Seguidores

COM JESUS É POSSÍVEL SER FELIZ E VENCER TODO DIA

Quantas vezes nos sentimos sem rumo e pensamos não ter com quem contar. Jesus é o nosso melhor amigo.
Quando conhecemos a Jesus e a Ele nos entregamos descobrimos uma vida completamente nova que está
disponível a todas as pessoas.
Este espaço é um convite para conhecer e praticar o que a Palavra de Deus nos ensina durante todos os dias da nossa vida.


ESCREVAM !!!!!!!!!!!!!!!!!

Estou abrindo espaço para você que deseja orientação através do e-mail: conhecerdeusnapratica@outlook.com;

que será respondido na publicação no blog zelando a identidade da pessoa que será chamada de amiga.

Com isso as pessoas poderão ter minha orientação e de todos que acompanham o blog, recebendo desta forma maior apoio para resolução de seus problemas.

ESCREVAM !!!!!!!!!!!!!!!!!

segunda-feira, 30 de abril de 2012

VESTES SANTAS

E as vestes santas, que são de Arão, serão de seus filhos depois dele, para serem ungidos neles e sagrados neles.

Êxodo 29.29

Sabemos que os fatos do tempo do Antigo Testamento tipificam o que acontece hoje e servem como ensinamento do Senhor para Sua Igreja. Por isso, é importante prestarmos atenção ao que sucedeu, para que não percamos as lições preciosas que nos ajudarão em nosso serviço a Ele. Ora, quem as desprezar estará caminhando em trevas e não conseguirá desempenhar seu ministério de modo completo.

O versículo nos diz que os sacerdotes de Deus devem ter suas vestes santificadas sempre. Agora, não ligue essa revelação àqueles que fazem parte desse serviço especificamente, pois Jesus não deu esse dom apenas ao ministério da Igreja, mas a todos os salvos. Na Igreja, Cristo estabeleceu apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres para cuidar e edificar Seu rebanho (Ef 4.11).

A unção que o Altíssimo nos deu e o temor com que nos vestiu não devem ser desperdiçados nem abandonados em algum canto, e sim transmitidos aos nossos filhos espirituais. Como disse Jesus, essa herança não é natural: Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a executam (Lc 8.21). Não basta ser membro de alguma igreja para se qualificar, mas praticante da Palavra em Sua totalidade.

Os servos do Senhor também passam por tentações, porém não devem curvar-se a elas, tampouco aceitá-las. Todos podem esperar, porque serão tentados um dia; até o próprio Cristo foi tentado em tudo, mas nunca pecou. No monte da transfiguração, foi mostrado como eram as vestes de Jesus e como devem ser as dos que fazem a obra divina: Moisés representava a Lei, e Elias, a mensagem profética (Mt 17.1-3).

O ato de passar a unção e santidade para os filhos de Arão mostra que Deus quer que os nossos filhos em Cristo sejam ungidos e sagrados com a mesma bênção que nos foi dada. Um dia, haveremos de passar, mas, enquanto não chegamos ao outro lado, devemos cuidar que nossas vestimentas continuem alvas, santas e poderosas.

O Pai já está preparando pessoas para que a nova geração não fique sem Seu testemunho. Então, como já aconteceu em todas as épocas, a chama divina continuará acesa e ardendo na vida de milhões de pessoas. Enquanto o fim não chega, cumpre à Igreja continuar fazendo o mesmo que o Mestre começou e nos ordenou a fazer (Jo 14.12).

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

sábado, 28 de abril de 2012

O MODO CERTO DE AMAR A DEUS

A graça seja com todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo em sinceridade. Amém!

Efésios 6.24

Praticamente todos garantem amar o Senhor, mas Jesus já definiu muito bem quem O ama (Jo 14.21). Quem não cumpre os mandamentos divinos de todo o coração prova que seu sentimento por Cristo não é sincero. Portanto, ainda que mentir pareça ser a única saída, não se pode agir desse modo, pois a graça celeste só está com quem ama o Altíssimo com sinceridade.

Seguidores de todas as religiões garantem que amam a Deus. Sem dúvida, a maioria é sincera em suas declarações, porém suas atitudes provam que isso não é verdade – ou então o Senhor não Se importa com as práticas dessas pessoas, o que também é mentira. Se o homem não seguir a Escritura, o que fizer para provar seu amor ao Altíssimo não será amor. Logo, é preciso aceitar o que Ela declara.

Ora, se a Bíblia não fosse a Palavra do Criador, onde Ele estaria que não nos teria deixado a verdadeira Regra? A coerência em tudo o que está escrito no Livro Santo serve de confirmação à sua autoria divina. Jesus foi claro ao afirmar que somente O ama aquele que tem os Seus mandamentos e os pratica. Ele nos deixou o necessário para amarmos a Deus verdadeiramente.

Quando entendemos a Palavra e conscientemente decidimos fazer dela a Direção da nossa vida, assumimos um compromisso tão ou mais sério que a própria união matrimonial. Quem se deixa levar pela tentação de não cumprir as cláusulas desse “casamento” é adúltero – e estes, diz Bíblia, não herdarão o Reino de Deus (1 Co 6.9 – ARA).

A dedicação ao cônjuge tem de ser completa; afinal, o menor deslize rompe o laço da sinceridade que deve acompanhar os dois. Se esse vínculo for rompido, tem de haver uma confissão total, sem que se esconda nenhum detalhe, pois o pedido de perdão só é aceito se nada for escondido. Quem encobre a confissão de algum delito engana a si mesmo – e vale ressaltar que a justiça divina será executada primeiro sobre os que se dizem de Deus.

Não há justificativa para quem mente. Enganar a outra parte da aliança – seja o cônjuge no casamento, seja o Senhor na obra da salvação – trará a pena da verdadeira justiça. De fato, não há um só caso em que a mentira seja tolerada, e os que não trilharem o caminho da sinceridade estarão presos nas mãos do inimigo e não terão paz.

Não se prive da graça de Deus; porém, esse mover divino em seu favor será interrompido caso lhe falte sinceridade. Corte o que o liga ao pecado, ainda que esse vínculo ocorra apenas mentalmente, pois, sem sinceridade, você se priva da ação do Altíssimo sobre sua vida. Por que pagar um preço tão alto por não amar a Deus de todo o coração?

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

sexta-feira, 27 de abril de 2012

SUA POSIÇÃO EM CRISTO

Mas vós sereis chamados sacerdotes do SENHOR, e vos chamarão ministros de nosso Deus; comereis das riquezas das nações e na sua glória vos gloriareis.

