do Espírito Santo (2 Co 6.16). Mediante essa proibição, podemos entender, comparativamente, que os usuários de drogas, por também estarem causando mal a si mesmos, não entrarão no Reino de Deus (Gl 5.21).

É impossível algo vir de Deus e não ser amável; seja ele material, seja abstrato. Se alguma coisa nos faz sentir mal, traz-nos desconfiança ou entra em conflito com as Escrituras, não serve para nós. Devemos ocupar-nos somente com a docilidade, inocência e pureza.

Não ocupe seu pensamento com assuntos imorais, pois isso atrapalha a vida sentimental. Quem age de tal forma, certamente, faz a escolha errada ao se casar, por exemplo. No entanto, a pessoa que só pensa no que é de boa fama tem a vantagem de nem sequer perceber a imundície do mundo, ficando imune ao que não presta, mas que, infelizmente, domina a mente de muitos que sentem prazer no erro.

As coisas vazias não possuem virtude alguma e são verdadeiras ladras do nosso tempo. Se meditarmos nelas, nada nos será acrescentado e, ainda, perderemos as oportunidades de conceber bons planos, proferir palavras proveitosas e tomar decisões acertadas. Não deixe de ocupar seu pensamento no que há louvor.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

ESQUEÇA O PASSADO!

Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas.” Isaías 43.18



Os israelitas foram orientados a não se lembrarem do Egito, onde ficaram cativos. Boa coisa é esquecer o que lhe fizeram e viver a plenitude da nova criação que o Senhor realizou. Quem pensa no passado pode descuidar-se e desejar algo que lhe dava algum tipo de prazer. A nossa satisfação deve estar tão somente na presença do nosso Deus. A fidelidade do Altíssimo precisa ser o motivo de nossa confiança nEle, pois Ele é o que diz Sua Palavra.



O Senhor ordenou que os israelitas esquecessem o Egito, pois isso os impediria de desfrutar da nova vida na nova terra. Ele nos faz a mesma advertência hoje! Caso nos lembremos de um abuso sofrido, ou de outra maldade, talvez nos esqueçamos de que somos novas criaturas e, assim, voltemos ao espírito de mágoa e ódio. Se todas as coisas foram feitas novas para nós, desapegar-nos do que passou será muito bom.



Se, antes de conhecermos Jesus, éramos guiados pelo espírito que, agora, governa os que ainda não são salvos, por que nos lembrar do que nos fizeram? Sem dúvida, a mão de Deus não deixou que nos fizessem coisas piores. Se não fosse o Senhor, o qual já nos guardava quando estávamos em pecado, não estaríamos mais por aqui. Agora, devemos somente trazer à memória o amor com que Ele nos amou.



Por outro lado, quem se dá ao trabalho de pensar no passado, sem que perceba, pode desejar coisas que lhe eram prazerosas e, com isso, como os israelitas fizeram em momentos de fraqueza, almejar “os alhos e as cebolas do Egito” (Nm 11.5). Se você acha que o Evangelho não é melhor do que os melhores momentos que você já teve no erro, então, não provou, de fato, o que é a vida abundante que Jesus lhe trouxe (Jo 10.10b).



O cristão tem de crescer no entendimento da Palavra e no Espírito Santo. Com isso, ele descobrirá as maravilhas que o esperam. A santidade não deve ser buscada apenas para evitar o Inferno; na verdade, quem a desfruta precisa saber a importância que ela tem em sua vida. Os que ainda estão na carne, ardendo em paixão proibida, devem esforçar-se para descobrir o quanto é bom andar na santidade.



A nossa confiança em Deus deve fundamentar-se na fidelidade divina. Com isso, andaremos sem medo nem susto, completamente livres das mentiras do demônio. Ora, o Altíssimo é fiel para nos guardar de todos os males e jamais deixará de honrar o que os Seus lábios proferiram. Tendo o Pai celestial do seu lado, nada de mal lhe acontecerá.



Uma das boas informações a respeito do Senhor, nosso Deus, é que Ele é o que diz Sua Palavra, e quem O segue não tropeça em obstáculo algum. Faça tudo para não se lembrar do passado e não gaste seu tempo pensando em coisas antigas (Fp 3.13). Viva o Novo Testamento e, assim, usufrua o melhor. Desde que creia, você terá de Deus o que lhe for revelado na Palavra.



