Seguidores

COM JESUS É POSSÍVEL SER FELIZ E VENCER TODO DIA

Quantas vezes nos sentimos sem rumo e pensamos não ter com quem contar. Jesus é o nosso melhor amigo.
Quando conhecemos a Jesus e a Ele nos entregamos descobrimos uma vida completamente nova que está
disponível a todas as pessoas.
Este espaço é um convite para conhecer e praticar o que a Palavra de Deus nos ensina durante todos os dias da nossa vida.

terça-feira, 29 de janeiro de 2008

NOSSAS PALAVRAS SELAM NOSSO CAMINHO

Fale de acordo com a Palavra de Deus e transforme sua vida para melhor.

Construímos nossa vida com o que falamos. Logo no início do Livro de Gênesis vemos que Deus criou o mundo com a Sua Palavra “E Deus disse; e disse e disse...” citado ao longo de todo o primeiro capitulo do livro.

Deus nos criou à Sua imagem e semelhança (Gênesis 1:26-27), portanto nossas palavras também tem poder criador. Cabe a nós saber o que criaremos ao nosso redor.

O Rei Davi disse que a sua língua é a pena de um destro escritor. (Salmo 45:1) Ou seja, que com as palavras vamos traçando as veredas da nossa vida.

O Senhor Jesus mesmo advertiu que “a boca fala daquilo que o coração está cheio” (Lucas 6:45), ou seja, nossas palavras são a expressão do que cremos no nosso íntimo. De nada adianta falar ao contrário do que cremos. Precisamos sim pedir ao Senhor para nos dar sabedoria, entendimento e direção através da sua Palavra para que confiemos e falemos de acordo com Ela.

Tiago também ressaltou a excepcional força presente nossa língua e que nem sempre temos consciência: apesar de ser um pequeno órgão é um instrumento muito poderoso. “Se alguém não tropeça em palavra, o tal é perfeito, e poderoso para também refrear todo o corpo. Ora, nós pomos freio nas bocas dos cavalos, para que nos obedeçam; e conseguimos dirigir todo o seu corpo. Vede também as naus que, sendo tão grandes, e levadas de impetuosos ventos, se viram com um bem pequeno leme para onde quer a vontade daquele que as governa. Assim também a língua é um pequeno membro, e gloria-se de grandes coisas. Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia. A língua também é um fogo; como mundo de iniqüidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno.“ Tiago 3:2-7

Nossas palavras ativam o poder de Deus e colocam os anjos do Senhor a trabalhar por nós. Em Daniel 10:12 temos “Não temas, Daniel, porque desde o primeiro dia em que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras; e eu vim por causa das tuas palavras.”

O Senhor Jesus deixou clara a nossa responsabilidade quanto àquilo que mantemos vivo em nosso íntimo e o que falamos em decorrência disso. “O homem bom tira boas coisas do bom tesouro do seu coração, e o homem mau do mau tesouro tira coisas más. Mas eu vos digo que de toda a palavra ociosa que os homens disserem hão de dar conta no dia do juízo. Porque por tuas palavras serás justificado, e por tuas palavras serás condenado.” Mateus 12:35 a 37. Portanto observe bem o que você anda falando: sua fala é reflexo do seu sentimento e também da sua vida.

“Quem fala a verdade manifesta a justiça” (Provérbios 12:17).

O que é a Verdade? Verdade é tudo o que nos diz a Palavra de Deus. “Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.” João 17:17. Se você pautar a sua vida naquilo que a Palavra diz certamente terá transformações positivas em todas as áreas da sua vida.

O que é a justiça? Justiça é a concretização da Palavra de Deus nas nossas vidas.

Quem conhece a Palavra, crê que ela é a Verdade vinda de Deus para nós e fala de acordo com Ela tem a sua vida abençoada em todos os sentidos.