Isaías 61.6

Que conceito as pessoas do mundo têm de você? Elas se apiedam da sua situação ou reconhecem o que o Senhor o fez ser? Você foi constituído sacerdote do Deus Altíssimo, chamado para ministrar diante dEle e, como ministro, executar a justiça divina.

O pior que pode acontecer a um cristão é não ser reconhecido como alguém que anda com Deus e se parece com Jesus. Dessa maneira, ele não é procurado pelos perdidos para ajudá-los nem cumpre o propósito divino de ter levado aos Céus os que o Altíssimo lhe deu. Após a conversão, permanecemos por aqui para fazermos as mesmas obras realizadas pelo Mestre nos dias do Seu ministério terreno (Jo 14.12).

Caso você não assuma sua autoridade em Jesus, os demônios atuarão em seu viver assim como fazem na vida de quem não é salvo. O Pai não será glorificado se você não se fizer respeitar. Então, provavelmente continuará entrando na fila da sopa e recebendo roupas usadas e outros benefícios que a sociedade oferece. Ora, são os perdidos que têm de receber algo da sua mão, pois você é luz – solução – para eles.

Que posição privilegiada lhe foi dada no Filho de Deus! Você foi feito sacerdote do único e verdadeiro Senhor (Ap 1.6). A qualquer hora, entre na presença divina e ministre em Nome dEle. Veja se isso tem ocorrido com você; caso não tenha feito uso das suas prerrogativas em Cristo, já está na hora de assumi-las. Não há mágica na fé, mas muito trabalho a ser desempenhado.

O seu ministério é duplo: você foi constituído sacerdote e rei. É ministro do Rei dos reis sobre tudo o que diz respeito à vida e à piedade (2 Pe 1.3). Portanto, não deixe para amanhã nem fique chorando diante do Pai a fim de que Ele tenha misericórdia de você e o ajude. Você já possui a unção necessária para fazer valer os seus direitos. Afinal, sua dupla ordenação o capacita a executar a justiça divina.

O entendimento da Palavra de Deus é a maior riqueza que um mortal pode ter, pois, com ele, tem condições de livrar qualquer pessoa do pecado. Ao abrir a boca para executar sua missão, coloque o poder do Altíssimo em ação. De você se espera muito mais do que imagina; na realidade, a riqueza que você deve entregar é o seu próprio alimento.

Você se gloriará em Cristo ao entregar aos perdidos a glória com a qual Deus o revestiu. Ele decretou que as palavras poderosas que curam doentes, salvam pecadores e libertam os oprimidos têm de sair da sua boca. Experimente cumprir a sua chamada e veja como você viverá melhor!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

O SENHOR NOS DEFENDERÁ

Porque eu ampararei esta cidade, para a livrar, por amor de mim e por amor do meu servo Davi.

Isaías 37.35

Em sua prepotência, Senaqueribe – rei da Assíria – insurgiu-se contra Judá, mas os servos de Deus oraram e se tornaram invencíveis. A resposta divina a Ezequias, por intermédio do profeta Isaías, mostrou por que o Senhor também nos defenderá. Você é propriedade divina (1 Pe 2.9 – ARA), membro do Corpo de Cristo. Por isso, assim como Deus não Se esqueceu da promessa de abençoar os descendentes de Davi, Ele fará o mesmo por você.

Em virtude do sucesso de Senaqueribe contra várias nações, ele pensou que também derrotaria os servos do Senhor. O diabo, que sempre fez os povos acreditarem que o deus que cultuavam lhes dava vitórias, encheu o coração daquele perverso governante para afrontar o verdadeiro Deus. O seu erro, porém, foi pensar que o Todo-Poderoso era igual aos falsos deuses de diversos povos.

Ora, basta clamarmos ao único e verdadeiro Deus para que Ele nos livre do inimigo, ainda que este se considere onipotente. Pelos olhos da carne, não havia escape para o reino de Judá, a não ser capitular, mas a resposta divina não só confortou o povo do Senhor, como também solucionou seu problema.

Deus afirmou que defenderia Judá por amor a Ele mesmo e a Davi. É dessa maneira que Ele também age em nosso favor: por amor a Ele – por sermos propriedade particular do Senhor, tendo sido adquiridos pelo sangue de Jesus – e por amor a Cristo, pelo alto preço que pagou para nos resgatar. Portanto, não há o que temer.

Sendo de Deus, podemos descansar em meio às ameaças do inimigo. Na verdade, diante do poderio que o Inferno usa para nos ameaçar, quer com uma doença aparentemente incurável, quer com um mal que se apresente como insolúvel, o Senhor prepara uma mesa para nós (Sl 23.5). Portanto, não tema, pois a resposta de Deus, como fez por intermédio do profeta Isaías, confortará seu coração e derrotará o adversário.

O Altíssimo Se alegra em cumprir Suas promessas e jamais Se esquece delas. Além disso, somos herdeiros de cada uma. Então, não há por que nos desesperar; basta orarmos para que Ele nos dê a direção certa.
Não esqueça de que você é membro do Corpo de Cristo, e, por isso, o Senhor não o abandonaria à própria sorte – assim como você não permitiria, por exemplo, que uma infecção tomasse conta de seu corpo, e, caso isso ocorresse, não se recusaria a um tratamento médico, não é mesmo? Ora, ninguém gostaria de perder algum órgão, menos ainda um vital! Como o Altíssimo também ama Seu Corpo, se necessário for, Ele enviará um anjo para destruir quem o ameaça.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

terça-feira, 24 de abril de 2012

LIÇÃO PARA OS CRENTES PESSIMISTAS

Ele ama a justiça e o juízo; a terra está cheia da bondade do SENHOR.

Salmo 33.5

Parece contradição, mas há crentes pessimistas, e essa condição os leva a viverem nas mãos dos demônios, sofrendo todos os seus terrores. Na verdade, os servos do Altíssimo não deveria ter esse sentimento, pois o Altíssimo declara que em todas as coisas eles são mais do que vencedores (Rm 8.37), pois podem encontrar a bondade do Senhor, presente por todos os lados, como o ar que respiram.

Não há razão para uma pessoa salva temer os dias maus, uma vez que ela tem Jesus como seu Pastor e, por isso, não tem falta de nada. Contudo, se por acaso, algo lhe falta, é bom que ela faça um autoexame para saber se a Palavra tem ocupado o primeiro lugar em sua vida.

