Seguidores

COM JESUS É POSSÍVEL SER FELIZ E VENCER TODO DIA

Quantas vezes nos sentimos sem rumo e pensamos não ter com quem contar. Jesus é o nosso melhor amigo.
Quando conhecemos a Jesus e a Ele nos entregamos descobrimos uma vida completamente nova que está
disponível a todas as pessoas.
Este espaço é um convite para conhecer e praticar o que a Palavra de Deus nos ensina durante todos os dias da nossa vida.


ESCREVAM !!!!!!!!!!!!!!!!!

Estou abrindo espaço para você que deseja orientação através do e-mail: conhecerdeusnapratica@outlook.com;

que será respondido na publicação no blog zelando a identidade da pessoa que será chamada de amiga.

Com isso as pessoas poderão ter minha orientação e de todos que acompanham o blog, recebendo desta forma maior apoio para resolução de seus problemas.

ESCREVAM !!!!!!!!!!!!!!!!!

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

VOCÊ É FILHO DE DEUS, VOCÊ TEM UMA HERANÇA EM CRISTO.

Somos herdeiros da promessa de Abraão em Cristo, tudo aquilo que o Pai tem é nosso e nada pode nos faltar.

"Eles se banqueteiam na fatura da tua casa; tu lhes dás de beber do teu rio de delícias" Salmo 36:8 e 9 (NVI)
O nosso Deus nos concede prosperidade, paz e tranqüilidade.

Nesta curta passagem pela terra não podemos nos dar ao luxo de desprezar as maravilhas de Deus, concretizadas para todos aqueles que crêem em Cristo Jesus.

De
us sabe que também temos necessidades de suprimento material e todo aquele que já foi enxertado como vara produtiva no reino recebe da herança divina de desfrutar da fartura de Deus.

Somos herdeiros da promessa de Abraão em Cristo, tudo aquilo que o Pai tem é nosso e nada pode nos faltar.

Mas qual o porquê de tantos sofrimentos, injustiças e opressões profissionais?
Qual o motivo de tanta exploração por parte do patrão?
como é possível hoje ganhar um salário de miséria que mal dá para o sustento e só faz acumular dívidas, se você antes ganhava tão bem?
Como pode um filho de Deus ser humilhado, ser chamado de incapaz e não comer com dignidade do fruto de todo o seu trabalho?

A opressão profissional e financeira vem quando não estamos bebendo da água da vida. Fora dos mananciais divinos bebemos das águas de rios poluídos e fétidos. E o pior de tudo é que nesta situação não é Deus quem dirige os nossos passos.

"O meu povo cometeu dois crimes: eles me abandonaram, a mim, a fonte de água viva; e cavaram as suas próprias cisternas, cisternas rachadas que não retêm água." Jeremias 2:13 (NVI)

1º erro grave: VOCÊ ESTÁ LONGE DE DEUS. Você abandonou a Deus na prática ou em seu coração? Desanimou? Cansou? Já não O tem buscado com sinceridade em todas as suas aflições? Não consegue mais reconhecer e agradecer os benefícios de Deus em seu favor? Se sim, Certamente está com uma sede imensa, ou seja, está vivendo escassez, privações, incertezas e muitas humilhações e isso não é plano de Deus para você.


2º erro grave: NADA DO QUE VOCÊ FAZ TEM RESULTADOS BONS E DURADOUROS. Você tem feito tudo somente com a força do seu braço? Não crê numa nova vida profissional e financeira que Ele tem e quer te dar? É Deus quem prepara para você a dar a volta por cima e não a sua força própria.

Você é um filho de Deus e todo o filho participa da herança do seu Pai. O testamento divino em Cristo é pleno de abundância e se você é filho de Deus tem que participar deste rio de águas vivas onde há alegria, progresso, fartura.

Como participar da vida plena de Deus?

Jesus lhe respondeu: "Se você conhecesse o dom de Deus e quem lhe está pedindo água, você lhe teria pedido água e ele lhe teria dado água viva." João 4:10 (NVI)

Solução que muda tudo a partir de hoje:

Peça hoje mesmo que Jesus lhe dê a água viva, pois quem pede recebe. Diga que você quer beber dos rios de Deus onde não há falta de nada. Afinal de contas você não é filho de Deus? Se é filho de Deus você tem esse direito: exerça-o.

Peça a ele que quebrante o coração dos seus chefes e patrões e que lhe conceda as oportunidades abençoadas que um filho de Deus já tem direito através do sacrifício de Cristo na cruz.

Peça para participar do banquete farto que só há na presença de Deus.

Peça para beber do rio de delícias que Deus já lhe preparou.

Eu creio, em Nome de Jesus, que a sua resposta virá rapidamente e que a vida nova de Deus que já está preparada para você invadirá a sua vida, para que você pare definitivamente de sofrer e que a sua alegria se cumpra.

"Vejam, estou fazendo uma coisa nova! Ela já está surgindo! Vocês não a reconhecem? Até no deserto vou abrir um caminho e riachos no ermo." Isaías 43:19 (NVI)

Plante no seu coração essa verdade: "Eu sou filho de Deus, eu bebo das Suas águas vivas e sou participante da Sua herança abundante. Eu vivo a plenitude de Deus e eu não abro mais mão disso. Em Nome de Jesus."

Que as bênçãos concedidas a você sejam vistas por muitos ao seu redor e que elas sejam prova viva e incontestável do poder de Jesus e testemunho frutífero do reino dos céus para os seus próximos.


Em Nome de Jesus.


Mônica Gazzarrini


Renascida em Cristo desde 2004, estudiosa do Evangelho, autora dos livros "Como conhecer Deus na prática - Tudo o que você queria saber sobre a caminhada com Deus" Volume 1 e Volume 2

Copyright 2008 © – by Mônica Gouvêa Sgarbi Gazzarrini.



NÃO DEIXE QUE SEUS OSSOS ENVELHEÇAM!

Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio. Confessei-te o meu pecado e a minha iniquidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a iniquidade do meu pecado.” Salmo 32.3-5




O rei Davi foi usado para nos deixar boas lições. Uma delas diz respeito àquilo que o pecado não confessado fez na vida dele. A tentação vem, porém, se não a aceitarmos, não teremos cometido pecado. O Espírito de Deus luta conosco para que não caiamos em tentação, mas, uma vez tendo sucumbido a ela, não nos resta alternativa a não ser nos arrependermos, confessarmos o nosso erro e, se for o caso, fazermos a restituição.

Enquanto Davi não confessou suas transgressões, ele viu a sua estrutura envelhecer. Não importa a sua idade, se você for um servo de Deus e não deixar pecado encoberto em seu coração, irá manter-se jovem na aparência, no humor e no trato com as demais pessoas. Persistir nos erros faz com que seu espírito envelheça. A sua alma irá bramir, gritando todo dia, pois ela não quer ir para a perdição eterna.

Esse bramido ocorria porque a mão do Senhor pesava sobre Davi. Ainda hoje, Deus faz a mesma coisa com a pessoa que erra, pois, por amá-la, Ele sabe que, se ela não se livrar da transgressão, não conseguirá escapar da condenação, a qual é inevitável. Quem não se acerta com o Pai vive um dilema muito grande. De um lado, deseja ir para o Céu, mas, do outro, a vergonha ou algum orgulho bobo o faz esconder o erro.

Davi percebeu que até seu humor fora afetado. Depois de pecar, o interior desse rei se parecia com a terra quando não chove: seca e quebradiça, pois nela não há vida. Quando isso acontece, o indivíduo já não tem mais prazer em seu viver, fica enjoado, mal-humorado, ranzinza, e as demais pessoas se afastam dele. Isso é um sinal que o Criador colocou em nós para que não escondamos o pecado e o confessemos para nos livrarmos dele.

Ao tomar consciência da sua iniquidade, Davi fez o que era certo: confessou-a, e a sua maldade não escondeu. Ele assumiu que errou, mas não mentiu dizendo que foi de uma hora para outra, ou que não planejou aquilo. O rei disse ao Senhor que o seu erro era doloso, maldade mesmo, como o de alguém que quer praticar atos inconsequentes. Seja sempre verdadeiro e não ponha a culpa pelas suas transgressões em ninguém. Se você deseja ser limpo, abra o coração e confesse tudo.

Davi passou a dizer a si mesmo que confessaria seu pecado a Deus. Então, chegou o tempo de se colocar em comunhão com o Senhor, abrir a boca e fazer a confissão. Agora é o momento mais propício para você abrir o seu coração e confessar ao Senhor o seu erro. Enquanto você está lendo esta mensagem, o Espírito de Deus está falando ao seu coração. Ele lhe perdoará as faltas se você for honesto. Há casos em que você terá de procurar aquele a quem ofendeu e também se confessar a ele. Foi o Altíssimo quem convenceu Davi de seus erros, e, depois da sua confissão, perdoou as transgressões daquele rei. Seja sincero, e o Senhor fará o mesmo por você (1 Jo 1.9).



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

O PEDIDO DE SALOMÃO A DEUS.

Como agiríamos se tivéssemos o próprio Criador nos perguntando agora: 'Pede o que queres que eu te dê.'

"Dá-me pois agora sabedoria e conhecimento" 2 Crônicas 1.10a

Deus havia prometido o reino de Jerusalém a Salomão, e assim ocorreu, sucedendo a Davi, seu pai.