“Errais não conhecendo as escrituras e nem o poder de Deus”. Para podermos falar e abastecer o nosso coração conforme a Palavra de Deus, temos que primeiramente conhece-la lendo a Bíblia, orando e meditando para que o seu sentido nos seja revelado pelo Espírito Santo, em seguida crer que a Palavra é a Verdade e falar de acordo com Ela.

Muito cuidado: jamais aceite qualquer “verdade” dita por pessoas, mesmo que você as considere de confiança ou que tenham aparência aceitável, sem confrontá-la com a Palavra.

Tenha sempre dentro de você o testemunho do Espírito Santo sobre a Verdade e jamais deixe que a palavra de qualquer pessoa venha a substituí-lo. Neste aspecto a palavra é bem clara: “Maldito é o homem que confia no homem” (Jeremias 17:5a)

Para exemplificar seguem algumas citações cotidianas em contrapartida àquilo que a Palavra de Deus diz.

O mundo diz:
Estou doente e para mim não tem mais cura
Mas Deus diz:
Pelas feridas de Cristo eu já fui curado” (Isaías 53:4 e 5)

O mundo diz:
Seu filho é um marginal, drogado, incorrigível
Mas Deus diz:
Os filhos são heranças do Senhor” (Salmo 127:3)

O mundo diz:
Você já está muito velho para ter um bom emprego, seu tempo já passou
Mas Deus diz:
Eu como do fruto do meu trabalho, sou feliz e próspero” (Salmo 128:4 NVI)

E assim por diante...

Todas as diretrizes de Deus para qualquer área da sua vida estão presentes na Sua Palavra.

Estude a Bíblia, medite sobre o que leu, conheça e creia, não por mãos de homens, que podem errar mesmo sendo bem intencionados, mas é pelo Espírito Santo que o Pai nos ensina toda a Verdade. “Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.” João 14:26

A Palavra pode até parecer loucura para o mundo, mas, na verdade Ela é o poder de Deus em ação nas nossas vidas. “Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus. Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, E aniquilarei a inteligência dos inteligentes.” 1 Coríntios 1:18-19

Não tenha vergonha de falar pela fé e não pela aparência das coisas. “Deus chama as coisas que não são como se já fossem” Romanos 4:17

Avalie-se e mude sua vida para melhor: passe a observar o que fala e naquilo que você tem crido e mude para o que a Palavra de Deus diz. Certamente você já começará a transformar muitas coisas da sua vida para melhor ainda hoje.

São os meus votos.


Em Nome de Jesus.

Mônica Gouvêa Sgarbi Gazzarrini
E-mail: mogazzar@gmail.com ou mogazzar@hotmail.com

Visite artigos sobre a caminhada com Deus em:
http://bencaossemlimites.blogspot.com/
http://www.webartigos.com/categories (selecione: religião)

"Jesus Cristo é o Senhor"

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

DEUS NÃO CUMPRE AS SUAS PROMESSAS

Já aconteceu com você, de entregar um assunto nas mãos de Deus e não ver nada, absolutamente nada mudar ou melhorar?

No entanto, a Bíblia diz:

“Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais ele fará” - Salmo 37.5.

O que deu errado?

Temos três possibilidades:
1. Houve algum problema com a “entrega”;
2. Houve algum problema com o “confiar”;
3. Deus não cumpre as suas promessas.


1. PROBLEMAS COM A “ENTREGA”
a) Entrega Aparente
Muitas vezes nos aproximamos de Deus e, aparentemente, entregamos a Ele o nosso caminho; no entanto, no íntimo, nós retemos o problema.