Como pode alguém recriado em Cristo e feito por Ele sacerdote e rei para Deus (Ap 5.10) deixar-se levar pelas mentiras do inimigo, achando que é desqualificado para a obra? Ora, quem olha para a Palavra de Deus vê que Ele não deu aos Seus filhos o espírito do pessimismo; ao contrário, os que são do Senhor têm promessas e declarações que lhes garantem vitória certa nas batalhas, e a única coisa com que se devem preocupar é se estão ou não firmes na fé em Jesus.

Ao dizer que o Senhor ama a justiça, a Escritura declara que temos de ser positivos em exigir o cumprimento dos nossos direitos; por isso, é nosso dever executar a justiça. Tudo o que está escrito nas Páginas Santas garante que o diabo não nos vencerá. Portanto, não há necessidade de implorar que o Pai nos abençoe.

Quando o cristão assume seu lugar em Jesus e determina o que a Bíblia diz a seu respeito, imediatamente vê seu problema desaparecer. Esteja certo de que, por você não ocupar sua posição no Reino do Pai, o maligno obtém sucesso em atacá-lo. Ora, sendo filho de Deus, você tem a Palavra de Cristo a qual diz que tudo o que pedir – determinar em Seu Nome – ser-lhe-á feito (Jo 14.14).

Quem se deixa enganar pelo espírito do pessimismo descobre que sua força é pequena. O contrário também é verdade. Então, seja o que for que o convença de que não existe saída para sua dificuldade, não creia. Fixe seus olhos no que Jesus tem dito, sem temer as mentiras lançadas pelo maligno.

Basta olhar para todos os lados e ver o quanto o Altíssimo tem sido bom para com aqueles que confiam nEle. Ora, com você não será diferente! Os que confiam nas benditas palavras do Senhor conseguem um poder que os faz agir como se fossem pessoas de outra raça. A unção divina sobre sua vida lhe dá as mesmas prerrogativas que Jesus possuía quando estava conosco em Seu ministério terreno.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

domingo, 22 de abril de 2012

FAÇA A SUA FÉ SER OUVIDA

Por isso, também eu, tendo ouvido da fé que há entre vós no Senhor Jesus e o amor para com todos os santos.

Efésios 1.15

O Senhor deu a cada um dos Seus filhos uma fé preciosa, a qual precisa ser colocada em ação para os outros se beneficiarem dela. A fé que há em você está em Jesus, mas, para você desfrutar da vida abundante que Ele trouxe (Jo 10.10), sua confiança nEle precisa ser posta em ação. Cuidado com os demônios, pois eles querem roubar o que lhe foi dado.

A fé que Deus concedeu a cada um dos Seus filhos não deve ser deixada sob a mesa, mas em um lugar alto, para que todos possam ser beneficiados com ela. Quem não deixar sua fé brilhar não será recompensado com uma confiança ainda maior. Já os que estenderem para alguém mais o que têm recebido dos Céus viverão abundantemente, pois àquele que tem para dar muito mais será dado.

Com sua fé em ação, o poder divino passa a operar. Então, o que lhe parecia impossível torna-se possível, pois a mão divina agirá não só em prol daqueles a quem você ministrar, mas também em seu favor. As Escrituras afirmam que quem leva a preciosa semente sempre volta trazendo os seus feixes (Sl 126.6). Somos escolhidos para fazer a divina vontade em qualquer tempo e lugar, e em prol de todos.

A fé que há em você não está solta no ar, mas, sim, atrelada a Cristo. Ela tem a total capacidade de operar o que a Palavra declara, por isso os que são de Deus jamais devem acreditar no inimigo, o qual tenta convencê-los de que seus problemas não têm solução. Ao contrário, quem confiar no Altíssimo verá que Sua mão não está encolhida a ponto de não salvar nem operar (Is 59.1).

Ninguém desfrutará da vida abundante trazida por Jesus se a fé que lhe foi dada não for posta em ação. O que Deus nos concede deve ser usado para produzir frutos. No entanto, quem frustrar o Senhor também será frustrado um dia. Somente os que confiam nEle e, por isso, põem em operação o poder divino conseguem usufruir de tudo o que o Senhor tem para eles.

Não brinque com os espíritos malignos. Eles dizem que você é diferente das demais pessoas; que, para você, não há solução e seu problema não será resolvido – isso porque o adversário cega o entendimento de quem não crê em Deus. Em qualquer situação, creia que é mais que vencedor, pois em você já opera o amor divino, o qual, assim como a fé, é igualmente precioso.

Esse amor que Deus lhe concedeu não é um mero jogo de palavras, mas real. Com ele, você está capacitado a realizar a mesma obra que o Mestre fazia durante Seu ministério terreno. Por isso, não há nem haverá problema insolúvel, doença incurável ou pecado imperdoável. Deixe a sua fé e o amor de Deus falarem por você.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

sexta-feira, 20 de abril de 2012

UM SERVO OBEDIENTE

Certamente, que não entrarei na tenda em que habito, nem subirei ao leito em que durmo; não darei sono aos meus olhos, nem repouso às minhas pálpebras, enquanto não achar lugar para o SENHOR, uma morada para o Poderoso de Jacó.

Salmo 132.3-5

A declaração que o Senhor fez a respeito de Davi não foi por acaso. Afinal, ao saber o que Deus queria dele, Davi logo fez disso a sua paixão, procurando e encontrando o que o Todo-Poderoso lhe mostrara. Não troque a oportunidade de fazer pelo Altíssimo o que Ele lhe tem falado, pois sempre será um privilégio realizar a obra para a qual você foi chamado.

As atitudes de Davi com relação ao Senhor, à obra e à sua chamada faziam dele um homem segundo o coração de Deus (At 13.22). Ao dizer tais palavras a respeito do filho de Jessé, o Altíssimo nos ensina um segredo: Ele deseja falar o mesmo de nós se também nos lançarmos em campo para cumprirmos Suas ordenanças.

O pastor de Israel não pensava duas vezes após ouvir de Deus o que deveria fazer; então, o que lhe era ordenado logo se tornava em uma séria paixão. De fato, a descrição feita nos versículos do Salmo 132 mostra-nos o valor que ele dava às ordens divinas. Não deveríamos ter menor atenção aos mandamentos pessoais que o Senhor nos dá, pois quem O amar será amado por Ele na mesma medida.

Tão logo O ouviu, Davi se pôs a procurar tal lugar; ele encontrou o que lhe fora mostrado, e, assim, o plano divino pôde ser cumprido. O Onipotente jamais lhe daria uma missão impossível de ser realizada. Portanto, independentemente da tarefa que lhe foi confiada, siga firme e esforce-se; quando você a cumprir, descobrirá o quanto vale alegrar o Criador. Sem dúvida, o próprio Senhor irá ajudá-lo a executar o que Ele pede.