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares


terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

PODEMOS ANDAR DE MANEIRA DIFERENTE

De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida.” Romanos 6.4



Quem é atormentado pelo pecado está cheio de doenças e problemas, e precisa tomar uma atitude. Deus fez uma obra que jamais conseguiremos entender – fomos sepultados com Jesus pelo batismo na morte. A ressurreição de Cristo dentre os mortos foi o mais glorioso evento de todos os tempos. Ele deixou Satanás para trás, nas regiões da morte, eternamente derrotado. A saída do Filho de Deus de lá foi triunfal, para que andemos de forma diferente.



A pessoa que caiu em transgressão e, agora, não consegue mais ter paz, sofre de alguma enfermidade, encontra-se em situação financeira ruim, bem como é acometida de outros males, precisa agir o quanto antes. A esta altura, o diabo está ganhando a batalha na vida dela e está decidido a arruiná-la para sempre. Para mudar essa situação, ela tem de entrar na presença divina, confessar seus erros e crer no fato de que o Senhor é fiel e justo para perdoar, curar, libertar e conceder o que for necessário (1 Jo 1.9).



A Palavra de Deus afirma que o Altíssimo fez uma obra que o ser humano jamais conseguirá entender: sepultou o homem com Jesus pelo batismo na morte. Isso significa que você não somente morreu para o que não presta, mas também foi sepultado para não mais exalar mau cheiro. O que o diabo podia fazer com você já não pode mais. A sua noite acabou completamente! Viva o seu dia em Cristo!



Com a ressurreição de Cristo, você também foi ressuscitado com Ele (Rm 6.8). Ciente disso, a sua bênção é questão de entendimento e determinação. É só pôr um ponto final na obra do inimigo, o qual não mais o atormentará. Seu tempo de chorar, sofrer e ser oprimido já passou. Você passou no teste e, agora, está livre!
Ao ressuscitar, Jesus derrotou Satanás nas regiões da morte, por isso o Senhor sabe que Ele não precisa mais vencer o diabo. Faça o mesmo, pois você foi ressuscitado com o Filho de Deus. Não diminua o que o Altíssimo fez em seu favor. Ele o ajudou nas tentações, para que você não se submetesse aos caprichos do maligno. Os dons divinos são irrevogáveis; o que Ele já lhe deu é seu.



Magnífica foi sua saída com o Senhor das regiões da morte, onde o pecado, a doença e as perturbações campeiam livremente. Isso aconteceu para que você andasse em novidade de vida. Agora é vida nova, plena de santidade, saúde e prosperidade. Vida que pode ser chamada vida.
Ande diferente e, como testemunha de Jesus, proceda de modo que as pessoas digam que também querem essa bênção. Você não foi chamado para ser religioso, mas para ser a carta viva do Senhor (2 Co 3.3). Que as pessoas leiam em você o amor de Deus.



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

QUANDO DEUS AGE

E, ao tempo em que começaram com júbilo e louvor, o SENHOR pôs emboscadas contra os filhos de Amom e de Moabe e os das montanhas de Seir, que vieram contra Judá e foram desbaratados.” 2 Crônicas 20.22



A crise surgiu e, aparentemente, não havia condição de solucioná-la. O rei Josafá, por conhecer o remédio – a orientação da Palavra –, pôs-se a orar. Diante disso, Deus enviou um de seus profetas, o qual entregou a mensagem ao rei. A resposta do Senhor pode parecer fraca aos olhos do carnal; na verdade, para o homem, ela o é, mas não para Deus. Eles, então, obedeceram ao que o Todo-Poderoso ordenou ao rei, e o resultado foi que o Altíssimo colocou emboscadas para os inimigos.



Existem certas situações que parecem não ter saída, mas isso não é verdade. Quem é guiado pelo Espírito Santo pode buscar o Senhor na Palavra e logo encontra uma porta aberta. Se entrar por ela e crer no que foi dito, tal pessoa verá que Deus a orientou a seguir o melhor caminho. Por isso, não fuja da crise; busque a direção divina.