É semelhante aquela pessoa que vai a uma agência postal, compra um envelope, especifica o destinatário e o remetente de forma correta, fecha o envelope, e paga para que o correio faça uma entrega especial, registrada; porém, se esquece de colocar dentro do envelope os documentos que queria enviar. Fez “tudo certinho”, mas esqueceu o principal, o essencial.

b) Entrega Parcial
O verso bíblico não diz, entrega um caminho; nem diz para entregar parte do caminho. Ele diz: “Entrega o teu caminho...”, todo o caminho; a vida; a questão inteira, com tudo que a rodeia:
- A dívida, e toda a ansiedade e vergonha que vêm junto com ela.
- O casamento, e toda a dor e sentimentos amargos que ele tem lhe causado.
- A traição conjugal, e toda a raiva, o ódio e a humilhação que você tem experimentado.
- O emprego, e todas as preocupações e estresses que ele lhe causa.
- O desemprego, e todas as situações insustentáveis que ele lhe faz passar.
- Aquele pecado, e toda a tristeza que ele tem lhe provocado.

c) Entrega Momentânea
Muitas vezes entregamos o nosso caminho ao Senhor de forma real e completa, no entanto, tão logo saímos de sua presença, nós o pegamos de volta para resolve-lo à nossa maneira.
Acho que Deus fica se perguntando: “-Onde estão os problemas que meus filhos deixaram aqui no altar na hora do culto? Se eles pretendiam leva-los de volta, porque disseram que os estavam entregando para mim?”.
Ao contrário desta atitude, podemos afirmar que as idéias bíblicas de “entrega” sempre são definitivas. Observe-as:
- O adversário entrega alguém ao juiz (Mateus 5.25), e o juiz o entrega ao meirinho para ser preso (Lucas 12.58);
- Judas entregou Jesus;
- Jesus foi entregue nas mãos dos homens (Mateus 17.22), aos principais sacerdotes e aos escribas (Mateus 20.18), aos gentios (Mateus 20.19), a Pilatos (Mateus 27.2), à sentença de morte (Lucas 24.20) e à crucificação (Mateus 26.2);
- Jesus entregou seu espírito aos cuidados do Pai (João 19.30).


2. PROBLEMAS COM O “CONFIAR”
a) A Maioria Dos Cristãos Não Confia Em Deus
Não tenho nenhuma dificuldade em afirmar que a maioria dos cristãos ainda não aprendeu a confiar plenamente em Deus. E eu me incluo entre eles. E o pior de tudo, é que esta nossa falta de confiança ofende a Deus! Como?

Imagine que amanhã de manhã você tem que pagar uma dívida. Se você não a pagar, coisas muito ruins irão acontecer. Imagine, ainda, que você tem um amigo de infância que se deu bem na vida; tem dinheiro sobrando. Você telefona para ele. Explica a situação. Ele, prontamente, diz que vai lhe emprestar o dinheiro necessário. Bem, se este amigo é CONFIÁVEL, você irá dormir em paz; porém, se este seu amigo não é digno de confiança, é inconstante, “garganta”... Bem, neste caso, você continuará preocupado do mesmo jeito, não é mesmo?

Agora transfira esta situação para o seu relacionamento com Deus. Você o procura, coloca seus problemas em suas mãos, mas, continua preocupado. O quê você está dizendo para Ele? Que Ele não é digno de confiança. Por isso eu digo que a maioria dos cristãos ainda não aprendeu a confiar plenamente em Deus e que esta nossa falta de confiança O ofende.

E pensar que não há Deus maior, não há melhor, não há Deus tão grande quanto o nosso Deus. E, que Ele tem boas intenções para conosco.

b) Muitos Cristãos Querem Manipular Deus
Muitas pessoas colocam um determinado assunto nas mãos de Deus e ficam tentando manipular Deus, sugerindo como Ele deveria agir naquela situação.

Ficam “cobrando” de Deus uma atitude mais enérgica, um castigo severo, uma vingança exemplar, uma resposta rápida, etc.

Em outras palavras, eles não confiam na sabedoria de Deus. Não confiam em Seus santos desígnios. Não confiam em Seu caráter.

Se eu verdadeiramente entreguei meu caminho ao Senhor, devo esperar que Ele resolva as coisas do jeito Dele, e não do meu.

Certa era a atitude do salmista: “Esperei com paciência pelo Senhor, e ele se inclinou para mim e ouviu o meu clamor” (Salmo 40.1).