A estupidez faz com que alguns troquem a ordem divina pelo que acham ser melhor para si mesmos. Porém, Deus jamais nos ordenaria a fazer algo para Sua obra que não redundasse em grande lucro. Ninguém é melhor do que você para cumprir o serviço que lhe foi destinado. No entanto, quando despreza a ordem celeste, seja qual for o motivo, joga fora a sua bênção, o que o levará a se arrepender, porém tarde demais.

Agrada a Deus quem Lhe obedece. Por outro lado, não alegra o Seu coração quem deixa de atentar para Suas palavras. Os que agirem assim verão outras pessoas serem levantadas para que a obra seja cumprida. Como ficará o rebelde por toda a eternidade? O que acontecerá com quem prejudica a obra do Altíssimo? Eu não queria estar no lugar dessas pessoas!

Temos de envidar todos os esforços para cumprir o que nos coube no ministério do Mestre, pois, além do privilégio de poder trabalhar na obra de Deus, os que ouvirem a Sua voz serão chamados de bem-aventurados (Lc 11.28).

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

quinta-feira, 19 de abril de 2012

OS TEUS TERMOS DEVEM SER PACIFICADOS

Ele é quem pacifica os teus termos e da flor da farinha te farta.

Salmo 147.14

Podemos comparar-nos a uma terra com muitos termos: somos um espírito, que possui uma alma e mora em um corpo. Temos sonhos, desejos, vontade de constituir uma família abençoada etc., e todas essas partes têm de ser pacificadas, ou então não teremos sossego.

A nossa diversidade é grande. Há áreas em nós que precisam ser cuidadas para que o inimigo não assuma nenhuma delas, pois, se em alguma parte houver a intromissão das forças do mal, elas progredirão até nos tomar por inteiro. Tudo o que o homem possui deve bendizer o Nome do Senhor. Portanto, quem não cuidar de todo o seu território verá que o prejuízo pela sua displicência ou preguiça será grande demais.

O homem é composto de três partes: corpo, alma, espírito. A verdadeira pessoa é a parte espiritual, que, mesmo sendo eterna e já tendo nascido separada do Senhor, precisa passar pelo novo nascimento, pois, do contrário, não poderá ver o Reino de Deus nem entrar nele (Jo 3.3). A alma seguirá o espírito no seu destino eterno; já o corpo se depauperará e voltará ao pó, de onde foi formado (Jó 10.9).

Não há um ser humano que não tenha planos para alcançar metas e conquistar muitas bênçãos; no entanto, a sua vontade deve submeter-se à do Senhor. Quem se achar capacitado para viver sozinho verá, no final, que agiu erradamente. Por outro lado, os que se submeterem ao Altíssimo jamais se arrependerão, pois verão que sua atitude foi a mais sensata. De fato, quem se entrega ao Criador e faz a Sua vontade recebe o que há de melhor, pois tem nas Escrituras a direção para que não se lamente no final dos dias. Estando, portanto, dentro do plano divino, todos os nossos termos serão pacificados – isso significa que não haverá perturbação alguma em qualquer setor do nosso viver.

Sem a flor da farinha – a Palavra do Senhor –, não teremos o Pão. Ora, o alimento certo para a alma de qualquer pessoa é a revelação da santa Palavra. Sendo nutrido por esse Pão, o nosso espírito se torna forte o suficiente para enfrentar qualquer revés, lutar e vencer; desse modo, o Altíssimo será glorificado com nossos atos.

O Pão que recebemos é parte da natureza de Deus, o qual não O dá com escassez, mas, sim, com abundância. Só fica sem o Alimento celeste quem não busca na Bíblia a direção certa; porém, esses que O desprezarem jamais terão parte com Jesus. Cumpre a cada um dedicar-se ao serviço divino, buscar o Altíssimo e suplicar pelo Pão eterno a fim de que jamais seja derrotado.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

domingo, 15 de abril de 2012

OBREIROS DA INIQUIDADE

Acaso não têm conhecimento estes obreiros da iniquidade, os quais comem o meu povo como se comessem pão? Eles não invocam a Deus.

Salmo 53.4

A mensagem do Evangelho, quando anunciada pelos enviados do Senhor, tem o poder de chamar todos os perdidos à conversão. Ela faz com que os piores pecadores se arrependam e passem a viver na presença de Deus. Com isso, a vida de erro é mudada e, em santidade, a pessoa passa a servir ao Senhor.

Os primeiros dias de um novo convertido são lindos, pois ele é tão puro como os bebês recém-nascidos. Entretanto, com o passar do tempo, alguns não vigiam e voltam a ser enganados e dominados pelo maligno, visto que, da mesma forma que o diabo tentou Jesus em tudo, ele tenta todos aqueles que são de Deus. Dessa maneira, quando alguém perde o temor do Senhor, mas continua a frequentar a igreja e trabalhar na obra, torna-se um obreiro da iniquidade.

Isso tem ocorrido desde o início do cristianismo. Os que praticam a iniquidade não têm nada de Deus; o que lhes interessa são outras coisas, menos obedecer ao Senhor da seara. Eles são como nódoas que mancham o trabalho mais santo que há no mundo. Um dia, eles dirão ao Mestre que expulsaram demônios, curaram enfermos e profetizaram em Seu Nome, mas a resposta será: Nunca vos conheci (Mt 7.23).

Para os obreiros da iniquidade, o povo de Deus é como uma propriedade, ou massa de manobra. Como pode alguém abusar da confiança que lhe é depositada? Ora, usar de engano em Nome do Senhor é algo realmente abominável, por isso o julgamento desses obreiros será severo. Se não nos considerassem como enviados do Senhor, as pessoas jamais nos contariam seus segredos ou confiariam no que lhes dizemos.

Se você conhece alguém que se encaixa como obreiro fraudulento, não se aproxime dele nem confie no fato de que Deus faz revelações a ele. Por essa pessoa não servir ao Senhor, o diabo poderá usar a vida dela da pior maneira. Então, se isso acontecer, quem pagará a conta ou ficará no prejuízo será você. A Bíblia diz que o enviado do Altíssimo fala as palavras dEle (Jo 3.34) e quem não fala segundo a Escritura nunca verá a alva (Is 8.20), pois nele não há luz. É certo que os tições apagados não servem para nada.