A atitude de Josafá foi a correta: achegar-se ao Senhor. Porque aquele que pede recebe, garantiu Jesus (Mt 7.8a). É importante saber que a resposta provém de Deus, e não é aquela a qual imaginamos, pois Ele não concede a ninguém a glória do que realizará. Por isso, não tente dizer a Ele o que precisa ser feito, e, quando a solução vier, ainda que você não a entenda, não discuta; cumpra-a.



Deus enviou um de Seus profetas para dar Sua ordem. Ora, o Senhor sempre tem alguém que vive aos Seus pés para ouvi-lO e transmitir o recado divino; por isso, jamais despreze um servo de Deus. Às vezes, o Pai não dá a resposta a um profeta conhecido, mas usa um versículo ao qual ninguém prestou atenção ainda. O importante é que toda palavra que sai da boca do Altíssimo não volta vazia, mas executa a missão determinada por Ele (Is 55.11).



Aquilo que o Senhor mandou que o rei e o povo fizessem podia parecer desprezível aos olhos humanos; no entanto, não o foi (v. 16,17). Que general acreditaria em um plano no qual os soldados ficariam diante do inimigo, louvando o Senhor, sem lutar? Meu irmão, você precisa crer, e nunca duvidar do que o Altíssimo fala ao seu coração. Não importa como Ele cura um paralítico, mas, sim, que Ele cura.



Josafá e o povo obedeceram às ordens do Senhor e, por isso, saíram vitoriosos. No entanto, se não tivessem seguido o plano divino, teriam perdido muitos soldados e, provavelmente, teriam sido derrotados. A exemplo da atitude do povo de Deus no passado, decida seguir as orientações do Altíssimo, e Ele será com você. Deus não fala nada por acaso, mas, sim, com precisão e propósito.



O resultado da obediência foi que o Senhor pôs emboscadas para surpreender os adversários, os quais mataram uns aos outros. Assim acontecerá com os males enviados contra a sua vida. Deus é fiel em cumprir Sua Palavra. Creia nisso e tome posse dessa palavra!



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

NÃO ESTEJAMOS APREENSIVOS

 "E disse aos seus discípulos: Portanto, vos digo: não estejais apreensivos pela vossa vida, sobre o que comereis, nem pelo corpo, sobre o que vestireis. Mais é a vida do que o sustento, e o corpo, mais do que as vestes."  Lucas 12.22,23

Esse foi o conselho dado por Jesus aos Seus discípulos. É preciso saber que existem ensinamentos que o Senhor dá a todos, e outros que Ele concede àqueles que O têm como Mestre. Por isso, os que estão no discipulado divino devem, de pronto, aceitar a lição, obedecendo em tudo ao que foi dito; desse modo, terão a aprovação de Deus. No entanto, se deixarem de lado o que o Senhor lhes ensina, provavelmente, não entenderão mais nada do que Ele ministrará.

A lição é clara: não devemos ficar apreensivos pela nossa vida. Quem vive angustiado com os assuntos deste mundo pode adquirir, dentre outros males, sérios problemas de saúde. A preocupação é uma arma poderosa do inimigo, enviada para causar um prejuízo tremendo ao ser humano. Já os que confiam no Altíssimo veem sua capacidade de aprender aumentada. Além disso, o Pai deseja que eles creiam no fato de que Ele é Deus mais do que suficiente para abençoá-los.

Por isso, não gaste seu tempo nem suas energias aflito com o que lhe pode suceder, pois Deus toma conta dos mínimos detalhes da vida daqueles que depositam a confiança nEle. Na verdade, um genuíno servo do Altíssimo jamais dirá estar arrependido de ter confiado no Pai celestial.

Aqueles que obedecem a Deus descobrem que Ele é fiel em suprir todas as necessidades em glória (Fp 4.19). Entretanto, os que sempre se acham precavidos e apreensivos, um dia, verão tardiamente que foram enganados pelo maligno. Ora, toda rebelião à Palavra de Deus tem sua origem no diabo. Por certo, os sábios deste mundo aconselharão as pessoas a tomarem posições aparentemente prudentes, mas, que, na verdade, provêm do inimigo. Contudo, os únicos que podem beber da Fonte salutar são os que servem ao Altíssimo.