Salomão sabia que estava dentro do caminho de Deus para ele, se esforçou no seu reino, Deus era com ele e Deus o engrandeceu sobremaneira. (2 Crônicas 1.1)

O filho de Davi não tinha dúvidas dos sonhos de Deus a respeito dele. Sabia o que Deus esperava dele e esforçou-se em sua meta divina: ser rei.

A obediência às expectativas de Deus a nosso respeito tem como resultado a atração da presença divina para nós e como resultado somos exaltados e engrandecidos por Ele nestas atribuições.

Quando obedecemos Deus vem para ficar conosco e nos levantar e foi o que Salomão fez. Não ficou com medo do irmão, rival ameaçador ao trono, e nem assumiu o seu posto de qualquer jeito: Salomão se esforçou para reinar para Deus e também reconheceu que era Deus quem o firmara como soberano do povo de Israel.

Como conseqüência à sua obediência, esforço dentro do ministério que Deus lhe dera e fidelidade ao Pai, ele atraiu ao próprio Deus, que lhe apareceu perguntando-lhe o que queria que Ele lhe desse.

Como agiríamos se tivéssemos o próprio Criador nos perguntando agora: "Pede o que queres que eu te dê."

O que haveria de fato no nosso coração? riquezas? bens? honra? a morte dos que nos odeiam? muitos dias de vida?

Não foi o que Deus encontrou ao sondar o coração de Salomão. Ele encontrou um pedido sincero de capacidades para levar a bom termo o seu reinado, ou seja, pediu dentro daquilo que Deus já havia prometido a ele através de Davi.

"Dá-me, pois, agora, sabedoria e conhecimento, para que possa sair e entrar perante este povo; pois quem poderia julgar a este tão grande povo?"

O pedido de Salomão a Deus estava de acordo com aquilo que Deus lhe comissionara a fazer e, assim, foi atendido. "E deu Deus a Salomão sabedoria, e muitíssimo entendimento, e largueza de coração, como a areia que {está} na praia do mar." 1 Reis 4.29

Mas Deus sempre nos dá muito mais do que pedimos ou pensamos e com Salomão ocorreu o mesmo: Deus além de fazê-lo o homem mais sábio de todos os tempos, também o fez riquíssimo materialmente, com paz e habitava seguro!

Quando estamos empenhados em concretizar os sonhos de Deus para cada um de nós, Ele mesmo vê o nosso esforço, vem para estar ao nosso lado e nos exaltar, se há sinceridade de propósito no nosso coração.

É dentro deste cenário espiritual que Deus vem a nós e fala amorosamente: "Pede o que queres que eu te dê." porque Ele sabe que nosso pedido será exclusivamente para cumprirmos com êxito o que Ele nos comissiona a fazer e não para outras finalidades.

Minha oração é que você não tenha mais dúvidas dos sonhos que Deus tem a seu respeito. Que você saiba o que Deus espera de você e que se esforce de todo o seu coração em sua meta divina.

Em Nome de Jesus.


quarta-feira, 28 de setembro de 2011

O REI DAVI, NÃO ERA UM HOMEM QUE TEVE 100% DAS ATITUDES PERFEITAS, MAS SIM UM HOMEM SINCERO PERANTE DEUS !

Deus não prioriza os perfeitos, mas sim os sinceros perante Ele.


E, quando este foi retirado, levantou-lhes como rei a Davi, ao qual também deu testemunho, e disse: Achei a Davi, filho de Jessé, homem conforme o meu coração, que executará toda a minha vontade.” Atos 13:22

O Rei Davi é um homem segundo o coração de Deus, não por ter sido perfeito e irrepreensível em todas as suas atitudes, pois Deus não busca os perfeitos, mas sim os sinceros !

E o SENHOR enviou Natã a Davi; e, apresentando-se ele a Davi, disse-lhe: Havia numa cidade dois homens, um rico e outro pobre. O rico possuía muitíssimas ovelhas e vacas. Mas o pobre não tinha coisa nenhuma, senão uma pequena cordeira que comprara e criara; e ela tinha crescido com ele e com seus filhos; do seu bocado comia, e do seu copo bebia, e dormia em seu regaço, e a tinha como filha. E, vindo um viajante ao homem rico, deixou este de tomar das suas ovelhas e das suas vacas para assar para o viajante que viera a ele; e tomou a cordeira do homem pobre, e a preparou para o homem que viera a ele. Então o furor de Davi se acendeu em grande maneira contra aquele homem, e disse a Natã: Vive o SENHOR, que digno de morte é o homem que fez isso. E pela cordeira tornará a dar o quadruplicado, porque fez tal coisa, e porque não se compadeceu. Então disse Natã a Davi: Tu és este homem. Assim diz o SENHOR Deus de Israel: Eu te ungi rei sobre Israel, e eu te livrei das mãos de Saul; E te dei a casa de teu senhor, e as mulheres de teu senhor em teu seio, e também te dei a casa de Israel e de Judá, e, se isto é pouco, mais te acrescentaria tais e tais coisas. Porque, pois, desprezaste a palavra do SENHOR, fazendo o mal diante de seus olhos? A Urias, o heteu, feriste à espada, e a sua mulher tomaste por tua mulher; e a ele mataste com a espada dos filhos de Amom. Agora, pois, não se apartará a espada jamais da tua casa, porquanto me desprezaste, e tomaste a mulher de Urias, o heteu, para ser tua mulher. Assim diz o SENHOR: Eis que suscitarei da tua própria casa o mal sobre ti, e tomarei tuas mulheres perante os teus olhos, e as darei a teu próximo, o qual se deitará com tuas mulheres perante este sol. Porque tu o fizeste em oculto, mas eu farei este negócio perante todo o Israel e perante o sol. Então disse Davi a Natã: Pequei contra o SENHOR. E disse Natã a Davi: Também o SENHOR perdoou o teu pecado; não morrerás” 2 Samuel 12:1-13

Ele não teve a mínima dúvida em pedir perdão a Deus quando foi despertado, conscientizado e advertido dos seus erros através do profeta Natã.

Davi mesmo ele sendo rico e muito vitorioso, não deu uma de rei Uzias, que ficou arrogante por causa da prosperidade e não admitia sequer ser repreendido quando fazia algo errado, pois quando Davi pôs "os pés pelas mãos" e cometeu o adultério e o homicídio, não se indignou em ter sido chamado a atenção, ao contrário, pediu perdão a Deus e teve arrependimento sincero dos seus atos.

O Rei Davi tinha sabedoria, conhecimento, prudência e consciência plenas do que significava o poder de Deus em todo o sucesso que obteve em sua jornada e não deixaria de se alegrar e comemorar sinceramente as vitórias recebidas de Deus em sua vida, assim como também tinha humildade para chorar e se arrepender dos seus descaminhos perante o Senhor.

Então Natã foi para sua casa; e o SENHOR feriu a criança que a mulher de Urias dera a Davi, e adoeceu gravemente. E buscou Davi a Deus pela criança; e jejuou Davi, e entrou, e passou a noite prostrado sobre a terra. Então os anciãos da sua casa se levantaram e foram a ele, para o levantar da terra; porém ele não quis, e não comeu pão com eles. E sucedeu que ao sétimo dia morreu a criança; e temiam os servos de Davi dizer-lhe que a criança estava morta, porque diziam: Eis que, sendo a criança ainda viva, lhe falávamos, porém não dava ouvidos à nossa voz; como, pois, lhe diremos que a criança está morta? Porque mais lhe afligiria. Viu, porém, Davi que seus servos falavam baixo, e entendeu Davi que a criança estava morta, pelo que disse Davi a seus servos: Está morta a criança? E eles disseram: Está morta. Então Davi se levantou da terra, e se lavou, e se ungiu, e mudou de roupas, e entrou na casa do SENHOR, e adorou. Então foi à sua casa, e pediu pão; e lhe puseram pão, e comeu. E disseram-lhe seus servos: Que é isto que fizeste? Pela criança viva jejuaste e choraste; porém depois que morreu a criança te levantaste e comeste pão. E disse ele: Vivendo ainda a criança, jejuei e chorei, porque dizia: Quem sabe se DEUS se compadecerá de mim, e viverá a criança? Porém, agora que está morta, porque jejuaria eu? Poderei eu fazê-la voltar? Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim.” 2 Samuel 12:15-23

Davi era tão surpreendentemente sincero e integrado com Deus, que com a doença do primeiro filho que teve com Bate-Seba, lutou com todas as suas forças pela vida do rebento, mas após a morte dele, não teve dúvida: retomou sua vida, sabendo que aquela era a resposta de Deus para ele, mas no decorrer da situação, não deixou um minuto sequer de clamar ao Senhor pela saúde do filho, mas na hora em que recebeu a notícia da morte do mesmo, se recompôs, alimentou-se e deu uma lição de entendimento aos seus: ele havia feito tudo o que poderia ser realizado durante o período de vida do filho, não poderia ser feito absolutamente mais nada para o seu filho morto voltasse, em outras palavras, Davi dedicou-se ao filho quando ainda havia vida nele..

Certamente um grande exemplo para nós todos a vida de Davi, desde a sua adolescência até a idade avançada, em especial nos salmos que redigiu louvando a Deus e expondo as situações, nem sempre boas e confortáveis, que os seus inimigos o faziam passar.