Por outro lado, as pessoas que, de fato, servem a Deus são mansas, humildes e, ao mesmo tempo, dedicadas à obra divina. O que lhes interessa é levar as Boas-Novas aos perdidos, cura aos doentes, fé aos caídos e dar a todos a paz que excede todo entendimento. Por esses obreiros você deve orar, a fim de que façam ainda mais em prol do Reino dos Céus.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

sexta-feira, 13 de abril de 2012

A MÃO DO SENHOR SOBRE VOCÊ

E a mão do Senhor era com eles; e grande número creu e se converteu ao Senhor.

Atos 11.21

Depois da perseguição, os cristãos foram espalhados por toda parte, porém não obedeceram ao Senhor completamente. Os irmãos de Chipre e Cirene foram mais nobres ao levar a Palavra para os gentios. Então, a mão de Deus entrou em operação confirmando a pregação deles com os sinais. O despertamento foi grande e levou muitas pessoas a crerem e a se converterem. É isso que o Todo-Poderoso quer que façamos nos dias de hoje.

Com a morte de Estêvão, o primeiro mártir do cristianismo, os crentes em Jerusalém se espalharam por todas as partes e, ao passo que fugiam da perseguição que se seguiu, anunciavam as Boas-Novas. Há quem diga que isso aconteceu por permissão divina, pois, do contrário, eles teriam permanecido aos pés dos apóstolos, e, com isso, as multidões que viviam longe não teriam ouvido a doce mensagem do Evangelho.

Um fato notório é que eles não faziam como o Senhor havia ordenado, pois pregavam somente aos judeus (v. 19). Desse modo, a ordem de Jesus não era cumprida fielmente. Ele havia ordenado que o Evangelho fosse ministrado a toda criatura. Hoje, para sermos obedientes a Deus, não podemos suprimir alguns grupos de pessoas, pois a ordem é pregar a todos, sem discriminação.

Não dá para acreditar que existem filhos de Deus com prazer na desobediência, mas existem. Porém, devemos sempre nos alegrar em Lhe obedecer. Os irmãos de Chipre e Cirene, por exemplo, foram zelosos em cumprir a ordem divina à risca e, por conta própria, levaram a Palavra aos gentios. O resultado foi que multidões se converteram. Ah! Se o mesmo acontecesse conosco hoje. Ah! Se levássemos a bendita Semente aos perdidos...

O sinal de que estamos agradando a Deus se dá quando testemunhamos a divina mão operando milagres, curas e prodígios. Quando as pessoas aprenderem acerca do que lhes pertence em Cristo, viverão o que o Evangelho do Reino dos Céus realmente é. Existe uma grande diferença entre a doutrina do homem – preceitos de qualquer religião ou igreja – e a verdadeira mensagem que Jesus nos enviou a pregar.

A fé daqueles irmãos fez aquela região ser “sacudida” pelo poder divino. Com isso, milhares de pessoas deixaram suas religiões mortas para adorar o Cristo vivo. O que Jesus fez por intermédio deles foi o mesmo que teria feito se estivesse fazendo a obra de Deus pessoalmente. Para o Senhor operar, é preciso obedecer ao Seu Ide.

Ninguém pode criar um substituto para o Evangelho, não há tal possibilidade; ele é único e, com ele, você pode realizar a perfeita vontade de Deus. O Altíssimo espera que você seja um servo verdadeiro, fazendo o mesmo que aqueles irmãos fizeram, e, então, a mão dEle operará em sua vida.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

quinta-feira, 12 de abril de 2012

A DOR E O ESCAPE DO PECADOR

Confessei-te o meu pecado e a minha maldade não encobri; dizia eu: Confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado.

Salmo 32.5

O pecado, ao ser praticado, pode ser prazeroso, dar alegria, mas, logo a seguir, a pessoa que o comete percebe que ele é pesado demais, desastrado e só traz confusão e dor. Foi o que Davi provou ao pecar. No entanto, o salmista não só sentiu o peso do pecado, mas também o valor do perdão divino e só voltou a desfrutar da vida quando o alcançou. É bom que a convicção do Espírito Santo nos faça sentir miseráveis, pois isso é o que seríamos para sempre sem o arrependimento e a confissão.

Davi passou por momentos cruéis e dolorosos, por isso tudo para ele se tornou um fardo grande e insuportável. Que a mão dEle sempre pese sobre todos os que se desviam! Ora, nas situações em que não houver paz nem comunhão com Deus, tampouco portas e janelas dos Céus abertas, quem cair no erro terá a chance de se arrepender, porque ter um coração contrito é o único meio de se livrar do erro (At 8.22). Só existe livramento para quem confessa e abandona o pecado.

Esse assunto é mais sério do que imaginamos. Por causa do pecado, por exemplo, há quem perca tudo o que adquiriu durante anos de trabalho árduo. A pessoa que esconder sua iniquidade verá que sua estrutura espiritual e, em alguns casos, a física também, irá tornar-se seca, dura e quebradiça, pois envelheceu. Só há vida para quem respeita o Senhor – cumpre os mandamentos (Jo 14.21). É dessa forma que a comunhão com Deus é restabelecida.

É possível notar quando a pessoa está em pecado, pois até humor dela é atingido. O pecador não tem paz, está sempre nervoso, agitado e, em todos os momentos, fere os outros com palavras, acusa-os sem que haja o mínimo de procedência à sua cisma, e o pior é que não consegue desfrutar das boas coisas que foram preparadas por Deus. Certamente, aquele que retém o pecado vive à margem da fé, sempre em sofrimento e desconfiança.

Ao ser convencido de que seu erro era a causa do estado miserável em que vivia, Davi começou a planejar sua confissão. Então, declarou que confessaria sua transgressão. O dia chegou, e ele fez o que era certo diante do Altíssimo. Ao agir assim, o salmista foi perdoado, sua paz voltou, e a alegria inundou seu coração, pois Deus lhe perdoara.

Não importa qual tenha sido seu erro; se você não o confessar, jamais será libertado da opressão que tomou conta do seu ser. Quem se acertar com o Senhor verá que sua vida mudará por completo, e, com isso, a alegria e a vontade de viver voltarão. Então, faça isso agora!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

quarta-feira, 11 de abril de 2012

UM DIA, VOCÊ SERÁ COLHIDO!

Não colhas a minha alma com a dos pecadores, nem a minha vida com a dos homens sanguinolentos.