De posse das palavras de Jesus, você deve festejar o que Deus tem feito em sua vida e contemplar tudo o mais que Ele tem para lhe dar. Mas atenção: não é fazer festas nos moldes do mundo nem participar de comemorações que não agradem ao Pai. É preciso celebrar de maneira limpa e produtiva, a fim de louvar o Altíssimo. As festas no Céu sempre fazem um grande bem à alma, maior do que se pode prever, pois elas trazem a alegria do Senhor, que, segundo a Palavra, é a nossa força (Ne 8.10).

Decida ser discípulo do Mestre dos mestres e veja o quanto Ele operará em seu favor. Os que desprezam os conselhos do Senhor, bem mais cedo do que pensam, haverão de chorar pela estupidez que tiveram em não aceitar a direção divina. Sem dúvida, é muito melhor obedecer ao que Jesus ensina, pois, além de ser verdade, Sua Palavra é espírito e vida (Jo 6.63).

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

É BOM BENDIZER SEMPRE

Nem tampouco os que passam dizem: A bênção do SENHOR seja sobre vós! Nós vos abençoamos em nome do SENHOR!” Salmo 129.8



Há filhos de Deus que, pelo modo como vivem, não parecem ser membros da família divina, pois a maneira de falar e agir é bem diferente do padrão bíblico. Precisamos ser alegres, bem dispostos, e ter sempre uma mensagem da parte do Senhor para transmitir aos outros. Até mesmo os nossos gestos têm de falar do amor do Pai; com isso, conseguiremos fazer o bem para um incontável número de pessoas.



É sempre bom abençoar. Muitas vezes, há indivíduos que estão debaixo de uma grande provação e, quando ouvem um servo de Deus abençoá-los, a saudação de fé os levanta e, assim, eles conseguem obter a vitória sobre o mal que os cerca. Sabendo disso, jamais permita que o inimigo o use para amaldiçoar alguém, ou mesmo rir da sorte daqueles que, por não conhecerem a Palavra, vivem como o diabo gosta.



Por outro lado, fica a pergunta: por que não ministrarmos a bênção se tudo o que determinarmos em Nome de Jesus Ele próprio fará? Não haverá uma vez sequer que o filho de Deus abra a boca e o Senhor não confirme o que ele diz com Seu poder. O Altíssimo só precisa que ocupemos o nosso lugar determinado em Cristo para que Ele possa fazer o que prometeu. O Todo-Poderoso jamais falha em qualquer das Suas promessas.



Agora, é preciso prestar atenção ao modo como abençoamos, pois tal bênção sem fé não passa de uma saudação. Na verdade, a palavra que liberarmos a alguém deve ser sempre pela fé, a qual nos é fornecida por meio das Escrituras. Ora, está escrito que sem fé é impossível agradar a Deus (Hb 11.6). Por isso, agir pelo impulso humano não traz solução! Ainda que haja uma melhora significativa na vida de uma pessoa atormentada por um espírito maligno, se este não sair, de fato, pela palavra da fé, ele voltará com mais sete piores do que ele (Mt 12.43-45).



Note que a promessa feita por Deus tem efeito somente quando agimos em Nome de Jesus, o qual nos dá a capacidade para cumprirmos a vontade divina e ordenarmos ao mal que saia. Se agirmos nesse Nome, seremos atendidos do mesmo modo que o Mestre seria se tivesse dado a ordem pessoalmente. Quando ministramos em Nome de Jesus, o poder do Altíssimo opera da mesma maneira que atuava antes, mediante as ordens de Cristo.



A melhor coisa que você pode fazer pela humanidade é tornar-se um semeador de boas-novas. Aqueles que não derem ouvidos ao que o Senhor os move a realizar serão condenados pelo pecado da omissão, como aconteceu com a aldeia de Meroz (Jz 5.23), a qual não se envolveu na luta que Deus travava contra o império das trevas.



Então, sempre tenha palavras abençoadoras em seus lábios, pois elas têm poder. Não importa a quem, nem que sofrimento um indivíduo tenha; ao dar a ordem em Nome do Senhor, você põe o maligno para correr, e, assim, a obra divina é realizada. O Pai está à procura de parceiros que executem Sua vontade nos dias de hoje.



