Seguidores

COM JESUS É POSSÍVEL SER FELIZ E VENCER TODO DIA

Quantas vezes nos sentimos sem rumo e pensamos não ter com quem contar. Jesus é o nosso melhor amigo.
Quando conhecemos a Jesus e a Ele nos entregamos descobrimos uma vida completamente nova que está
disponível a todas as pessoas.
Este espaço é um convite para conhecer e praticar o que a Palavra de Deus nos ensina durante todos os dias da nossa vida.


ESCREVAM !!!!!!!!!!!!!!!!!

Estou abrindo espaço para você que deseja orientação através do e-mail: conhecerdeusnapratica@outlook.com;

que será respondido na publicação no blog zelando a identidade da pessoa que será chamada de amiga.

Com isso as pessoas poderão ter minha orientação e de todos que acompanham o blog, recebendo desta forma maior apoio para resolução de seus problemas.

ESCREVAM !!!!!!!!!!!!!!!!!

domingo, 27 de junho de 2010

OS CRISTÃOS DEVEM GUARDAR O SÁBADO, O DOMINGO OU QUAL DIA DA SEMANA?

Li recentemente esta pergunta e ela me fez refletir sobre esta questão.

Com sinceridade, creio que o dia do Senhor é representado por todos os dias da semana, que devemos guarda-lo, louvá-lo, obedece-lo e orar a Ele em cada uma de nossas atitudes, palavras, pensamentos e sentimentos.

Sei que existem denominações que guardam um dia específico, mas, em particular, me reservo de julgar isto, pois cada um o faz segundo a sua fé que tem em Deus e ela tem que ser respeitada pelos demais.

Creio também que não existem tantas denominações evangélicas à toa, Deus nos chama para uma delas e não é por acaso, não! Ele acaba nos falando ao coração e entendemos aquilo que nos é necessário para que nossa salvação seja efetivada. Na minha opinião o mais importante é que todas elas, guardados os seus costumes diferenciados entre si, fazem a principal e central obra de Deus: que aceitemos ao Senhor Jesus Cristo como nosso único e suficiente Salvador.

A pergunta a que estou me referindo é a seguinte:

“Aprendi a guardar o sábado. O livro sagrado não desmente. Gostaria de saber em qual parte da Bíblia está escrito que a guarda do sábado, como o quarto mandamento foi abolido. Mateus 5.17 a 20 ("Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido. Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus. Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus.") deixa bem claro, isso sem falar nas carnes proibidas.”

A resposta foi a seguinte:

Infelizmente há muitos equívocos na questão da guarda do sábado.
Alguns irmãos acham que isso é ainda obrigatório para os cristãos.
Não podemos nos alongar nesse espaço, mas veja o seguinte sobre a questão do sábado:

1. O sábado pertence à Lei de Moisés, cumprida cabalmente em Cristo, que nos libertou do jugo da Lei (“A lei e os profetas duraram até João; desde então é anunciado o reino de Deus, e todo o homem emprega força para entrar nele.” Lucas 16.16; “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro;” Gálatas 3.13; “E, quando vós estáveis mortos nos pecados, e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-vos todas as ofensas, Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo.” Colossenses 2.13-15 - note o termo "ordenanças").

2. O Senhor Jesus diversas vezes censurou os escribas e fariseus por sua idolatria com respeito ao sábado, a ponto de condenarem Jesus como transgressor da Lei, por não guardar o sábado (veja os Evangelhos). Você acha que Jesus violava o sábado? Claro que não; só na cabeça de quem idolatrava o dia em detrimento do seu significado espiritual.

3. A igreja primitiva reunia-se no domingo, e não no sábado, para o culto, onde se celebrava a santa ceia e levantavam-se ofertas, atividades típicas de culto (“E no primeiro dia da semana, ajuntando-se os discípulos para partir o pão, Paulo, que havia de partir no dia seguinte, falava com eles; e prolongou a prática até à meia-noite.” At 20.7; “No primeiro dia da semana cada um de vós ponha de parte o que puder ajuntar, conforme a sua prosperidade, para que não se façam as coletas quando eu chegar.” 1Co 16.2).

4. Em Atos 15 há o registro do Primeiro Concílio da Igreja, em Jerusalém, que debateu exatamente se os cristãos não-judeus tinham ou não de guardar a Lei de Moisés. A conclusão foi que a Lei era APENAS para os judeus e que os gentios estavam dela livres, devendo apenas guardarem-se de algumas coisas. O sábado não consta dessas coisas (Atos 15, especialmente os versículos 19 a 21 “Por isso julgo que não se deve perturbar aqueles, dentre os gentios, que se convertem a Deus. Mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da prostituição, do que é sufocado e do sangue. Porque Moisés, desde os tempos antigos, tem em cada cidade quem o pregue, e cada sábado é lido nas sinagogas.”, onde o sábado é vinculado diretamente a Moisés [judeus] e não aos gentios).

5. Em Romanos 14 aprendemos que não devemos discutir opiniões doutrinárias sobre comida e DIAS DE GUARDA, pois ambos os grupos, isto é, tanto os que se abstêm de alguns alimentos ou atividades em dias especiais, o fazem para Deus, assim como os que consideram todos os alimentos e dias igualmente santos. Desse modo, quem acha que deve guardar o sábado, deve fazê-lo, sem porém condenar o que pensa diferente.

6. O livro “Fatos sobre o sétimo dia, de Gordon Lindsay” é excelente para elucidar todas as dúvidas sobre esse assunto. Se quiser, você o encontra em nosso portal www.ongrace.com no site do Shopping do Povo.

Um comentário:

Anônimo disse...

Cristo ressuscitou no sábado, não no Domingo!
A ressurreição no

http://luzdosabado.jimdo.com/

Markus