Salmo 26.9

Não se iluda com as coisas do mundo, pois elas não são eternas. Sabendo disso, vale lutar para obter riquezas, se elas terão fim? Na verdade, o importante é viver na presença de Deus, mas poucas pessoas se dão conta disso. A vida é tão breve que cada minuto deve ser vivido na presença do Senhor. Quando tudo aqui acabar, o que você fará? Se tiver rejeitado o conselho divino, o que lhe acontecerá quando sua alma for colhida?

A pergunta é simples, mas profunda: ao lado de quem você passará a eternidade? Quem agora não tem tempo para pensar nisso encontrará bastante tempo para se lamentar, uma vez que para onde irá, e de lá não sairá, irá arrepender-se muitíssimo. O fim dos que se mantêm rebeldes à voz de Deus será muito triste, pois serão afastados da felicidade eterna; o pior é que não haverá segunda chance. Quem desprezar o divino chamado se destruirá para sempre.

A única explicação para você rejeitar o plano da salvação é a de que perdeu o temor de Deus. Como alguém em sã consciência continuará cometendo pecado, se isso o levará a ficar para sempre separado do bem e entregue ao suplício eterno? Escreva isto: se você não amar o Senhor, não será amado por Ele no Grande Dia. Todo aquele que se dedicar a fazer o que o diabo gosta terá como destino o Inferno, onde experimentará tormentas sem fim.

Seja sábio, sensato e raciocine: ao lado de quem você estará na eternidade? Compensa desfrutar o prazer do pecado e, por causa disso, ir para a perdição? Não seria melhor entregar-se ao bom Pastor? Por que não servir ao Senhor Jesus, submetendo-se à Sua vontade, se Ele é bom e quer seu bem. Por que não honrar Aquele que o honrará também? Tome a decisão certa agora, e Deus mudará seu destino.

Dê um futuro glorioso à sua alma; assim, você ficará ao lado daqueles que se esforçaram em seus dias e serviram a Deus. Não deixe para depois, mas tome a decisão que mudará seu endereço eterno. Por que ser lançado com os derrotados, aqueles que preferiram o erro à justiça de Deus, se você pode ir para o Céu e viver ao lado de Abraão, Moisés, Davi, Elias, Paulo e, principalmente, ao lado de Cristo?

Não se engane: mais cedo ou mais tarde, sua alma será colhida, e a sua decisão determinará onde ela será colocada. Neste momento, use sua língua e escreva seu destino com a pena de um destro escritor. Com Jesus, você terá um futuro maravilhoso.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

segunda-feira, 9 de abril de 2012

A DIFERENÇA ENTRE O QUE É DE DEUS E DO HOMEM

Os preceitos do SENHOR são retos e alegram o coração; o mandamento do SENHOR é puro e alumia os olhos.

Salmo 19.8

Sob a perspectiva humana, nem todas as religiões são más. Em certo sentido, onde não chegou a Palavra de Deus, elas são necessárias para que as pessoas não façam o que lhes vem à cabeça. No entanto, nenhuma delas consegue dar a salvação, ou o perdão de pecados para seus adeptos. Já o Evangelho não é religião, mas tem o poder de fazer de quem O segue um bom cidadão e conceder a salvação eterna a quem nEle crê.

Os preceitos considerados bons servem somente para manter os que os cumprem dentro da normalidade social. Por fazerem parte de um código religioso, não dão merecimento algum diante de Deus. Por essa razão, temos de pregar as Boas-Novas a toda criatura. Se derem ouvidos à Palavra de Deus, as pessoas terão acesso às bênçãos, bem como à libertação do pecado e da perdição eterna.

Existe grande diferença entre os ensinos dos homens e os de Deus. Os dos homens nem sempre são retos, mas os do Altíssimo sim, por isso as pessoas que seguem as regras divinas descobrem que não poderia haver nada mais perfeito do que estas. Entretanto, quem se guia por normas religiosas sempre o faz por medo de ser punido se desobedecer a elas. Já os que cumprem as regras do Pai o fazem de bom coração, pois estes lhes dão alegria.

O mesmo se pode dizer a respeito dos mandamentos divinos e os dos homens. Tudo o que é criado pela religião, além de místico, é ameaçador. Porém, as ordens de Deus são puras e quem as segue vive em paz e também descobre que se tornou mais inteligente e sábio ao praticar a Palavra do Senhor. O entendimento dos cristãos a respeito de tudo é infinitamente maior e melhor do que o de qualquer religioso.

A melhor coisa que alguém pode fazer na vida é obedecer de coração ao que Deus diz. Aqueles que agirem dessa maneira chegarão ao final da vida com alegria, sem medo de serem condenados no grande Dia. No entanto, os religiosos esperarão que o Altíssimo seja bondoso com eles, embora não tenham conseguido cumprir os mandamentos. Quem crê no Evangelho passa da morte para a vida (Jo 5.24).

Não há opção: ou você crê no que o Criador declara, ou se perderá para sempre. Se isso não fosse verdade, Deus não poderia ser tido como verdadeiro, e, se assim fosse, estaríamos perdidos para sempre. Contudo, a recompensa para quem crê é ver a glória do Senhor.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

sábado, 7 de abril de 2012

GRAVE ADVERTÊNCIA

Os homens de Nínive se levantarão no Dia do Juízo com esta geração e a condenarão; pois se converteram com a pregação de Jonas; e eis aqui está quem é maior do que Jonas.

Lucas 11.32

Nínive, capital da assíria, aparentemente era difícil de se dobrar diante do Senhor. Seus habitantes eram bárbaros e, por isso, não tinham respeito pelas pessoas, tampouco temor ao único e verdadeiro Deus. No entanto, a unção que estava sobre Jonas fez com que eles fossem sensíveis à voz do profeta de Deus. A lição que fica é que, quando Deus opera, não há quem possa impedi-lO (Is 43.13).

Não devemos escolher onde pregar. Lugares prósperos podem ser agradáveis a quem vive na carne; pessoas bonitas, bem vestidas e educadas fazem bem aos que não vivem em Espírito. Contudo, o homem de Deus deve seguir as orientações do Senhor, e não os clamores da carne apodrecida – desta quem gosta são os urubus. O coração que é dirigido pelo Altíssimo não escolhe o local nem a quem ministrar a Palavra; a escolha deve ser do Senhor.

Observei muitas vezes, em meu ministério, que é mais fácil ganhar para Jesus os maiores pecadores do que os religiosos. Estes se escondem atrás de rituais, preceitos inventados pelos homens e outras práticas; já os que vivem no erro, quando são colocados debaixo da convicção do Espírito Santo, desesperam-se, pois sabem o que lhes poderá acontecer se, como os náufragos, não agarrarem a tábua que lhes é atirada.

