Seguidores

RECEBA POSTAGENS DO BLOG POR E-MAIL

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

COMO DEVE SER A VIDA SEXUAL DO CRISTÃO ?

Como deve ser a vida no contexto sexual dentro do casamento, afinal o que pode e o que não se pode fazer? Esse tema tem gerado muita discussão em nosso meio cristão. Rogo a irmã que responda a esse questionamento em nome de Nosso mestre Jesus. (mensagem recebida de um dos leitores).




1.- O plano de Deus para a sexualidade humana: à luz de Gn. 2.24 e Mt. 19.3-11, compreendemos que o plano de Deus é que o ser humano exerça sua sexualidade no plano de companheirismo entre o homem e a mulher numa parceria de vida, e não só de sexo. Uma união tão completa que torna dois indivíduos de sexos opostos partes de uma unidade que, idealmente, deve ser indissolúvel (ver também I Co. 7.4).



A importância que a Bíblia dá à relação sexual fica clara no texto de I Co. 6.16, onde podemos perceber que o vínculo criado por esse relacionamento é intenso, mesmo quando exercido de modo leviano e irresponsável. A intimidade compartilhada gera uma espécie de compromisso implícito, que a qualquer momento pode surgir na forma de cobranças afetivas ou materiais.



2.- Erotismo x pornografia: Há uma diferença básica entre estas duas palavras, embora elas venham sendo usadas hoje em dia praticamente como sinônimos. Erotismo é o conjunto de sensações e impulsos que nos impelem à atividade sexual. Dentro de um relacionamento sexual sadio, os estímulos eróticos, como beijos e carícias, fazem parte do "jogo do amor", e levam a sensações e experiências muito agradáveis. Pornografia, por outro lado, é o mau uso do erotismo, levando a práticas sexuais erradas e pervertidas: o estímulo à prostituição, ao homossexualismo, etc. A confusão de erotismo com pornografia tem levado muitos crentes a deixarem de exercer e aproveitar as práticas eróticas normais, como se o erotismo em si mesmo fosse pecaminoso. Ver I Tm. 4.1-5 e Tt. 1-15. A este respeito, citamos Robinson Cavalcanti em seu livro Libertação e Sexualidade:



Vida sexual do cristão. (Tabernáculo da Paz)


O ato conjugal é uma bela relação íntima e necessária ao marido e a mulher. Tal relacionamento é abençoado por Deus - ele é sagrado. Verdadeiramente Deus determinou esse relacionamento. A maior prova disso é o fato de Deus ter apresentado esta experiência sagrada em seu primeiro mandamento para o homem. Veja: "sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra." (Gn 1.28) E isso lhes foi direcionado antes do pecado entrar no mundo. Com isso, descobrimos a perfeita legitimidade do sexo como sendo algo puro, e não somente isso, também como algo que estava no coração de Deus quando Ele criou o homem. Fica claro que o homem experimentou o sexo ainda no seu estado de inocência.

Isso também inclui o forte desejo que o homem e a mulher sentem um pelo outro. Sem dúvida isso fez parte do cotidiano de Adão e Eva.

É certo que isso é intolerável para algumas pessoas religiosas. A idéia de que Deus criou os órgãos sexuais para nosso prazer parece não entrar na cabeça de muitos. Entretanto, Deus criou todas as partes do corpo humano. E Ele não criou umas partes boas e outras más, pois diz: 'Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom.' (Gn 1.31) Mais uma vez quero enfatizar que isso ocorreu antes do pecado deturpar a natureza humana.





O que a Bíblia diz a respeito do sexo?


Pelo fato da Bíblia ser clara ao condenar o abuso sexual, a fornicação e o adultério, muitas pessoas - talvez por ignorância - interpretam erroneamente esse conceito. Acreditam que Deus condena toda forma de manifestação sexual. Entretanto, a Bíblia nos ensina absolutamente o inverso. Ela nos ensina que a relação sexual limitada a casais casados não somente é abençoada, como também é uma dádiva de Deus para o bem estar do casal. A única proibição da Bíblia diz respeito a atos sexuais extra ou pré-conjugais. A Bíblia é clara e inquestionável a esse respeito, condenado esse tipo de conduta.

Deus foi o autor do sexo. Ele pôs esse instinto nos homens e mulheres não para que eles vivessem sob tortura, mas para proporcionar-lhes satisfação e senso de realização pessoal. Devemos ter sempre consciência de como foi isso.

O homem se sentia irrealizado e necessitado de uma companheira no Éden. Embora vivesse em um lugar maravilhoso e completo, isso tudo não era suficiente para lhe completar: faltava uma adjutora idônea.



O ato em si, como deve ser praticado?

Hoje não é muito difícil encontrar quem defenda que dentro de quatro paredes vale tudo. Talvez esse seja um dos mais questionados assuntos no meio cristão. Infelizmente a Bíblia não diz exatamente com palavras claras como deve ser o comportamento sexual cristão. Isso faz com que pessoas irregeneradas abusem dos comentários a ponto de ensinarem coisas mundanas para casais cristãos. Devemos levar em consideração todo padrão moral que a Bíblia nos ensina.

É certo que um crente cheio do Espírito Santo não terá desejos desenfreados e paixões ilícitas, pois o Espírito Santo o conduzirá ao que é certo. No entanto, se ele vier a cometer algo que desagrada a Deus, certamente algo dentro dele irá incomodá-lo.

Existem práticas sexuais que tiveram início no comportamento sexual de pessoas adúlteras e profanas, que viviam em busca de mais e mais prazer para se contentarem, pois estas viviam completamente entregues aos prazeres. Vamos aos detalhes diretos:



Sexo anal - Além da Bíblia condenar tal prática, também a medicina comprova que esse ato pode trazer sérias complicações para a mulher. Isso causa verrugas no útero da mulher e outros males como inflamações e coisas ainda piores. Alguém poderia dizer "mas existe o preservativo para evitar tal problema", entenda, se fosse algo normal não haveria necessidade de auxílio de um objeto artificial tal como o preservativo. É descrito em Romanos capítulo 1 verso 26: 'Pelo que Deus os entregou a paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural no que é contrário à natureza;



Sexo oral - Além de não ser higiênico também é contrário a santidade, pois entrega quem o pratica a uma completa volúpia. Isso faz com que desapareça o senso de castidade. Essa prática nos expressa uma grande inclinação à devassidão. Não convém a uma pessoa santa.



Motéis - Também é algo completamente inconveniente, pois existem lugares muito mais apropriados para um casal, especialmente em se tratando de cristãos. O motel é um lugar freqüentado por pessoas adúlteras, prostitutas e homossexuais. Em uma cama de motel se deitam pessoas do mais baixo nível. No demais, qual seria o comentário tecido por uma pessoa que não é crente se visse um cristão entrando em um motel com sua esposa? Certamente não seria algo muito agradável. Veja o que diz a carta aos Hebreus 3.4: 'Honrado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; pois aos devassos e adúlteros, Deus os julgará.'



É certo que muitos doutores e teólogos afirmam que esse comportamento não influi em nada na vida espiritual do crente. Infelizes homens, pois terão de pagar um preço muito alto pelo erro que ensinam. O sexo cristão deve ser uma prática prazerosa e constante na vida do casal. No entanto, não devem permitir que essas coisas entrem em suas vidas. Retirando o que acima foi citado, toda a vida sexual cristã é abençoada.

As conseqüências dessas práticas são, a longo ou médio prazo, a frieza no casamento, brigas e discussões, falta de prosperidade, adultério, depressão e mesmo desestruturação na criação dos filhos.

Certamente quem prática essas coisas, se for realmente um cristão, no final sentirá uma forte sensação de culpa, ou de algo errado. Isso se trata do Espírito Santo falando ao nosso coração a respeito da falta que estamos cometendo.

Quanto a relações sexuais entre namorados, isso é uma tremenda armadilha que fará com que o casal tenha sérios problemas no futuro. Daí, podem surgir problemas psicológicos que causarão ciúmes e frigidez na mulher ou impotência no homem, como também poderão surgirem muitos outros problemas. As atividades sexuais para o casal que experimentar o sexo antes do casamento serão extremamente conflituosas e dificilmente serão contornados os problemas futuros, pois o senso de temor de Deus diminuirá, o que fará com que a pessoa tenha a impressão de não estar cometendo nada errado. Com isso, o diabo cativará a vida do casal e criará as mais diversas situações para fazer com que haja problemas no lar até chegarem ao divórcio.

Agora, se por acaso isto for a sua situação, saiba que não é impossível de reverter, porém, é necessário um grande sacrifício e esforço para superar as fraquezas. É necessário determinar no coração não cometer aquilo que se sabe estar errado e demonstrar fielmente a Deus o arrependimento pelo pecado. Deus está sempre pronto não só a perdoar como também nos ajudar a superar as fraquezas.


Que Deus possa abençoar sua vida conjugal.


Em momento nenhum pretendemos fazer do nosso parecer doutrina ou regra de conduta para os outros.



A Bíblia condena tacitamente algumas práticas sexuais, como o homossexualismo, o bestialismo, o incesto, o sexo anal, o grupal etc. Essas coisas podemos dizer que sejam claramente condenadas nas Escrituras.



Sexo é natureza com natureza, ou seja, Deus descreve a criação da mulher, alguém "que estivesse como diante do homem", isto é, que lhe fosse fisicamente compatível. É isso que chamamos "natureza com natureza". Além disso, em Cantares de Salomão 1.2.




SEXO ORAL, MESMO DENTRO DO CASMENTO (NÃO OU SIM ? HÁ CONTROVÉRCIAS)



Para mim, sexo oral é tocar os genitais com os lábios e a boca. Em nossa maneira de entender a Palavra de Deus, essa prática não O agrada, assim como outras que podem ser classificadas como devassidão (1Co 6.10ss).



Outras, como o sexo oral, não. Em NOSSA OPINIÃO, 1Co 6.13 estabelece um princípio pelo qual essa prática não encontra aprovação, mas não posso dizer categoricamente que quem discorda de nós e pratica o sexo oral está em pecado. Quanto às preliminares do ato de amor, elas são cruciais para a saúde e a felicidade da união conjugal, desde que sejam de fato expressões de carinho e amor. O desejo sexual do esposo pela esposa e vice-versa é absolutamente natural e abençoado por Deus explicitamente em Sua Palavra (Pv 5.15-19; Ct 1.2).



Por diversas vezes, tenho expressado a minha opinião de que essa prática é pecaminosa. A Bíblia fala que o estômago foi feito para o alimento, e não para outras funções, daí, por analogia, eu chego a esta conclusão: Os alimentos são para o estômago, e o estômago, para os alimentos; mas Deus destruirá tanto estes como aquele. Porém o corpo não é para a impureza, mas, para o Senhor, e o Senhor para o corpo (ICo 6.13RA).



Dentro e fora do casamento, este tipo de prática sempre será pecado. Sexo, na verdade, só existe um: natureza. O que passar disso cai em 1 Coríntios 6.10, onde se lê: Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o Reino de Deus. Paulo listou 10 coisas as quais não herdarão o Reino de Deus. A devassidão vem em primeiro lugar. Devassidão é falta de freio moral, bandalheira, libertinagem, concupiscência, lascívia, luxúria etc.



É nosso entendimento particular, com base nessa passagem, que determinadas práticas sexuais, como sexo oral, por exemplo, não devem ser praticadas. No entanto, frisamos ser este um entendimento nosso, particular, não um mandamento do Senhor.





INCESTO, BESTIALIDADE E SEXO GRUPAL ( NÃO)



Como dissemos, o próprio casal deve estabelecer como vai ser sua intimidade, mas é preciso discernimento e sabedoria, para fugir dos desvirtuamentos e corrupções que o mundo propõe na esfera sexual. Deus tem seus absolutos, onde o incesto, a bestialidade, o sexo grupal etc. são sempre condenáveis. Além disso, há textos, como 1 Co 6.13, em que a Palavra ensina haver partes do nosso corpo próprias para cada atividade humana.





HOMOSSEXUALIDADE (NÃO)



você precisa de libertação. Esse desejo por alguém do mesmo sexo é resultado da ação nefasta de demônios em sua vida. Nos momentos de lucidez, você até deseja converter-se e mudar de vida, mas os espíritos satânicos que ainda dominam você impedem-no de tomar posição ao lado de Cristo.





SEXO ANTES DO CASAMENTO = FORNICAÇÃO (NÃO)



Chama-se fornicação. A Bíblia contém a advertência aos fornicadores: " Porque bem sabeis isto: que nenhum fornicador, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatria, tem herança no Reino de Cristo e de Deus" (Ef 5.5).

" Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre, o que é a segunda morte". (Ap 21.8)





MÉTODOS ANTICONCEPCIONAIS (SIM)



Quanto a preservativos, anticoncepcionais ou a vasectomia, entendemos não haver problema, pois essas providências são úteis na elaboração do planejamento familiar, e a Bíblia ensina a agir com sabedoria, planejando o futuro de modo responsável (Lc 14.28: Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar?).





MASTURBAÇÃO (NÃO)



Masturbação é pecado, pois ela requer que a pessoa imagine uma situação sensual, cobiçando alguém (Mt 5.28). Além disso, se a masturbação fosse um meio legítimo de alívio para a tensão sexual, Paulo não teria dito que só o casamento (que ele nem incentivava muito, como se vê no restante do texto) é a solução para os que vivem abrasados (1Co 7). Será que alguém que leva Deus a sério e que defende a masturbação como algo normal consegue imaginar o Senhor Jesus praticando-a? Eu não consigo.





SEXO ANAL = SODOMIA, SADOMASOQUISMO, PARAFILIAS (NÃO)



Quanto a sodomia ser a única prática sexual condenada nas Escrituras, há aí um grande engano. O homossexualismo é tacitamente condenado e eu não acho que algum estudante da Bíblia diria que Ela não condena o sadomasoquismo e as parafilias (necrofilia, zoofilia, urofilia etc.). Quanto a outras igrejas liberarem seus membros para a prática do sexo oral, não nos compete julgá-las (Rm 14.1-4), o Senhor Deus o fará, como a nós também.





PRELIMINARES E POSIÇÕES SEXUAIS VARIADAS (SIM)



A Bíblia nada diz acerca das posições sexuais. Ela ensina, isso sim, que a intimidade do casal é estabelecida de comum acordo, em amor e respeito mútuos (Pv 5.15-20; Ct 1.2; 1Co 7.3-5). Assim, as carícias sexuais são expressões de amor e carinho, nunca manifestações de egoísmo ou devassidão. Os devassos, por sinal, estão excluídos da salvação (1Co 6.10) e estes se caracterizam por práticas sexuais não naturais e pela falta de freio moral.


Espero que esta pesquisa que eu fiz possa começar a abrir o seu entendimento e que você busque as respostas do Senhor em todas as áreas da sua vida.

Em Nome de Jesus.



Monica Gazzarrini

e-mail: mogazzar@hotmail.com


"Jesus Cristo é o Senhor"

10 comentários:

oseias disse...

achei muito interessante pois nunca tinha ouvido ou lido qualquer coisa a respeito do artigo acima, como deve ser a vida sexual do cristao, me foi de grande valia,pois muitas coisas que aqui li,nao pensava que fosse pecado. oseias f.paizante belo horizonte minas gerais

oseias disse...

achei muito interessante e abençoado o que li sobre como deve ser a vida sexual do cristao, me foi de grande valia, pois aprendi muito.

tatty.magalhães disse...

eu gostei muito do que li,mas eu ñ concordo com uma coisa sobre sexo oral ser pecado.na minha opinião se é com meu marido não é pecado não.

tatty.magalhães disse...

eu gostei muito do li,só não concordo sobre sexo oral ser pecado.se é com meu marido acho q não tem pecado algum..obrigado

Anônimo disse...

se o sexo oral é pecado pelo argumento de que a boca foi feita para comer, então automaticamente o beijo na boca tbm seria promiscuo.... Pois está utilizando a boca para tocar em algo que não é de comer...

_MuundoLuAr disse...

tenho pena desse blog, que tráz a ideia de quem o criou e só: por exemplo: diz a boca foi feita pra comer!! e foi?? só? a boca mastiga,relaxa o sono,fala,morde,come,assubia,faz gestos, beija etc..e tem mais uma coisa importante a biblia diz que o CASAL ,isto é os dois é um só corpo,entao se os dois querem uma mesma coisa e estao em acordo nao vai ser DEUS que vai impedir ,,nem é pecado,, pecado é uma questao da ignorançia dessa irma que postou esse blog

jesus cristo disse...

ótimo comentário. Coloquei algumas explicações no meu slide. Ok?

jesus cristo disse...

òimo comentário. Utilizei algumas linhas para o meu slide. Ok?

liton disse...

Muito Bom parabéns. a bíblia. E a verdadeira palavras. de Deus!!!!!

liton disse...

Não olhar para traz!!!!! ou será sal!!!!!""!