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

VOCÊ TEM O ESPÍRITO DA VITÓRIA

Porque não recebestes o espírito de escravidão, para, outra vez, estardes em temor, mas recebestes o espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai.” Romanos 8.15



Quando houve a queda de Adão, o espírito do homem foi desligado de Deus e, com a vinda da morte – a natureza do diabo –, o ser humano ficou cheio de medo, dominado pelo espírito da escravidão. Com o novo nascimento, o Senhor nos deu o espírito de adoção; assim, voltamos a ter comunhão com Ele. A nossa posição hoje é melhor do que a que Adão possuía antes do pecado, pois nos tornamos filhos do Onipotente Deus.



Antes da nossa conversão, só havia indignidade, pois estávamos debaixo da autoridade do maligno, que nos oprimia a seu bel-prazer. No entanto, com a recriação, passamos a ser novas criaturas e, por isso, não temos de nos submeter a nenhum capricho do diabo. Agora, falta-nos apenas assumir a nossa filiação e fazer valer os nossos direitos em Cristo.



Portanto, não esteja mais em temor. Tire do seu coração todo sentimento de indignidade; agora, você é filho do Altíssimo, e não há quem possa separá-lo do amor de Deus. Ainda que tenha caído e, por isso, sinta que não tem condição de enfrentar o inimigo, não fique se lamentando; levante-se, confesse seus pecados e assuma sua nova posição em Cristo Jesus.



Sendo um servo do Senhor, não se submeta ao império do mal, pois o espírito da escravidão foi vencido, para você ser um filho de Deus inculpável no meio de uma geração corrompida. Passe a brilhar como luz em meio às trevas que envolvem os perdidos e como sal que não deixa a humanidade estragar-se de vez (Mt 5.13). Deus espera que cada um dos Seus filhos seja a bênção que Ele os fez ser em Jesus.



Por ter recebido o espírito de adoção, você pode chamar de Pai o único e verdadeiro Deus. Isso significa que você é especial, pois foi feito filho dAquele que detém todo o poder. Essa relação lhe dá a capacidade de ser guardado de todo mal. A verdade é que o membro na família divina não precisa fazer coisa alguma para desfrutar da proteção, a não ser acreditar que é filho do Senhor, o qual é absoluto em tudo; portanto, aja como tal!



Não é compreensível que alguém nascido de novo deixe o pecado dominar sua vida. Não deixe que isso ocorra com você, pois é assim que o inimigo age para privá-lo dos seus direitos. Com o pecado vem a separação de Deus, e, então, o inimigo tem condições de voltar a oprimir você.



Dirija-se, agora, a Deus e chame-o de Aba, que significa Pai. Creia que, como tal, Ele não deixará de lhe atender. Você tem acesso a tudo o que Ele possui, quer seja paz, perdão, cura, ou qualquer outra bênção. Acerte-se com o Senhor e passe a usufruir do que você tem necessidade, pois sua filiação na família divina lhe dá essa prerrogativa.



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

SEJA CHEIO DA PRESENÇA DE DEUS.

E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.” Atos 2:4


Todos oraram em línguas e foram cheios , é uma experiência tremenda , que seu coração seja cheio hoje para buscar a maravilhosa presença de Deus .

Ser batizado no Espirito Santo e receber o dom de línguas faz gerar em nós uma grande transformação, o orar em línguas é uma conexão direta a Deus , oramos o que o Espirito Santo realmente quer nos direcionar através da oração em línguas, se você já ora em línguas comece a orar ai onde você está bem baixinho ou bem alto se puder.
Deus muda circunstâncias através da oração em línguas pois por ela você não vai orar na carne ou vans repetições e sim o que agrada o coração de Deus , o que seu irmão realmente precisa , ou aquela situação que não sabemos realmente qual é a direção .

Para quem não ora em línguas, busque esse dom e te será dado em nome de Jesus.

Pai que todos que estão lendo esse devocional desejem de coração a busca venha trazendo o entendimento do que é orar em línguas, que haja um transformar e o derramamento do Espírito Santo de forma sobrenatural em nome de Jesus. Amém


JANE FREITAS CHAGAS


FONTE: Grupo Cristocentro3 – Google