Jonas temeu porque deixou o diabo falar das coisas negativas. O mesmo ocorre com qualquer pessoa que tirar os olhos do que Deus declara. A verdade é que o Senhor jamais nos dirigiria a fazer algo que Ele já não tivesse preparado. Nem sempre Ele precisa de mártires, porém há casos em que sim. Quando se fala em missões, o demônio logo vem convencer aquele que foi chamado de que poderá perder a vida em tal empreitada.

Todo enviado de Deus possui a virtude do Altíssimo sobre si. Jonas não sabia disso, por isso fugiu, foi engolido pelo grande peixe e quase perdeu a vida. Quando resolveu obedecer à ordem divina, percebeu que os assírios não eram diferentes das demais pessoas do mundo. Na verdade, quando Deus opera, a obra é facílima de ser realizada.

É importante não mudar o foco da mensagem nem a maneira de executar a missão; basta seguir o exemplo do Senhor, e a obra será feita com sucesso. Afinal, o verdadeiro enviado de Deus sempre falará de acordo com as Escrituras.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

quinta-feira, 5 de abril de 2012

TENHA FÉ

"Mas o justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que crêem para a conservação da alma."
Hebreus 10:38-39

Que hoje sua fé aumente, Deus não se agrada daqueles que não tem fé , dos que são murmuradores, não permita que pensamentos negativos , ou que sua mente fique confusa , permaneça no foco que é Cristo tenha fé .

Não retroceda naquilo que Deus te prometeu fique firme andando , não pare não estacione vá em frente.


Que o Senhor hoje te fortaleça e te traga alegria não olhe para o problema , foque somente pela fé que tudo sera transformado , ore profetize , declare a palavra .

Deus muda a sorte .


JANE CHAGAS

ORAÇÃO PROFÉTICA

Ouvi, SENHOR, a tua palavra e temi; aviva, ó SENHOR, a tua obra no meio dos anos, no meio dos anos a notifica; na ira lembra-te da misericórdia.

Habacuque 3.2

Deus jamais nos falaria algo por acaso. Quando Ele nos convence de que estamos caindo em pecado, devemos logo tomar uma posição contra aquilo que permitimos existir no coração, na mente, no sonho, no desejo etc. É preciso que nos desviemos do erro, ou, então, Ele não nos poderá guardar da obra nefasta que o diabo quer fazer em nós. Não somente se alarme com as advertências divinas, mas também faça algo.

Imagine um Ser que – tendo mais de 7 bilhões de pessoas para cuidar, sabe tudo e vê o que pensam todas elas, cuida dos animais, da natureza e de todo o Universo – vai até você e lhe fala algo! Diante disso, você deve tremer e obedecer. Os que não respeitam o Senhor assistem aos cultos, ouvem a Palavra, são convencidos pelo Espírito Santo, mas nada fazem para mudar a vida que levam. Um dia, descobrirão que ficou muito tarde para orar.

É importante clamar para que a obra de Deus seja avivada. Se os membros do Corpo de Cristo estiverem em verdadeira comunhão, ouvirão de Deus algo a nosso respeito e intercederão em nosso favor. Quando o Altíssimo fala com alguém sobre outrem é porque este já não Lhe dá ouvidos. Então, aquele que estiver avivado, ardendo de zelo santo, ouvirá do Senhor e intercederá, e, assim, a ira de Deus não nos atingirá.

Ore, ajude e também faça a obra divina, pois ela precisa ser conhecida. O dentista, por exemplo, que plantou a divina semente no coração de um paciente, talvez, esteja impedindo que este se torne alguém que lhe faça mal. Não importa quem seja seu próximo, cuide dele. E, ao partir, dê-lhe duas “moedas” – seu amor e a Palavra de Deus. Isso é obediência!

A oração de Habacuque foi direcionada pelo Senhor, e, da mesma forma que usou esse profeta, Deus está procurando intercessores, para que, quando estiver irado e pronto a executar o juízo, Ele possa ser misericordioso para com determinada pessoa. Mais um pouco e Abraão teria conseguido que milhares de vidas de Sodoma e das cidades vizinhas fossem poupadas. Suplicar pela misericórdia de Deus O fará usá-la em Suas decisões.

O Pai avivará a obra dEle em seu coração, mas é preciso achegar-se a Ele, orar e meditar sempre no que Ele deixou que você conhecesse em Sua Palavra. Esse é o segredo da sua vitória sobre o mal!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

quarta-feira, 4 de abril de 2012

É TEMPO DE EXULTAR

O SENHOR afastou os teus juízos, exterminou o teu inimigo; o SENHOR, o rei de Israel, está no meio de ti; tu não verás mais mal algum.

Sofonias 3.15

Da queda de Adão até a morte de Jesus na cruz do Calvário, tínhamos uma sentença lavrada contra nós, uma vez que o pecado cometido pelo primeiro casal no jardim do Éden nos afetou, separando-nos do Senhor. Tal punição seria eterna, pois não havia um justo que pudesse pagar o preço para nos resgatar da perdição. Porém, o Filho de Deus veio para nos substituir e, quando morreu no Calvário, pagou definitivamente o preço da nossa libertação. Hoje, quem O aceita como Salvador é salvo da condenação.

Já que a morte de Cristo nos aboliu do castigo eterno, não há mais nada que nos possa condenar. O santo, puro e imaculado Cordeiro de Deus morreu para que tivéssemos vida e, com Seu sangue, comprou-nos de volta para o Pai. Nada mais precisa ser feito, pois a dívida foi paga em sua totalidade. Dessa forma, quem aceita Cristo recebe o poder de ser feito filho de Deus (Jo 1.12) e, por isso, é liberto da influência das trevas e passa a viver em novidade de vida. Jesus mudou a nossa sorte para sempre!

Nenhum cristão deve ser tímido em desfrutar da vida abundante trazida pelo Senhor Jesus (Jo 10.10b), porque o que Ele fez em favor do homem não pode ser anulado. Por isso, os que recebem o Senhor Jesus estão livres do senhorio do diabo e passam a ser herdeiros de todas as promessas ao darem ouvidos à Palavra de Deus (Rm 8.17).

O profeta afirmou no versículo que o inimigo o qual nos afligia foi exterminado. Mesmo que o diabo queira levantar-se para nos oprimir de novo, não conseguirá, uma vez que Jesus não somente o venceu, mas também o aniquilou. A capacidade do diabo em voltar a nos dominar já não existe mais. Mesmo que ele o queira e, para isso se esforce, se o cristão confessar quem ele é no Senhor, Satanás não terá outra opção senão a de bater em retirada.