3. DEUS NÃO CUMPRE AS SUAS PROMESSAS
É verdade!
Deus não cumpre as suas promessas CONDICIONAIS, enquanto o homem não faz a sua parte.

Deus estabeleceu leis espirituais que devem ser respeitadas, e este verso bíblico nos revela uma delas: - Se queremos vê-lo atuando, temos que lhe entregar o nosso caminho e confiar nele.

SE, verdadeiramente, ENTREGARMOS nosso caminho ao Senhor.
SE, verdadeiramente, CONFIARMOS nele (em Seu poder, caráter e intenções).

Veremos Deus agir.
Senão, não!

Conclusão

Deus cumprirá Suas promessas, a Seu modo, em Seu próprio tempo, somente após lhe entregarmos o nosso caminho de forma incondicional e confiarmos Nele de todo o nosso coração.

Aleluia! Deus seja louvado.


Autor: Pr Franco

Visite O Site do Pregador: www.sitedopregador.NET

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

COMECE O ANO QUITANDO AS SUAS DÍVIDAS ESPIRITUAIS

“E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores” (Mateus 6:12): independentemente do credo religioso quantas vezes já não fizemos esta oração? Mas será que captamos o(s) verdadeiro(s) significados deste pleito que fazemos ao Pai? Será que estamos fazendo esta oração tão conhecida com a plena consciência da sua importância?

É certo que as dívidas podem ser materiais ou espirituais. Quanto às primeiras a Palavra é bem clara: “A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei.” Romanos 13:8, portanto ao cristão não é permitido dever dinheiro a ninguém e se houver alguma dívida financeira ele deve se empenhar em providenciar a sua plena quitação.

Mas e quanto às nossas dívidas espirituais? Estas são fruto dos nossos relacionamentos inter pessoais ao longo da nossa vida.

Imagine quantas não foram (e são) as pessoas a quem você ajudou? Será que temos tido a misericórdia para com a ingratidão das pessoas a quem apoiamos (e ainda hoje ajudamos) e que nos deram as costas? E quanto àquelas que até nos tratam mal, mesmo recebendo nossa ajuda, será que estamos conseguindo perdoar essa dívida espiritual delas para conosco? Saiba que a nossa misericórdia íntima e verdadeira para com estas pessoas abre as portas para que Deus opere.

Por outro lado: por quantas pessoas você já não foi (e ainda é) ajudado? Será que estamos sendo gratos a todas elas? E quanto aos nossos próprios pais, parentes, amigos e colegas será que os estamos apoiando e ajudando? Será que estamos sabendo agradecer pelo apoio e amizade recebidos? Estamos honrando nossos pais?

Você já perdeu as contas de quantas vezes orou a Deus pedindo algo e não obteve resposta alguma? Você tem experimentado o silêncio de Deus nas suas orações? Saiba que estas dívidas espirituais não quitadas podem ser um bloqueio sério ao êxito das suas orações. “Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça.” Isaias 59:2

Creio que ao ler esta breve mensagem o Espírito Santo lhe recordou de pessoas em ambas as situações, ou seja, àquelas que lhe devem e àquelas às quais você deve: não perca mais nem um minuto sequer, ore ao Pai de todo o seu coração perdoando às primeiras e pedindo perdão ao Senhor por aquelas para com as quais você tem sido ingrato.

Após a sua oração sincera sentirá alívio e paz verdadeiros.

Agora você pode colocar ao Pai os seus anseios e necessidades em oração e espere por grandes transformações na sua vida.

São os meus votos,


Em Nome de Jesus.

Mônica Gouvêa Sgarbi Gazzarrini
E-mail: mogazzar@gmail.com ou mogazzar@hotmail.com

Visite artigos sobre a caminhada com Deus em:
http://bencaossemlimites.blogspot.com/
http://www.webartigos.com/categories (selecione: religião)

"Jesus Cristo é o Senhor"