Eu gosto muito do salmo 27:4, pois ele reflete exatamente as atitudes do Rei Davi perante o Senhor e a clara visão que tinha da importância, prioridade em pedir a Deus e buscar dEle, não apenas no momento do clamor e do pedido, mas o objetivo claro que tinha o rei no seu coração e que nos é um excelente exemplo: buscar a Deus todos os dias de nossas vidas, para que tenhamos a chance de conhece-LO e de ver a Sua Santa beleza!

Uma coisa pedi ao SENHOR, e a buscarei: que possa morar na casa do SENHOR todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do SENHOR, e inquirir no seu templo.” Salmo 27:4

Davi teve coragem, determinação e humildade perante Deus, pois sabia que o destaque obtido em seu caminho era originado pelo poder divino, ativo em sua vida.

Este é certamente um grande exemplo bíblico para todos nós refletirmos sobre como temos andado com Deus!


Em Nome de Jesus.



Mônica Gazzarrini

Renascida em Cristo desde 2004, estudiosa do Evangelho, escritora, administradora de empresas, contabilista, especialista em marketing.



Visite os artigos e livros da escritora sobre a caminhada com Deus em:

http://bencaossemlimites.blogspot.com/
http://conhecaadeusnapratica.blogspot.com/
http://conhecerdeusvolume2.blogspot.com/
http://jesuscristomeusenhor.blogspot.com/
http://www.webartigos.com/authors/878/Monica-Gazzarrini
http://www.artigonal.com/authors_49432.html



“Jesus Cristo é o Senhor”

JOSÉ FOI VARÃO PRÓSPERO

E José foi levado ao Egito, e Potifar, eunuco de Faraó, capitão da guarda, varão egípcio, comprou-o da mão dos ismaelitas que o tinham levado lá. E o SENHOR estava com José, e foi varão próspero; e estava na casa de seu senhor egípcio. Vendo, pois, o seu senhor que o SENHOR estava com ele e que tudo o que ele fazia o SENHOR prosperava em sua mão, José achou graça a seus olhos e servia-o; e ele o pôs sobre a sua casa e entregou na sua mão tudo o que tinha.” Gênesis 39.1-4




A trajetória de José é triste e, ao mesmo tempo, alegre. Triste em relação às coisas que ele sofreu e alegre no que se refere ao que Deus fez na vida dele. Seus irmãos o venderam aos ismaelitas, os quais, por sua vez, venderam-no como escravo do oficial graduado do reino de Faraó, o Egito, nação que, nas Escrituras, simboliza o pecado. José tinha tudo para ser uma pessoa infeliz, mas, por temer o Senhor, não se deixou levar pelo negativismo e, assim, não foi derrotado.

Comprado pelo egípcio Potifar, eunuco de Faraó e capitão da guarda, José determinou em seu coração não se envolver com o pecado. Ele se manteve firme e não se deixou levar pelo erro nem por mentira alguma do inimigo. Essa é a receita que todos precisam seguir para serem abençoados e, desse modo, vitoriosos.

O segredo desse servo de Deus era ter o Senhor com ele. Ao colocar esse detalhe nas Escrituras, o Altíssimo nos ensina o que fazer para termos também a Sua companhia. O Pai jamais abandona aqueles que colocam a confiança na divina Palavra. Com Deus ao seu lado, não haverá provação que tire você da presença do Todo-Poderoso. Os que são do Senhor sempre crescem na provação. José, mesmo no cativeiro, provou ser um verdadeiro homem de Deus.

Que lição para todos os que servem ao Altíssimo. Embora tenha sido vendido como escravo, José foi varão próspero. O Senhor Deus nos quer assim. Não importa onde você trabalha, onde mora nem a cor da sua pele. Na verdade, não importa nada, a não ser que o Espírito de Deus habita no seu coração. Então, onde você estiver, ali estará o poder divino para abençoá-lo. Com a mão do Pai sobre a sua vida, você será sempre mais que vencedor.

José não saiu da casa do seu Senhor. Você não precisa ir a parte alguma para ser vencedor. Se Deus o conduzir a certo lugar, vá, mas, se dEle não partir a ordem, não saia da sua posição. Potifar viu que o Altíssimo estava com José. Da mesma maneira, os perdidos têm de ver isso. O nosso sucesso fará com que muita gente reconheça que o Senhor também está conosco.

O sucesso de José era tão notável, que Potifar viu que o Todo-Poderoso estava com ele. Sendo carta viva de Cristo, todos os convertidos devem cumprir as condições bíblicas e, assim, ter o Senhor com eles. O resultado disso é que o mundo se espantaria, pois o nosso sucesso seria notório e assombroso aos seus olhos. Isso só depende de cada um.

Quem não gostaria de ter um empregado cujo toque fizesse tudo prosperar? Sem dúvida, as ofertas de emprego, de ser sócio e dar palestras seriam abundantes. Mas, se isso não ocorre, a vida torna-se difícil para nós. José passou a ser exaltado por Potifar, recebendo dele uma série de atribuições, o que o levou a ser vítima de assédio. Apesar disso, José continuou servindo ao Senhor em santidade. O resultado dessa fidelidade é que ele se tornou o gerente da casa do seu senhor. O que dirão de você?



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

terça-feira, 27 de setembro de 2011

NÃO É BOM O QUE FAZES

O sogro de Moisés, porém, lhe disse: Não é bom o que fazes.” Êxodo 18.17




Se o Senhor dirigia Moisés em tudo, por que não o orientou a fazer o que Jetro, seu sogro, disse-lhe? Sem dúvida, posso garantir que Deus assim o fez; porém, nem sempre estamos prontos a entender o que Ele fala. Com isso, trabalhamos além da conta, esforçamo-nos demasiadamente e conseguimos pouco. É preciso ouvir o outro, pois quem aceita bons conselhos é sempre bem-sucedido.

Jamais culpe o Altíssimo pelos seus erros ou trabalhos desnecessários. Ao entender o que Ele lhe dá, aceite de pronto, cumprindo à risca as instruções bíblicas. Moisés foi muito ajudado pelo nosso Deus, mas, como não era perfeito, deve ter perdido muitas bênçãos em determinadas áreas de sua vida. Contudo, ao falar assim, não estou querendo diminuir o valor desse gigante servo de Deus.

O bom é ser sempre humilde para ouvir o que outras pessoas têm a dizer, o que, muitas vezes, pode ser um maravilhoso recado dos céus. Entretanto, se o que lhe transmitirem não tiver base bíblica, esqueça. O Senhor é perfeito em guiar os Seus; por isso, não precisamos de nada que não venha dEle. Quem recebe o conselho dos céus e o coloca em ação, além de obter sucesso, faz o Criador ficar alegre.

Sem dúvida, deve haver muitas atividades que realizamos desnecessariamente, as quais gastam o tempo, a energia e a capacidade, que poderiam ser empregados no Reino de Deus. Por isso, seria bom examinar como você gasta o seu tempo e aplica os seus recursos, verificando se o faz segundo a direção do Pai. Por ser curta a nossa estada na Terra, não é bom desperdiçarmos as oportunidades que nos são oferecidas.

O que é feito em excesso não tem valor algum, pois o certo é cumprir apenas o que nos foi designado, segundo a orientação do Altíssimo. As atividades extras nos roubam tempo e energia – do lazer e de outras coisas boas. Ora, o coração sábio agrada a Deus e, por isso, é digno de recompensa. Fazer além do que nos é pedido não completa a obra divina; logo, basta cumprirmos a nossa missão com as ferramentas que nos são concedidas.

É possível acreditar que o conselho de Jetro a Moisés tenha vindo de Deus. Logo, se ele tivesse sido orgulhoso, ignorando seu sogro, teria trabalhado até a exaustão e, provavelmente, não cumpriria sua missão de modo satisfatório e produtivo. Portanto, escute tudo o que lhe dizem e, se sentir que realmente vem da parte do Senhor – porque Ele fala direta e indiretamente –, creia nisso e assuma-o. Então, você terá o seu poder de ação intensificado.

Além disso, aprender a multiplicar seu trabalho é de grande valia; foi assim que fizeram os homens usados pelo Senhor no passado – criando as suas escolas de profetas e, com isso, multiplicando em muito a missão que receberam. O Senhor Jesus procedeu da mesma maneira – preparou Seus discípulos e os enviou adiante dEle aos locais que visitaria mais tarde. Então, seja como o Mestre e cumpra a missão para a qual Ele o designou.


Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

DEUS PROMOVE O MARIDO E A ESPOSA.

A vontade divina é o crescimento do casal, não apenas do homem ou da mulher individualmente.

"Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne." Gênesis 2:24

A vontade divina é o crescimento do casal, não apenas do homem ou da mulher individualmente.

No caso do patriarca Abraão vemos que o seu nome foi mudado, indicando o aumento da bênção de Deus sobre a sua vida. Ele passou de Abrão "pai de uma grande nação" para Abraão "pai de uma multidão de nações" Gênesis 17:5 e 6.

Deus tornou o pai da fé prolífero e decretou que dele procederiam reis, mas não se esqueceu de sua esposa.

Da mesma forma sua esposa Sarai recebeu também porção redobrada do Criador, saindo da posição de "princesa" (significado original do nome) para Sara "mãe de nações e de reis" Gênesis 17:15 e 16.

Observe que ambos vão progredindo no mesmo sentido, crescendo juntos em bênçãos no mesmo propósito e caminho.

Da mesma forma a mão cuidadosa de Deus dá o crescimento e a multiplicação para os casais contemporâneos, pois Ele não muda e jamais mudará.

Mesmo que o seu cônjuge não seja convertido, Deus o santifica através de você, pois o casamento já os transformou em uma única pessoa perante o Nosso Deus!

Não deixe jamais de colocá-lo em oração perante Jesus, pois a esposa que busca a Deus por seu marido, santifica-o e vice-versa.

"Porque o marido descrente é santificado pela mulher: e a mulher descrente é santificada pelo marido" 1 Corintios 7:14

O casamento nos fez um só corpo, inseparável. Não é possível santificar só o braço e amaldiçoar o pé do mesmo corpo! Você está unido a sua esposa para obterem sucesso e conquistas juntos perante o Eterno.

O que Deus une e santifica também cresce na Sua presença.

Em Nome de Jesus.

Mônica Gazzarrini


Renascida em Cristo desde 2004, estudiosa do Evangelho, autora dos livros "Como conhecer Deus na prática - Tudo o que você queria saber sobre a caminhada com Deus" Volume 1 e Volume 2

Copyright 2008 © – by Mônica Gouvêa Sgarbi Gazzarrini.




LANCE O LENHO NO SEU PROBLEMA

E ele clamou ao SENHOR, e o SENHOR mostrou-lhe um lenho que lançou nas águas, e as águas se tornaram doces; ali lhes deu estatutos e uma ordenação e ali os provou.” Êxodo 15.25





Após passar pelo mar Vermelho, os filhos de Israel caminharam pelo deserto de Sur, onde não havia água. Ora, uma caminhada sempre demanda esforço físico; quando é feita em um deserto, o empenho é ainda maior, e a necessidade de ingerir água torna-se grande. Não há quem possa viver sem ela, e, mesmo para os camelos, embora tenham disposição para ficar muitos dias sem o líquido, chega o momento em que precisam ingeri-la.

Houve, em média, três milhões de pessoas que andaram pelo deserto na tentativa de encontrar o líquido da vida e não lograram sucesso. O ânimo deles devia estar bem fraco; porém, ao chegarem a Mara, a notícia de que havia água no local se espalhou. No entanto, quando tentaram saciar a sede, um sentimento de tristeza e revolta tomou conta deles, pois as águas eram amargas.

Revoltados, os hebreus murmuraram contra Moisés, algo que nunca deve ser feito por nenhum dos filhos de Deus. Logo, se você, que não está em pecado e crê que o Senhor o dirige, encontrar-se em alguma situação embaraçosa, ore e não deixe o inimigo pôr palavras na sua boca, pois o Altíssimo pode ter um plano magnífico em certa situação contrária à que nos encontramos.

A narrativa de Êxodo mostra que a situação não era fácil, já que ninguém pode ficar sem água. Já fazia três dias que eles caminhavam, e alguns já deviam estar exaustos. Até quando aguentariam? Bem, se estavam sendo guiados pelo Altíssimo, suportariam até o momento em que Ele lhes desse a bendita composição H2O, uma vez que, sem dúvida, o Senhor toma conta daqueles que Lhe obedecem.

Ao ver o povo murmurando, Moisés orou ao Senhor, atitude que sempre devemos ter em qualquer circunstância. Por isso, na alegria, na tristeza ou na necessidade, ore a Deus e receba o livramento que Ele dará a você. Muitas vezes, situações ruins nos ocorrem porque não levamos ao conhecimento dEle todas as nossas ansiedades e necessidades. Então, procure ter comunhão com o Pai, e você verá como Ele irá dirigi-lo a lugares maravilhosos; afinal, quem é conduzido pelo Altíssimo sempre obtém sucesso.

A resposta divina veio a Moisés em uma visão – um lenho que, ao ser jogado nas águas amargas, iria torná-las potáveis. Então, ao receber a revelação, o líder saiu à procura de tal madeira e, ao lançá-la, viu que a Palavra de Deus se cumpriu exatamente como foi revelada. Assim, a alegria tomou conta de todos, e o que os preocupava deixou de ser problema.

Da mesma maneira, siga as divinas instruções, e o Senhor operará em seu favor. Procure o seu “lenho” na floresta de promessas, que é a Sagrada Escritura, e aquilo que lhe for mostrado fará um milagre quando lançado no seu problema.



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

domingo, 25 de setembro de 2011

OS MAIS PERIGOSOS PECADOS

"Se eu atender à iniquidade no meu coração, o Senhor não me ouvirá."  Salmo 66.18


Deus declara, em Jeremias 17.9, que o nosso coração é desesperadamente corrupto. Imagine no que ele se tornará se deixarmos que pecados se hospedem nele. Na verdade, não há dúvida de que muitos já têm feito isso, pois do coração do homem procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, o adultério, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba e a loucura (Mc 7.21 – ARA).

Esses males vêm do coração e nos contaminam (Mc 7.23); por isso, o melhor a fazer é não dar atenção a eles e a nenhum outro que, mesmo não incluído na lista citada, pode levar-nos à perdição. Logo, qualquer iniquidade, anormalidade ou inspiração maligna deve ser rechaçada, pois, do contrário, o Senhor não poderá atender súplicas e orações. Aliás, não há nada pior do que não ter a atenção do Altíssimo.

O pecado engana. Ele é obra do inferno, o qual, de modo mais organizado do que se possa imaginar, trabalha incansavelmente para nos causar prejuízo; afinal, o objetivo do inimigo é tirar-nos da presença divina para sempre. Quem peca e não se arrepende despreza uma infinidade de advertências bíblicas e, por isso, não terá desculpas no Dia do Juízo. Desconhecer as Escrituras não isentará ninguém da culpa, pois saber o que diz a Bíblia é obrigação de todos os que se denominam cristãos.

Os pecados cometidos no coração são os piores, já que ninguém os vê. Quando alguém é descoberto fazendo algo errado, a vergonha pode levá-lo ao arrependimento; porém, se ele comete o erro no secreto do coração e, com esforço, consegue enganar todos à sua volta, fica em má situação, uma vez que, no Dia do Juízo, até seus pensamentos serão manifestos. Então, não haverá outra opção, a não ser marchar para o lago que arderá com fogo e enxofre.

Por ser santo, o Altíssimo não pode ter comunhão com quem erra obstinadamente em seu espírito, razão pela qual tantas pessoas não têm suas orações atendidas. Ora, a pessoa que erra em seu coração e não confessa a Deus o seu erro comete outro pecado: engana a si mesmo e tenta enganar o Pai.

Então, se você tem algum erro, por que não confessá-lo ao Altíssimo e buscar dEle o livramento? Perder a oportunidade de se livrar dos pecados escondidos é um grande mal, do qual você precisa livrar-se. Existem pessoas que têm feito isso a vida toda; por isso, analise se esse é o seu caso e se arrependa diante do Senhor, que é fiel e justo para lhe perdoar e purificá-lo de toda injustiça (1 Jo 1.9).

O pecado não compensa, é armadilha do diabo para oprimi-lo em todos os sentidos. Portanto, inicie uma batalha séria para ficar livre dos pecados secretos, antes que seja “apanhado”. Ao se purificar das imundícias, você notará que a muralha que o separava do seu Pai foi retirada e que o Senhor Deus passou a ser seu Amigo de fato. Com isso, Ele poderá agir livremente em sua vida.


Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

sábado, 24 de setembro de 2011

GLOSSÁRIO DOS NOMES DA BÍBLIA.

Conheça o significado das faculdades ou condições da alma humana.


ISRAEL = Deus luta, Deus se mostra forte, Deus resplandece. Um homem, uma nação. Simbolicamente => serve para dramatizar a sua vida, sua saúde, seu trabalho, sua família, suas finanças e a cada problema pessoal que você tem. Representa a plenitude em Deus que percebeu a irrealidade da matéria.

IS = princípio feminino, alma, mente, pensamento, receptivo a Deus.

RA = princípio masculino, o homem em ação, agindo em Deus.

EL = sufixo que indica Deus (betEL, gabriEL), união de pai e mãe, Deus, inteireza, trindade, regeneração espiritual.

ISRAELITA = qualquer um que esteja buscando a Deus, independente da religião que professe, o que crê em Deus, aquele que crê na oração.

JACÓ (1) = suplantador, o que vence. Enganar, iludir. Aquele que toma o lugar do outro. Simbolicamente => raça humana, homem comum, nós, egoístas, que cometemos erros e pecados, mas que não erra com tranqüilidade. Anseia por coisas mais elevadas e tinha o desejo real de mudar.

JACÓ (2) = representa a nossa natureza superior, nossa natureza espiritual. É o homem espiritual e mostra-nos o caminho de volta a Deus, à liberdade e à harmonia.

JACÓ (3) = espírito, pneuma.

ESAÚ = amor às coisas materiais, nossa vida material, homem antes de conhecer a Verdade. Representa a nossa natureza inferior, nossa natureza animal. Significa vermelho, a terra vermelha. O homem material, durão, materialista, rude, óbvio.

ESAÚ E JACÓ = a idéia espiritual suplanta a material. Simbolicamente gêmeos, representam nossa natureza, superior e inferior.

CALCANHAR = representa o ponto fraco do homem. É a parte do corpo que entra em contato com o solo.

NOITE/ESCURIDÃO = problema, irritação.

HEBREU = membro de uma raça, talvez a mais antiga.

PORTÃO = baluarte da consciência. São as sentinelas que postamos, que permitem que certas idéias e crenças entrem em nossa mente.

ABRAÃO = corpo, soma, execução, quando se quer fazer algo em Deus (ex: curar, orar na fé, realizar).

ISAAC = alma, psique, receptivo às instruções de Deus, criativo.

POÇOS = contato com Deus, pensamentos e idéias sempre novos, fervilhando na consciência.

BETEL = casa de Deus.

EL-BETEL = Deus na casa de Deus.

GABRIEL = “força de Deus”, “homem de Deus”, “enviado de Deus”. É um lampejo, uma boa idéia, uma boa notícia, um palpite, significa que você teve uma noção da presença de Deus. Anunciou a Maria a escolha dela como mãe do Salvador, Jesus.

MIGUEL = “Deus é justo, incomparável”. Derrotou o demônio. É a negação do mal quando o medo surge em nós ou quando chegam as más notícias. Negação do mal, pois ele não vem de Deus.

RAFAEL = “Deus tem curado”, “Deus está ajudando”. Cura. Deus está me curando, Deus está abençoando esta situação.

BÍBLIA = “Os Livros”. É um grande vórtex através do qual flui um maravilhoso poder espiritual para o individuo que está lendo com compreensão.   O termo ‘bíblia’ é derivado de ‘biblos’ cidade antiga da costa oriente do Mediterrâneo.

ORIENTE = onde nasce o sol, leste, lado direito.

OCIDENTE = onde o sol desaparece, oeste, lado esquerdo.

SÍMBOLOS, PARÁBOLAS, ALEGORIAS = forma de expressar amplas idéias espirituais através da linguagem, saindo do sentido literal, atingindo o verdadeiro significado bíblico.

NASCENTES = contato com Deus. Pensamentos e idéias novos, fervilhando na consciência.

MAGOS = Os magos são examinados por conceitos, não se restringindo a parte espiritual, do real valor, ou representação para humanidade. São considerados os valores políticos, ou céticos da história, bem como, seu significado para os "gentios", quando adoram o Messias.

IGREJA = cristãos, conjunto de cristãos, aspirantes a cristãos, buscadores da Verdade.

JERUSALEM = paz.

NOIVO/NOIVA = aspirante à união com Deus.

VIÚVA = sem Deus, distante de Deus, não está recebendo o amparo de Deus.

PEDRA = cada uma das revelações que Deus faz para nós.


Em Nome de Jesus.

Mônica Gazzarrini


“Jesus Cristo é o Senhor”

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

VIRTUDE E SANTIDADE

E, quando Pedro viu isto, disse ao povo: Varões israelitas, por que vos maravilhais disto? Ou, por que olhais tanto para nós, como se por nossa própria virtude ou santidade fizéssemos andar este homem?” Atos 3.12




As promessas feitas pelo Senhor Jesus sempre serão confirmadas, desde que a pessoa creia no que Ele mandou que fosse feito e, com fé, exerça sua autoridade. Os que decidem fazer a obra divina verão que Deus está pronto para atender ao que Seus servos determinarem, desde que ajam em Seu Nome. Essa Sua prontidão teve início no momento em que Ele afirmou que os que cressem nEle fariam as mesmas obras realizadas por Ele (Jo 14.12).

A cura do paralítico, realizada mediante a ordem do apóstolo Pedro, foi apenas uma atitude de fé. Ele atendeu o mendigo paralítico, que lhe pediu uma esmola. Pedro, então, disse-lhe que não possuía ouro ou prata, mas lhe daria o que tinha. A seguir, ordenou que, em Nome de Jesus, aquele enfermo ficasse de pé e andasse. Pedro se baseava na afirmação do Mestre, o qual garantiu que tudo o que fosse determinado em Seu Nome Ele mesmo o faria. O que nunca ninguém tinha feito até então aconteceu.

As pessoas, atônitas com o ocorrido, correram para junto do apóstolo como se ele fosse alguém especial. Por saber que a obra não havia sido realizada por mérito seu, Pedro perguntou a razão de estarem tão maravilhados. Todos os servos de Deus devem estar atentos a este fato: o Pai pode usá-los em grandes operações, mas nunca devem tomar para si a glória que pertence ao Único que realmente faz maravilhas.

Todos olhavam para Pedro e João, os quais estavam boquiabertos por conta do que havia sucedido. Então, o apóstolo perguntou por que olhavam assim para eles. Os que são usados pelo Senhor devem ser sinceros e evitar receber o louvor por algo que tenham feito. Não será a nossa consagração que, por maior que seja, fará o poder de Deus atuar na vida de alguém, mas, sim, a vontade divina. A glória pertence ao Altíssimo e deve ser sempre dada a Ele.

Pedro declarou que a virtude deles não fizera aquele homem andar. Na verdade, nunca será a virtude de homem algum, ou de qualquer igreja ou religião, que dará a bênção para o sofredor. O poder que opera a conversão, a cura ou qualquer obra é do Senhor, e Ele faz a obra como Lhe apraz. Ai de quem se passa por poderoso ou especial. Agora, o fato é que todos os salvos, os quais vivem em santidade, podem ser usados na realização da obra divina.

A santidade é necessária; não a nossa, mas, sim, a do Senhor. A santificação tão almejada não é fruto da vontade ou do esforço de ninguém; é obra do Espírito de Deus. Ao orar para que fôssemos santificados, Jesus disse que assim seríamos na verdade (Jo 17.17). Quem tenta santificar-se por outro meio vive em dilema, pois, apesar de se esforçar, não consegue livrar-se da tentação. A santificação é obra exclusiva do Senhor, realizada na Palavra de Deus.

Para conseguir viver, de fato, na presença do Altíssimo, temos de esquecer tudo o que as religiões ensinam. Somente quem aprende com a Palavra consegue viver de modo santo. Sem a santificação vinda do Senhor ninguém será usado por Ele. Definitivamente, não haverá a menor possibilidade de conseguirmos a virtude ou a santidade para operar em Nome do Senhor se não formos ajudados por Ele. Então, seguindo Suas direções, poderemos ser usados na obra que Deus determinar para nós.



Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

ISTO DEUS FARÁ POR VOCÊ

Eis que Deus não rejeitará ao reto; nem toma pela mão aos malfeitores; até que de riso te encha a boca, e os teus lábios, de louvor. Teus aborrecedores se vestirão de confusão, e a tenda dos ímpios não existirá mais.” Jó 8.20-22




O Senhor Deus está preparado para fazer grandes coisas àqueles que são parte da Sua família – maravilhas que as pessoas não imaginam serem possíveis. Está registrado nas Escrituras o que o Altíssimo pode e deseja realizar por todos os que creem em Sua Palavra. Assim, quando uma pessoa está em comunhão com o Pai, o poder divino fica disponível para atuar na vida dela.

Pensando nisso, nunca sinta inveja do sucesso de algum ímpio, pois o futuro dele não será nada bom (Pv 24.19; Sl 37.10). Aqueles que cedem ao pecado e não buscam o arrependimento, mantendo a iniquidade secretamente em seu coração, um dia, quando mais precisarem, podem ser desprezados por Deus. Porém, os que têm prazer em andar na retidão jamais são confundidos. Portanto, siga no temor do Senhor, e Ele jamais o rejeitará.

O nosso Deus não age de maneira incoerente; por isso, nunca tomará os malfeitores pela mão. Logo, os que se dão ao erro, sendo useiros e vezeiros do pecado, podem estar certos de que sofrerão a ira do inimigo, que os engana, e o Senhor não poderá protegê-los, ainda que clamem a Ele. O Altíssimo não estenderá as mãos para guardá-los, pois suas más obras não permitirão que Ele assim o faça.

Agora, prepare-se para momentos de muita alegria, pois Deus prometeu encher sua boca de riso. Ele tem guardado ocasiões para visitar os Seus filhos de um modo tão perfeito e maravilhoso, que eles jamais esquecerão. Assim, quando a alegria vier, será um sinal de que seu espírito foi visitado por Ele, e você poderá pedir e determinar o que quiser.

A visitação do Senhor será tão maravilhosa, que os seus lábios pronunciarão o perfeito louvor. Ora, sem ela, tudo o que conseguimos é dar a Deus o que concederíamos a qualquer pessoa a quem quiséssemos elogiar. Porém, com a manifestação do nosso Deus, somos revestidos de uma enorme capacidade de adorá-lO e chegamos a agradar Àquele que é perfeito.

Os que se levantarem contra você só encontrarão confusão, com a qual se vestirão. Nem eles entenderão, pois as atitudes que tiverem serão sempre contrárias às que uma pessoa de bem teria. Muitas vezes, presenciamos o Altíssimo, em Sua perfeição, ajudar nos mínimos detalhes quem nEle crê.

Temos visto pessoas ficarem com raiva pela insensatez que demonstraram nos tribunais, uma vez que as ações mentirosas movidas contra os justos resultaram em nada. Isso porque Deus, de fato, é fiel, e a promessa divina é que a tenda dos ímpios, criada por eles para extorquir o justo, não existirá mais.





Em Cristo, com amor,



R. R. Soares

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

JOSUÉ.

A surpreendente história de um homem guiado por Deus.

Antes de ser chamado de Josué, que significa “o Senhor dá a vitória” seu nome era Oséias cujo significado era “salvação”. Moisés foi quem mudou o seu nome, o que já evidenciava o que Deus faria através dele para todo o povo de Israel.

“Da tribo de Efraim, Oséias, filho de Num; “; “Estes são os nomes dos homens que Moisés enviou a espiar aquela terra; e a Oséias, filho de Num, Moisés chamou Josué.” Números 13:8 e 16)

Depois da morte de Moisés, Josué, que era um dos assistentes dele, foi designado à liderança por Deus para providenciar o assentamento do povo de Israel na terra prometida.

Deus usou Josué para realizar os Seus milagres e quebrar a obstinação do povo de Israel, que por causa deste comportamento já havia ficado vagando pelo deserto por quarenta anos.

Josué, juntamente com Calebe e mais outros dez representantes de cada uma das tribos de Israel, foi escolhido para ir até Canaã, a fim de examinar a terra que seria morada do povo de Israel.

Somente Josué e Calebe, dentre os doze representantes, estavam dispostos a fazer a vontade de Deus e de seguir em frente para tomar posse imediata da terra prometida. Josué, apesar das adversidades, nunca perdeu a fé em Deus e obteve honra e sucesso notáveis.

Josué era um excelente estrategista militar durante as batalhas e também se mostrou um eficiente estadista na administração, condução e governo das tribos, mas, acima de tudo, ele foi o escolhido de Deus para ocupar o lugar de Moisés, dando prosseguimento a sua obra para com o povo de Israel..

Em especial, dentre todos os excelentes movimentos que Josué teve, desde a sua adolescência, gostaria de destacar dois eventos que ocorreram com Josué e que demonstram a intensidade do poder de Deus agindo através dele.


1o. evento: A vitória de Jericó

A milagrosa queda das muralhas de Jericó. (Josué 5 e 6)

O movimento divino na queda das muralhas de Jericó, uma vez que eles marcharam à volta da cidade uma vez por dia durante seis dias. No sétimo dia marcharam à volta da cidade sete vezes e depois, ao sinal das trombetas, gritaram.

Nesse momento, os muros da fronteira ruíram (Josué 6:8-21). Os israelitas entraram na cidade, destruíram os seus habitantes, com exceção de Raabe e da sua família e queimaram tudo, exceto determinados objetos que seriam usados no santuário (Josué 6:1-21, 24). Josué, então, pronunciou uma maldição sobre todo aquele que tentasse reconstruir Jericó no futuro (Josué 6:26).



2o. evento: Josué parou a rotação da terra, o sol e a lua.

Para que Josué parou o sol e a lua ?

No relato bíblico descrito em Josué 10:1-15, temos a narrativa de como os amorreus, em guerra com os comandados de Josué, recuavam para esperar o pôr do sol e, na escuridão da noite, ter vantagem sobre Israel, pois conheciam infinitamente melhor o campo de batalha.

Para obter de Deus a vantagem militar que era necessária para derrotar os opositores, Josué clamou para que o Senhor detivesse o sol e a lua para que o Seu povo pudesse vingar-se dos seus inimigos.

“Então Josué falou ao SENHOR, no dia em que o SENHOR deu os amorreus nas mãos dos filhos de Israel, e disse na presença dos israelitas: Sol, detém-te em Gibeom, e tu, lua, no vale de Ajalom. E o sol se deteve, e a lua parou, até que o povo se vingou de seus inimigos. Isto não está escrito no livro de Jasher? O sol, pois, se deteve no meio do céu, e não se apressou a pôr, quase um dia inteiro.E não houve dia semelhante a este, nem antes nem depois dele, ouvindo o SENHOR assim a voz de um homem; porque o SENHOR pelejava por Israel.” Josué 10:12-14

Certamente, Josué é um exemplo de coragem, garra, atividades e confiança em Deus. Aleluia !

Em Nome de Jesus.



Mônica Gazzarrini


Renascida em Cristo desde 2004, estudiosa do Evangelho, escritora, administradora de empresas, contabilista, especialista em marketing.

Visite os artigos e livros da escritora sobre a caminhada com Deus em:

http://bencaossemlimites.blogspot.com/
http://conhecaadeusnapratica.blogspot.com/
http://conhecerdeusvolume2.blogspot.com/
http://jesuscristomeusenhor.blogspot.com/
http://www.webartigos.com/authors/878/Monica-Gazzarrini
http://www.artigonal.com/authors_49432.html

“Jesus Cristo é o Senhor”

COMO O NOSSO DEUS

Ó SENHOR, quem é como tu entre os deuses? Quem é como tu, glorificado em santidade, terrível em louvores, operando maravilhas?” Êxodo 15.11




Não há palavras para descrever o nosso Deus, pois, sendo completo, o que se escreveria sobre Ele seria no superlativo. Aqueles considerados deuses, fruto da invenção das pessoas, não podem ser comparados com o Senhor. O que alguns fazem se dá por causa da operação satânica que está por trás do culto que se presta a tal entidade.

O nosso Senhor é, de fato, Deus. Do nada, Ele criou todas as coisas e as mantém pelo poder da Sua Palavra. Para Ele, não há algo demasiadamente difícil. Mas, mesmo sendo o Todo-Poderoso, Ele zela pelo que promete. O Altíssimo confirmará tudo o que Seus lábios têm prometido. Nunca houve e jamais haverá uma só de Suas palavras que deixará de ser cumprida.

O Pai deve ser glorificado em santidade. Não é o esforço humano que dará ao homem condições de se livrar das tentações e viver de modo santo. O Senhor Jesus ensinou que a santificação se dá pela Palavra de Deus. Sem essa obra realizada pelo próprio Deus, não há como Ele ser glorificado em santidade. Todos os filhos do Altíssimo devem buscar dEle essa graça e, assim, poderão oferecer-Lhe o verdadeiro louvor.

Cristo avisou que Ele não aceita testemunho humano (Jo 5.34). Se você está buscando santificar-se por méritos próprios, não conseguirá. Na verdade, somente quando a obra é realizada pelo Espírito de Deus é que se consegue a libertação completa e total. É nessa santidade que o Senhor deve ser glorificado. A boa notícia é que todos nós temos direito a essa operação divina a qual nos livra do pecado, pois ela é a resposta a um pedido feito por Jesus.

O Senhor é terrível em louvores. Novamente, precisamos ver que até nos louvores o nosso Deus tem de nos dirigir. O rei Davi dizia que o seu louvor viria do Altíssimo na grande congregação. Tanto o meu louvor quanto o de qualquer outra pessoa não surgirão de modo diverso do que Davi tributava a Deus. Não temos condições, por nós mesmos, de dar o verdadeiro louvor ao Pai. Só Ele pode nos capacitar a fazê-lO.

Quando os verdadeiros louvores – aqueles que Ele mesmo nos inspira a dar-Lhe – são entregues ao Senhor, Ele Se mostra terrível, grande em operação. Não é que Deus esteja faminto para ser elogiado, mas, quando o fazemos, sob Sua direção, conseguimos uma força espiritual a qual nos leva a destacar-nos dos demais necessitados.

Onde quer que você leia acerca do Senhor nas Escrituras, Ele está operando maravilhas, pois é da natureza dEle fazer o que promete. No entanto, se você é religioso e, com dedicação, cumpre as regras da sua religião, isso não significa que conseguirá a operação divina, pois Ele não aceita nada que venha do homem, ainda que este seja bem-intencionado.


Em Cristo, com amor,




R. R. Soares

terça-feira, 20 de setembro de 2011

E, ENTÃO, DEUS SERÁ CONTIGO

E ordenou a Josué, filho de Num, e disse: Esforça-te e anima-te, porque tu meterás os filhos de Israel na terra que lhes jurei; e eu serei contigo.” Deuteronômio 31.23




Ainda hoje, Deus delega a algum dos Seus filhos uma obra especial. A Josué, por exemplo, foi ordenado que conduzisse os filhos de Israel à Terra Prometida. Ele teria de cumprir essa ordenança, a despeito das dificuldades que poderia enfrentar, e o Senhor seria com ele. O Altíssimo lhe deu dois segredos – esforça-te e anima-te – e seria com Josué. Preste atenção ao que Deus o manda fazer, para que você também tenha a presença dEle.

Durante anos, Josué foi servo de Moisés. É importante notar que o Todo-Poderoso não delegou essa sublime missão a um dos dois filhos de Moisés. Como Senhor, Ele tem os Seus motivos, e, quando toma qualquer decisão, ninguém pode condená-lO. Ele é Senhor santo em tudo; portanto, Suas decisões são sempre as melhores. Portanto, quem der ouvidos ao que o Altíssimo fala sempre será recompensado.

A primeira atitude que aquele servo de Deus deveria tomar era esforçar-se. Se ele não o fizesse, o Senhor não teria como ajudá-lo. Tenha esse ensinamento sempre no seu coração: diante de qualquer missão que o Pai lhe der, ainda que tudo pareça impossível, esforce-se, pois Ele cuidará dos mínimos detalhes se você não O fizer de mentiroso. Não meça a bênção pela dificuldade, mas, sim, pela santa Palavra.

O Senhor Deus falou ainda a Josué: “Anima-te!”. Você jamais terá êxito em qualquer empreitada se não se encher de ânimo. O certo é agir desta maneira: se o Altíssimo lhe deu algo como missão, Ele sabe que, com a ajuda dEle, você conseguirá. Então, além de se esforçar, é preciso animar-se – o que o inimigo não quer que aconteça; afinal, desanimado, você não terá a ajuda divina.

Deus escolheu Josué, e ele não tinha o direito de dizer não. Meu irmão, não há outro capaz de realizar a obra para a qual você foi chamado. O Senhor é quem o capacita! Então, não adianta achar que alguém mais faria melhor o que lhe foi destinado. Não é a eloquência de alguém – nem seu porte físico, tampouco a aptidão intelectual – que fará a obra. A capacidade para cumprir o plano divino é dado àqueles que Ele escolhe.

O assunto é mais sério do que pensamos. O Senhor disse que havia jurado que Seu povo seria colocado em Canaã. Diante disso, como Ele é sábio, escolheu Josué para tal responsabilidade. Para certa obra ser feita em nossos dias, Ele escolheu você. Portanto, se foi escolhido por Deus, não desperdice sua chance, pois você foi premiado para ser um sucesso.

No final, Josué, tendo cumprido sua missão, veria que o Altíssimo teria sido com ele. Do que mais aquele servo do Senhor precisaria? Obedeça-Lhe, e Ele também será com você. Não é preciso ficar orando para que Deus seja com a sua vida; basta obedecer-Lhe!



Em Cristo, com amor,





R. R. Soares

domingo, 18 de setembro de 2011

DEUS NÃO MUDA E NEM SE ARREPENDE

Deus permanece fiel, mesmo quando somos infiéis e todas as Suas promessas vindas a cada um de nós quando estamos em contato com as Sagradas Escrituras se concretizam e voltam para Ele cumpridas.




"E subiu o anjo do SENHOR de Gilgal a Boquim, e disse: Do Egito vos fiz subir, e vos trouxe à terra que a vossos pais tinha jurado e disse: Nunca invalidarei a minha aliança convosco." Juizes 2:1



Deus não muda, sua fidelidade e benignidade se mantêm mesmo quando tropeçamos. É a certeza de que as bênçãos do Senhor são irrevogáveis.



O amor de Deus por nós é tão intenso que Ele garante envolver até aqueles que não ainda não aceitaram o Senhor Jesus como seu único e suficiente Salvador. ("Eu sou o SENHOR, e não há outro; fora de mim não há Deus; eu te cingirei, ainda que tu não me conheças" Isaías 45:5)



Deus permanece fiel, mesmo quando somos infiéis e todas as Suas promessas vindas a cada um de nós quando estamos em contato com as Sagradas Escrituras se concretizam e voltam para Ele cumpridas.



Mesmo que você tenha recebido do Senhor algo que parece impossível de se concretizar, saiba que não é a sua força e inteligência individual que darão forma ao plano divino, pois a nossa capacidade vem de Deus("Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus" 2 Corintios 3:5), que nos chamou para nos abençoar e multiplicar em todas as obras de nossas mãos.



Se você não tem vivido aquilo que Deus tem lhe revelado pela Palavra, resistido em seguir a diretriz dEle, dando uma série de desculpas, teimando em fazer a sua vontade e, consequentemente, ignorando seu chamado, sua vida é vazia e sem sentido.



Saiba que agora é hora de rever o que você tem feito da sua vida, que caminhos tem trilhado e acertar-se com o Senhor: Ele mantém válidas e vivas todas as promessas que tem feito desde a primeira vez em que você teve contato com o Evangelho e elas lhe trarão realização inigualável quando você as aceitar.



Esta é a minha oração.



Em Nome de Jesus.



Mônica Gazzarrini



Renascida em Cristo desde 2004, estudiosa do Evangelho, autora dos livros "Como conhecer Deus na prática - Tudo o que você queria saber sobre a caminhada com Deus" Volume 1 e Volume 2



Copyright 2008 © – by Mônica Gouvêa Sgarbi Gazzarrini.

sábado, 17 de setembro de 2011

EXERCÍCIO DA FÉ: GERANDO OBRAS E MAIS OBRAS.

As nossas palavras removem as dificuldades, desde que haja fé em Cristo e em Deus-Pai nas palavras que proferimos! Creia que acontece aquilo que você diz, do fundo do seu ser!


"E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tende fé em Deus; Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito. Por isso vos digo que todas as coisas que pedirdes, orando, crede receber, e tê-las-eis." Marcos 11:22, 23 e 24

"Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos," Ronanos 10:8

"Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei." Isaías 55:11


Aí vai o passo a passo para que você obtenha as suas bênçãos (desde que elas estejam de acordo com as Sagradas Escrituras, é claro):

1) ter fé em Deus, aceitar Seu Filho Unigênito Jesus Cristo como seu único e suficiente Salvador;

2) repreenda o mal, diga o que você quer, em Nome de Jesus.
Exemplos: "fora depressão, não volte nunca mais na minha vida. Em Nome de Jesus."
"eu recebo os resultados divinos em cada uma das áreas da minha vida! Em Nome de Jesus."
"Deus, humildemente peço-te: ajuda-me a praticar em obras a minha fé. Em Nome de Jesus."

3) não duvide no seu coração a respeito do que você disse e clamou ao Senhor;

4) creia que se fará conforme o que você disse ao Senhor;

5) tudo o que você disser com íntima e profunda fé será feito: VITÓRIA!

6) tudo o que você pedir orando, creia que o receberá e você vai tê-lo. Em Nome de Jesus!

Também é válido o mesmo procedimento de fé quando buscamos a diretriz divina em quaisquer áreas da nossa vida e não queremos nos deixar levar apenas pelos nossos "achismos" e em vez disto nós queremos com sinceridade uma resposta do Senhor.

Assim procedi antes de iniciar a jornada de escrever: Será que sou hábil escritora de Jesus? Ou me deixo levar porque esta atividade me é atraente e revigorante? Clamei a resposta de Deus neste caminho da minha vida e, do fundo do meu ser, sinceramente estava aberta para receber a Sua Sábia Respota, fosse ela positiva ou negativa, pois estava desejando saber se ser escritora era a vontade do Pai para mim.

Após o meu clamor ao Senhor, abri as Sagradas Escrituras e recebi a resposta divina:
"Escrevei, pois, aos judeus, como parecer bem aos vossos olhos, em nome do rei, e selai-o com o anel do rei; porque o documento que se escreve em nome do rei, e que se sela com o anel do rei, não se pode revogar." Ester 8 versículo 8

Clame a Deus por quaisquer áreas da sua vida. Ele nos ama e nos fez a Sua imagem e semelhança!

Em Nome de Jesus.

Mônica Gazzarrini


sexta-feira, 16 de setembro de 2011

É SÓ CONFESSAR

Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele e ele em Deus.” 1 João 4.15





Não há preferidos para a salvação, pois ela está disponível a todos aqueles que aceitam Jesus como Salvador, confessando-O como Filho de Deus. Devemos dar o devido valor à confissão da filiação de Jesus em relação ao Pai, porque ela é de suma importância, já que aquele crê no que Deus diz O faz verdadeiro, mas quem não crê O faz mentiroso (1 Jo 5.10).

O que o diabo mais detesta é ouvir alguém falar que Jesus é o Filho de Deus. Isso porque Cristo é puro e, com Seu sangue derramado no Calvário, pagou o preço que era preciso para que o homem saísse do império das trevas e fosse transportado para o Reino de Deus (Cl 1.13). Então, o inimigo tenta fazer com que essa verdade passe despercebida, pois foi por causa do Salvador que ele perdeu o controle sobre nós.

Declarar que Jesus é o Cristo nos faz obter a fé necessária para sermos salvos, tornando-nos membros da família divina e assegurando o nosso lugar na presença de Deus. Satanás luta para que não confessemos essa verdade, uma vez que, assim fazendo, temos o Pai em nós, e nós somos firmados nEle. Um simples ato pode mudar a nossa vida para sempre.

Além de salvo, quem acredita no fato de que Jesus é o Filho do Altíssimo consegue que o próprio Deus esteja nele. Essa atitude significa colocar a sua fé firme no Cordeiro de Deus. Então, aquele que se apropria dessa verdade não somente vê o seu destino eterno mudado para sempre, mas também se torna herdeiro das promessas que o Senhor tem feito.

Outra bênção importante alcançada ao declararmos a filiação de Jesus é sermos firmados no Senhor. É uma união tão perfeita que ninguém pode mais nos separar do amor divino. Então, quando quisermos ajuda, não será preciso sair como um desesperado à procura do Altíssimo, pois estar nEle é tudo de que necessitamos.

Diante disso, nós, filhos de Deus, não devemos jamais ficar receosos ante alguma investida do príncipe da perversidade, pois Aquele que está dentro de nós é maior (1 Jo 4.4). Ele ocupa Sua posição em nossa vida para nos defender, usar-nos nas batalhas contra o mal e levar-nos à vitória total em todas as áreas. Portanto, nem por um minuto queira tê-lo fora da sua história. Obedecendo aos mandamentos, você terá cumprido os requisitos de Deus.

A nossa união com o Todo-Poderoso é semelhante à que Jesus tinha. O Messias falava com confiança e ousadia a respeito da Sua relação com o Pai, porque cria nela e, por isso, não tinha medo de que Suas determinações falhassem. Será que não é por esse motivo que aquilo que determinamos não é realizado? Ora, se é importante confessar que Jesus é o Filho de Deus, por que não o fazer a partir de agora?



Em Cristo, com amor,




R. R. Soares

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

SE HÁ REJEIÇÃO AO EVANGELHO, CHORE.

É muito triste saber as conseqüências da rejeição ao Evangelho: a condenação eterna.

"Jesus, porém, voltando-se para elas, disse: Filhas de Jerusalém, não choreis por mim; chorai antes por vós mesmas, e por vossos filhos." Lucas 23:28

Aquelas mulheres que choravam durante o trajeto de crucificação de Jesus O olhavam com tristeza e pesar, mas não estavam compreendendo a real importância redentora do acontecimento: sofrimento, crucificação e ressurreição do Cristo de Deus resgatando toda a humanidade. A concretização do plano de Deus.


Jesus alerta para que não choremos por Ele e sim por nós mesmos e por nossos filhos, pois triste é ir para a eternidade sem ter entregue a vida a Ele!

Busque pela sua própria vida

Busque por você mesmo: ore, queira sinceramente obter o entendimento, a revelação, a sede de caminhar na vontade divina e mude o que não agrada a Deus.

O momento correto de pedir perdão por um pecado é o seguinte ao qual ele foi cometido.

Busque pela vida do seu próximo

Ore e interceda pelos perdidos, fale das Escrituras a eles.

Nunca perca a oportunidade de falar da Palavra de Deus a quem quer que seja: conhecido ou desconhecido, importante ou simples, rico ou pobre, culto ou inculto.

Sabemos que existe rejeição à palavra de Deus, mas isto não é motivo para não plantarmos a boa palavra por onde quer que andemos. A palavra de Deus é uma semente que floresce no tempo certo.

A partir de hoje não perca mais uma oportunidade sequer de falar do amor de Deus para as pessoas!

É muito triste saber as conseqüências da rejeição ao Evangelho: a condenação eterna. "Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado" Marcos 16:16

Mais triste ainda é encontrar pessoas que apostataram da fé, ou seja, conheceram a Jesus e abandonaram Seu caminho pelos mais diversos motivos.

"Porque te esqueceste do Deus da tua salvação, e não te lembraste da rocha da tua fortaleza, portanto farás plantações formosas, e assentarás nelas sarmentos estranhos." Isaías 17:10


Em Nome de Jesus.

Mônica Gazzarrini


Renascida em Cristo desde 2004, estudiosa do Evangelho, autora dos livros "Como conhecer Deus na prática - Tudo o que você queria saber sobre a caminhada com Deus" Volume 1 e Volume 2
Copyright 2008 © – by Mônica Gouvêa Sgarbi Gazzarrini.

domingo, 4 de setembro de 2011

O QUE VOCÊ TEM FEITO: ORAÇÃO OU 'CHORAÇÃO'?

Não ore mais por orar.

Não ore mais por dor.

Orar não é cobrar de Deus o porquê você está tendo problemas.


Orar também não é colocar em oração coisas do tipo: "o Senhor tem que me curar, eu já não agüento mais esta dor".

Orar também não é dizer: "Pai, eu preciso de um milagre"

Oração não é vã repetição, é diálogo com Deus, no idioma de Deus, ou seja, com base na Palavra, sabendo quem você é para Ele e o que Ele representa para você.

Tudo vem pela Palavra e não pelo nosso querer. Nossa oração sem estar embasada na Palavra de Deus é totalmente vazia!

Orar não é ir para o quarto chorar, orar é assumir o que Deus lhe fala pela Palavra!

Deus nos garante que quando oramos, Ele não nos ignora e jamais nos repele! ("Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora." João 6:37)

A base desta mensagem é Isaias 43:26:"Faze-me lembrar; entremos juntos em juízo; conta tu as tuas razões, para que te possas justificar."Consulte também o Curso Fé, Lição 5 (a oração) em http://www.ongrace.com/cursofe/.


1º Despertar a memória de Deus
"Faze-me lembrar" Isaias 43:26a

Antes de iniciar sua oração propriamente dita lembre-se diante de Deus de tudo aquilo que a Sua Palavra nos promete e também o que ela garante já nos pertencer, esta atitude alimenta o seu espírito com fé. Também ajuda a nos desligarmos dos problemas e nos concentrarmos em Deus.

Não lembre a Deus o quanto você sofre, pois essa atitude não move a mão de Deus, em vez disso enfatize a sua posição de filho de Deus.

A oração mais conhecida dos cristãos diz "PAI NOSSO", portanto, Deus é nosso Pai, mas será que nós estamos assumindo a posição de filhos de Deus? Ou será que estamos sendo "pedintes espirituais" mendigando uma "bençãozinha pelo amor de Deus"?

Nunca deixe de lado a sua condição de filho de Deus. Somos filhos e herdeiros de Deus, o Dono do ouro e da prata, Criador de tudo o que há. ("Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro; Para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios por Jesus Cristo, e para que pela fé nós recebamos a promessa do Espírito. Gálatas 3:13 e 14)

A Palavra garante a bênção: "Eu sou filho de Deus e sei dos meus direitos em Cristo Jesus e nada preparado contra mim prospera, em Nome de Jesus." ("Toda a ferramenta preparada contra ti não prosperará, e toda a língua que se levantar contra ti em juízo tu a condenarás; esta é a herança dos servos do SENHOR, e a sua justiça que de mim procede, diz o SENHOR. " Isaias 54:17)

Quando nos colocamos na posição de filhos, assumimos o poder da semelhança com o Criador, assumimos também os direitos conquistados por Cristo na cruz.

Fale ao Pai da Sua poderosa mão, do Seu braço estendido a seu favor, de Suas grandezas e das obras e sinais que Ele já fez em seu favor. ("E hoje sabereis que falo, não com vossos filhos, que o não sabem, e não viram a instrução do SENHOR vosso Deus, a sua grandeza, a sua mão forte, e o seu braço estendido" Dt 11:2)

Na verdade temos Deus de um lado e o problema de outro, quanto mais desligados de Deus, mais aflitos pelos problemas estaremos e menos respostas do Senhor alcançaremos. Por este motivo é importante este passo preparatório para "lustrar" nosso espírito.

Não é questão só de conhecer a Palavra, pois isto muitos cristãos já estão bem firmes, mas é o ato de lembrar-se de tudo aquilo que a Palavra tem lhe dito ao coração sobre o que Deus é e sobre o que a Palavra diz que Deus é.



2º Entrar em oração junto com Deus, contra todo o mal.
"entremos juntos em juízo" Isaias 43:26 b

Oração é feita para decidir uma situação. Ela é como um julgamento que ocorre num tribunal terreno, só que este ocorre no tribunal divino.

Prepare-se para a batalha que você vai travar contra o inimigo. Junte em seu coração todas as provas da sua inocência e razão, descritas na Palavra, ou seja, use todas as declarações que a Bíblia fala sobre a sua situação.

Não vá para a batalha sozinho, vá juntamente com Deus, o vencedor, contra o seu inimigo.

Inicie a oração propriamente dita, especifique o motivo dela em Nome de Jesus e lance-se contra o diabo exigindo que ele vá embora da sua vida, família, saúde, fonte de renda, casamento, etc

A batalha da oração termina quando vencemos o nosso inimigo (dor, miséria, depressão, medo, etc.)



3º Não aceite nada diferente daquilo que você determinou na sua oração
"conta tu as tuas razões" Isaias 43:26 c

Não desista, não recue, não saia sem o seu troféu, que é a sua resposta, que é o mover de Deus na sua vida. Saiba o seu lugar já proporcionado em Jesus e não ceda."...todo o dia e toda a noite jamais se calarão; ó vós, os que fazeis lembrar ao SENHOR, não haja descanso em vós, nem deis a ele descanso, até que confirme, e até que ponha a Jerusalém por louvor na terra." Isaías 62:6b e 7

Erga a sua voz e não aceite outro veredicto diferente daquele que você determinou.

Nesta fase o demônio costuma te acusar, relembrando erros do passado e do presente, que você não merece ser abençoado, trás pensamentos de humilhação, que você é um pecador sujo, etc.Se a acusação proceder, ou seja, se permanece algum pecado não confessado a Deus, acerte-se imediatamente com Deus ("Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça." 1 João 1:9) Após, pode mandar o diabo embora porque ele sabe que não pode permanecer.

Nesta fase o maligno vai querer plantar na sua mente toda a sorte de sementes de destruição e de desmerecimento do tipo "não vai dar"; "tem gente muito mais capacitada que você"; "seu tempo já passou"; "sua aparência é horrível, ninguém vai te querer"; "você não tem estudo nenhum"; "você fez uma faculdade muito fraca"; "o curso que você escolheu não tem valor nenhum no mercado"; "seu marido te acha velha", etc. Nesta hora combata todo esse mal com a Palavra.

Veio um pensamento contrário, faça como o Senhor Jesus em Mateus 4, use a Palavra. O diabo sabe que não pode ficar e foge desesperadamente. Assim você está resistindo a todo o mal e abrindo caminho para que as bênçãos de Deus te alcancem.

Lembre-se que as bênçãos de Deus nos são concedidas pela graça e mediante a fé. De nós mesmos e por nosso próprio braço nada seria possível e sim pelo sacrifício de Jesus na cruz.



4º Justificação
"para que te possas justificar" Isaias 43:26 d

Um fato muito importante, que faz com que muita gente fiel perca a bênção, e que deve ser mantido vivo em nós é que no sacrifício de Cristo conquistamos o direito de sermos justos, ou seja, através da fé em Cristo fomos justificados. Em outras palavras, em Jesus temos a "ficha limpa" como se nunca tivéssemos errado em toda a nossa vida.

Saiba que Deus tem muito mais para nos dar do que apenas o pleito das nossas orações. ("Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera," Efésios3:20)

A Bíblia nos garante vitória.

Em Nome de Jesus.




Mônica Gazzarrini



"Jesus Cristo é o Senhor"