O melhor é que Jesus, o Rei dos reis, Rei do povo santo, está em nosso meio. Não precisamos subir montes para encontrá-lO nem fazer penitências, sacrifícios, entre outras práticas religiosas, a fim de alcançar o favor divino. Agora, quem nos poderá fazer algum mal, se o Todo-Poderoso está conosco?

Satanás, por ter sido exterminado para sempre, sabe que sua capacidade de fazer você errar acabou. Então, se ele tentá-lo, não ceda, mas resista a ele, repreendendo-o em Nome do Senhor Jesus; com isso, ele terá de fugir (Tg 4.7). Então, pela fé, assuma seu lugar em Cristo e passe a usufruir da vida abundante.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

terça-feira, 3 de abril de 2012

NÃO INQUIRA, VÁ

Pelo que, sendo chamado, vim sem contradizer. Pergunto, pois: por que razão mandastes chamar-me?        Atos 10.29

Os servos de Deus sempre obedecem às ordens do Altíssimo. Por isso, quando o Senhor disser vá, não pergunte por que nem faça outra coisa senão obedecer. Afinal, é um privilégio ser enviado pelo Altíssimo. Não importam o custo, o sacrifício ou os desafios que você tenha de enfrentar; Deus lhe fornecerá as ferramentas para cumprir seu chamado.

Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa (Nm 23.19), por isso Ele não enviaria alguém para alguma missão se não lhe preparasse o caminho e os recursos necessários. Os duvidadores crônicos fazem perguntas, o rebelde se recusa ir, e o tolo questiona se é ou não da vontade de Deus que ele vá. Contudo, o servo obediente diz: Eis-me aqui, envia-me a mim (cf. Is 6.8).

Não há coisa melhor do que ser escalado pelo Altíssimo para uma missão, mesmo que seja perigosíssima. Sendo Ele quem nos envia, o perigo torna-se inexistente. A pessoa que obedece recebe as credenciais de embaixador do Reino de Deus; logo, ela pode fazer tudo o que Jesus faria pessoalmente. A glória que o Senhor teria naquela obra, se Ele mesmo a fizesse, é a que terá o obediente servo.

Pedro não duvidou da história contada pelos soldados que lhe levaram o pedido de Cornélio, mas, como um ministro de Deus, quis ouvir do centurião a razão. Em casos semelhantes, ou não, certifique-se de que a autoridade o convidou. Existem pessoas que querem promover-se diante de seus superiores e, por isso, mentem para conseguir o sim; depois, conclui-se que suas palavras eram falsas.

Como servo do Senhor, esteja sempre pronto para atender à ordem dEle. Quando for enviado à batalha, porte-se como um soldado em missão. Não importam a hora, o desafio ou a quem você for enviado para ministrar, Deus o guiará em segurança. A unção sobre sua vida é a garantia de que você poderá usá-la a qualquer hora. Por isso, quando uma oportunidade surgir, cumpra-a com louvor.

O fato de Pedro conferir com Cornélio a razão de o haver chamado mostra que devemos ter dignidade na missão. É claro que ele respeitava o centurião no seu posto; porém, Pedro deveria ser respeitado como ministro de Cristo. Deixe claro que você é um ministro enviado pelo Rei dos reis.

A nossa chamada ministerial é um altíssimo privilégio que alcançamos, por isso não podemos deixar que ela seja banalizada. É evidente que desejamos que todos se salvem, mas, além da sabedoria que devemos ter para fazermos bem a obra, não podemos permitir que nos tratem como pessoas insignificantes, mas, sim, como representantes do Reino eterno de Jesus.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares 

domingo, 1 de abril de 2012

TENDO JESUS COMO AMIGO

O que ama a pureza do coração e tem graça nos seus lábios terá por seu amigo o rei.

Provérbios 22.11

A pureza do coração leva aquele que a possui a amar todas as pessoas sem distinção. Por isso, é preciso limpar o coração com a graça divina e tê-la em seus lábios. As pessoas que são puras e têm a unção de Deus são amadas e, consequentemente, têm como Amigo o Senhor Jesus. Ora, os amigos de Cristo são guardados e dirigidos pelo Santo Espírito o tempo todo.

O mundo necessita de pessoas que amem todos de modo igual, pois, assim, elas serão amadas como devem, e não pelo que podem dar. O que por muitos é chamado de amor, mas esconde um interesse mesquinho, é tapeação e obra maligna. Por causa disso, o mundo está cada vez pior; aquele que é enganado já não confia em mais ninguém e, às vezes, até tem dificuldades para confiar no Altíssimo.

Quem ama carrega uma pureza irresistível em seu interior, e essa virtude o leva a demonstrá-la a todos. Esses indivíduos são conhecidos pela maneira como falam, olham e agem. É fato que todos querem ser amigos de quem ama de verdade, pois sua maneira de ser encanta qualquer um. Por isso, peça ao Senhor que faça de você alguém com o coração cheio da graça divina e, assim, seja bem feliz.

Não é bom falar por falar; é necessário ser usado pelo Espírito de Deus. Portanto, vigie para que, sempre que tiver de dizer algo, a graça do Senhor esteja destilada em seus lábios. Então, terá cumprido um dos objetivos do Criador, porque Ele lhe deu a vida e Se revelou a você. Os filhos de Deus deveriam ser como uma extensão do Pai para justificar o que Deus fez em favor deles.

Pense bem: você se alegra quando encontra alguém de coração puro, não é verdade? Então, deixe que outros também se alegrem a seu respeito. Quem possui a unção divina em seus lábios faz um bem tremendo a quem passa pelo seu caminho. Devemos sempre bendizer e jamais permitir que da nossa boca saia algum julgamento ou condenação. Que a sua boca seja usada pelo Senhor para abençoar sempre!

Quem faz da sua vida um manancial de bênçãos descobre a maneira correta de ter o Filho de Deus habitando em seu coração. Isso não se refere àqueles que falam mansinho, mas, no coração, tem uma fera sempre em ação. Ter a graça nos lábios é falar o tempo todo sobre o que as Escrituras dizem, com amor, doçura e firmeza.

Os amigos de Jesus sempre fazem o que Ele ordena e não vivem para si, mas, sim, para o Senhor. Além disso, são guiados pelo Santo Espírito em tudo e, por isso, Ele pode guardá-los. Quem habita no Tabernáculo do Altíssimo é conhecido pelo modo como toma suas decisões, pelo olhar e pelo temor a Deus!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares